Histórico do curso



Baixar 355,24 Kb.
Página3/9
Encontro29.11.2019
Tamanho355,24 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9
Concepção do Curso

Diante dos novos desafios impostos pela ciência, pelas novas tecnologias e pelo avanço dos meios de comunicação e das demandas sociais, foram elaborados pelo Ministério de Educação e Cultura juntamente com outros órgãos e Instituições Educacionais, vários documentos normativos para assegurar as mudanças e transformações necessárias à formação do novo cidadão.

 Nessa perspectiva, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei n.º 9394/96, prevê no seu Art. 2.º, inciso I, que: “os estabelecimentos de ensino, respeitadas as normas comuns e as dos seus sistemas de ensino, terão a incumbência de elaborar e executar sua proposta pedagógica”, e, concretizando a condição de autonomia pedagógica no seu Art. 53, “assegura às Universidades além de outras competências, autonomia para criar, organizar e extinguir cursos e programas de educação superior para fixar os currículos dos seus cursos e programas, observadas as diretrizes gerais pertinentes”, apontando para a construção de propostas integradoras e norteadoras de ações pedagógicas de flexibilização curricular.

Além do Plano Nacional de Educação (Lei n.º 10.172 de 09/01/2001), a LDB afirma a responsabilidade da universidade na formação do indivíduo. No Art. 43, inciso I, diz: “estimular a criação cultural e o desenvolvimento do espírito científico e do pensamento reflexivo”.

Assim, adequadas ao mercado de trabalho e visando solidificar essa autonomia, surgiram as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Tecnologia em Design de Moda, definidas pelo Conselho Nacional de Educação, através da Resolução CES/CNE n.º 277/2006 de 07 de dezembro de 2006, substituindo um currículo pleno antes mais rígido, por uma estrutura mais aberta que valoriza as necessidades e peculiaridades regionais e profissionais. Possibilitou-se então que as Universidades, analisando o contexto em que estão inseridas, possam elaborar um modelo curricular flexível com base no desenvolvimento de competências a serem trabalhadas em cada curso, contemplando e valorizando conhecimentos, habilidades e atitudes de uma forma mais ampla, que se reflete diretamente em seus projetos pedagógicos em consonância com as exigências do mundo contemporâneo.

Ante este novo cenário permeado por novas políticas e diretrizes para a Educação Superior, e o novo cenário social que requer um profissional dotado de postura crítica e criativa, ativo e desperto a novas competências, conforme estabelece a Resolução CES/CNE n.º 277/2006, “o curso de graduação em. Design de Moda enseja condições para que o futuro Tecnólogo seja capacitado a: Elaborar e gerenciar projeto para a indústria de confecção do vestuário, considerando fatores estéticos, simbólicos, ergonômicos e produtivos.”

Neste contexto, definiu-se uma concepção teórico-metodológica para o Curso de Tecnologia em Design de moda, a qual está fundamentada num modelo curricular organizado por disciplinas, mas que busca na diversidade de atividades teórico-práticas uma área de inovação para a construção de alternativas educativas mais coerentes e integradas com o perfil do profissional requerido para a sociedade econômico-social e tecnológica do século XXI e na habilidade para desenvolver um trabalho multidisciplinar em equipe, como um diferencial para melhor se ajustar ao novo perfil profissional do Tecnólogo.

Deste modo, a concepção filosófica do Curso de Tecnologia em Design de Moda da Universidade Paranaense – UNIPAR está pautada nos princípios éticos e humanísticos voltados à cidadania. Neste sentido, o futuro Tecnólogo se revelará como um profissional atento aos problemas do mundo presente, em particular os nacionais e regionais, prestador de serviços especializados à comunidade e capaz de estabelecer com esta uma relação de reciprocidade.

É nestes termos que a concepção que embasa a filosofia de educação e fundamenta a metodologia norteadora da organização didático-pedagógica e curricular do Curso de Tecnologia em Design de Moda da UNIPAR delineia um profissional generalista e que perceba a importância dos procedimentos técnicos e éticos de sua profissão e o impacto social de transformação, e que saibaaprender a aprender”, que saiba conviver contribuir com o desenvolvimento da ciência e da tecnologia, com vistas à melhoria da qualidade de vida da sociedade.








Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal