Geografia Ação e Transformação, 2º ano


Finalidades do ensino-aprendizagem de Geografia no Ensino Médio



Baixar 7,79 Mb.
Página291/460
Encontro02.09.2018
Tamanho7,79 Mb.
1   ...   287   288   289   290   291   292   293   294   ...   460
2. Finalidades do ensino-aprendizagem de Geografia no Ensino Médio

Nesta seção do Manual, apresentamos as finalidades do ensino de Geografia no Ensino Médio, considerando os Parâmetros Curriculares Nacionais, propostas de mudanças (aspectos relacionados à Base Nacional Comum Curricular – BNCC –, que está em elaboração e discussão), as Diretrizes Curriculares para a Educação Básica e aspectos relacionados às competências e habilidades requeridas pelo Enem.

Quando observamos, analisamos, identificamos e adquirimos conhecimento com o objetivo implícito, ou talvez, explícito de modificá-lo, é necessário considerar a importância do conhecimento acadêmico para o saber geográfico. Embora o ensino escolar seja diferente do proposto na academia, é imprescindível que este (o conhecimento acadêmico) seja incorporado aos conteúdos didáticos do Ensino Médio. Os debates, as propostas, as pesquisas e as teses feitas nas universidades devem servir de inspiração para a atualização dos conteúdos geográficos exemplificados nos PCN.

Os conteúdos geográficos devem ser motivos de provocações para a formação da cidadania. Fornecer elementos que possam facilitar as discussões e a produção do conhecimento são prioridades que norteiam a Coleção. Permitir a reflexão e estimular o estudante a propor alternativas à ordem instituída é essencial à formação do cidadão e para a cidadania.

Cavalcanti afirma a importância de conhecermos o mundo em que vivemos, de localizarmos fenômenos, de sermos capazes de representar o mundo linguística e graficamente. Porém, afirma que, se esses aspectos são centrais no processo de ensino-aprendizagem de Geografia:

É necessário não se contentar com o que são, na verdade, pré-requisitos para a função mais importante da Geografia, que é formar uma consciência espacial, um raciocínio geográfico. E formar uma consciência espacial é muito mais do que conhecer e localizar, é analisar, é sentir, é compreender a espacialidade das práticas sociais para poder intervir nelas a partir de convicções, elevando a prática cotidiana, acima das ações particulares, ao nível humano genérico. (CAVALCANTI, 1998, p. 128.)

Para atingir os objetivos de uma geografia mais atuante, busca-se na Coleção apoio em textos (acadêmicos, jornalísticos, literários), imagens, fotografias, mapas, gráficos, letras de músicas, poemas, obras de artes, entre outros. Com diversidade de gêneros e textos minuciosamente pesquisados, a Coleção foi construída sob uma perspectiva ética e humanista.

Castrogiovanni e Goulart (2003, p. 133-134) indicam cinco elementos fundamentais que devem ser levados em consideração na escolha de livros didáticos nas escolas nacionais. São eles: fidedignidade das informações, estímulo à criatividade, correta representação cartográfica, abordagens que valorizam a realidade e enfoque do espaço como totalidade.

O ensino de Geografia deve preocupar-se com o espaço nas suas multidimensões. O espaço é tudo e todos: compreende todas as estruturas e formas de organização e interações. E, portanto, a compreensão da formação dos grupos sociais, a diversidade social e cultural, assim como a apropriação da natureza por parte dos homens deve fazer parte também dessa alfabetização. (CASTROGIOVANNI; GOU- LART, 2003, p. 12.)

A importância dos conhecimentos geográficos na contemporaneidade é destacada também por Yves Lacoste, embora considerando a realidade francesa:

De fato, nunca conhecimentos geográficos e uma iniciação ao raciocínio geográfico verdadeiro foram tão necessários à formação dos cidadãos. Isso resulta, ao mesmo tempo, do papel considerável da mídia e do desenvolvimento de procedimentos democráticos na sociedade francesa da segunda metade do século XX. A mídia transmite informações procedentes de todos os países do mundo (ciclones, tremores de terra, mas também guerras civis e conflitos de todas as ordens). Se não se quer que essa onda de notícias provoque a indiferença da opinião, é preciso que esta possa integrá-las a uma representação do globo suficientemente precisa e diferenciada. O mundo é ininteligível para quem não tem um mínimo de conhecimentos geográficos. (LA- COSTE, 1995, p. 254.)

Lacoste destaca a importância dos conhecimentos geográficos como mais uma forma de ler e apreender o mundo em suas múltiplas dimensões e contradições, daí a importância do ensino de Geografia na Educação Básica, especialmente no Ensino Médio.


Página 249




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   287   288   289   290   291   292   293   294   ...   460


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa