Fundamentos teóricos metodológicos da proposta curricular



Baixar 1,11 Mb.
Página1/21
Encontro22.03.2018
Tamanho1,11 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   21


FUNDAMENTOS TEÓRICOS METODOLÓGICOS DA PROPOSTA CURRICULAR
Complementando o Projeto Político Pedagógico,apresentamos a seguir a Proposta Curricular do Colégio Estadual Paulina Pacífico Borsari ,elaborada em consonância com as Diretrizes Curriculares da Educação Básica e de acordo com as políticas educacionais da SEED do Estado do Paraná,por professores e equipe pedagógica.

A visão de currículo como configurador da prática,vinculado às teorias críticas faz parte da proposta das Diretrizes para a rede estadual de ensino do Paraná,no atual contexto histórico Currículo este,fundamentado nas teorias críticas e com organização disciplinar. Busca-se nas Diretrizes Curriculares,manter-se o vínculo com o campo das teorias críticas da educação e as metodologias que priorizem diferentes formas de ensinar,de aprender e de avaliar.

Nestas diretrizes a concepção do conhecimento considera suas dimensões científica,artística,enfatizando-se a importância de todas as disciplinas.

Fundamentando-se nos princípios teóricos expostos,oferecerá ao estudante a formação necessária para o enfrentamento com vistas à transformação da realidade social,econômica e política de seu tempo. A produção científica,as manifestações artísticas e o legado filosófico da humanidade,como dimensões para as diversas disciplinas do currículo,possibilitam um trabalho pedagógico que aponte na direção da totalidade do conhecimento e sua relação com o cotidiano.

A partir da elaboração da Proposta Curricular,o professor poderá elaborar seu plano de trabalho,vinculando-o à realidade e às necessidades de suas diferentes turmas.
A AVALIAÇÃO DENTRO DA PROPOSTA CURRICULAR
A avaliação no cotidiano escolar tem por objetivo proporcionar subsídios para as decisões a serem tomadas a respeito do processo educativo que envolve professor e alunos no acesso ao conhecimento.

A avaliação se concretiza de acordo com o que se estabelece nos documentos escolares como este projeto político pedagógico e nesta proposta curricular ,além do plano de trabalho docente . Estes documentos são fundamentados nas Diretrizes Curriculares.

A avaliação deve contribuir para à compreensão das dificuldades de aprendizagem dos alunos, com vistas às mudanças necessárias para que a aprendizagem se concretize e a escola se faça mais próxima da atual contexto histórico onde os alunos estão inseridos.

A avaliação escolar constitui um projeto do futuro social,pela intervenção da experiência do passado e compreensão do presente,a serviço da ação pedagógica em movimentos na direção da aprendizagem do aluno,da qualificação do professor e da escola.

A seleção de conteúdos,os encaminhamentos metodológicos e a clareza dos critérios de avaliação elucidam a intencionalidade do ensino,enquanto a diversidade de instrumentos e técnicas de avaliação possibilita aos estudantes variadas oportunidades e maneiras de expressar seu conhecimento. A seguir temos as propostas de cada disciplina,os conteúdos estão distribuídos por série,tanto para Ensino Fundamental como para Ensino Médio,sendo que no Ensino Médio temos as disciplinas ofertadas por blocos sendo eles:
Bloco 1

Língua Portuguesa

História

Filosofia

Biologia

Educação Física

Língua Estrangeira Moderna (Inglês)
Bloco 2

Matemática

Química

Física


Sociologia

Artes


Geografia

LÍNGUA PORTUGUESA


FUNDAMENTOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS
Apesar de estarmos vivendo numa época determinada “Era da Informação” convivemos com o índice crescente de analfabetismo funcional e as avaliações educacionais revelam baixo desempenho do aluno. O ensino de Língua Portuguesa e Literatura deve repensar essas diferenças uma vez que a linguagem é vista como fenômeno social. È necessário considerar-se os aspectos sociais e históricos em que o sujeito está inserido,assim como sua relação com o outro. “Toda palavra serve de expressão a um em relação ao outro”- (Bakhtin/Volochinov), pois é através dela que se efetua o emprego da língua,oral ou escrita.

Assim,o ensino-aprendizagem da Língua Portuguesa tem como,objetivo,aperfeiçoar os conhecimentos linguístico e discursivos do educando para que possa compreender e ter condições de interagir,percebendo a língua e manifestando suas opiniões.

Para isso,é preciso avaliar cada relação entre as atividades de falar,ler e escrever(usos da língua),cada uma delas particularmente(Neves).

Cabe a escola,promover o letramento do aluno para que se envolva na práticas do uso da língua:Leitura,oralidade e escrita.

O professor de Língua Portuguesa deve então,tornar acessível ao educando a prática,discussão,a leitura de textos de diferentes esferas sociais como também a linguagem verbal,uma vez que o letramento vai além da alfabetização e os gêneros variam assim como a língua a qual é viva e não estanque (Bakhtin).

Não se pode no entanto,abandonar os conhecimentos gramaticais nem impedir que o professor apresente aos alunos regras gramaticais pois toda língua é constituída de uma gramática e de um léxico e ao utiliza-la usamos normas fonológicas,morfológicas,sintáticas e semânticas e essas regras servem para orientar o uso das unidades da língua que são normas (Antunes).

Tendo em vista a concepção de linguagem como discurso que se efetiva nas diferentes práticas sociais,o processo ensino aprendizagem na disciplina de língua portuguesa deve: empregar a língua oral em diferentes situações de uso,sabendo adequá-la a cada contexto,desenvolver o uso da língua escrita em situações discursivas por meio de práticas sociais,analisar textos produzidos,lidos e ouvidos,permitindo ao aluno ampliação de seus conhecimentos linguístico-discursivos,aprofundar,por meio da leitura,a capacidade de pensamento crítico e sensibilidade estética,permitindo a expansão lúdica e aprimorar conhecimentos linguísticos propiciando acesso às ferramentas de expressão e compreensão de processos discursivos,capacitando o aluno a adequar a linguagem aos diferentes contextos sociais e apropriando-se também da norma padrão.
OBJETIVOS GERAIS
É necessário garantir a todos os estudantes,o domínio das práticas sócio-verbais que são indispensáveis à vida cidadã e que transcendem os limites das vivências cotidianas informais.

Trata-se do domínio amplo da leitura,da escrita e da fala em situações formais,quanto do desenvolvimento de uma compreensão da própria realidade da linguagem nas suas dimensões sociais,históricas e estruturais.

A literatura possibilita o acesso a produção cultural da humanidade e a produção plena no mundo letrado em que hoje vivemos. Assim,a literatura possibilita o acesso à produção cultural da humanidade e a produção plena no mundo letrado em que hoje vivemos.

Assim,a literatura pretende levar o educando a um desenvolvimento de linguagem capaz de permiti-lo observar,perceber,descobrir e refletir sobre o mundo interagindo com seu semelhante,através do uso funcional da linguagem.

Em síntese,o ensino da disciplina de Língua Portuguesa deve abordar leitura,produção de textos,estudos gramaticais,bem como estudos de literatura,sob uma mesma perspectiva da língua como instrumento de comunicação de ação e de interação social.

É preciso preparar indivíduos capazes de criar, produzir e relacionar-se com o outro e interagir na sociedade.


CONTEÚDOS ESTRUTURANTES E BÁSICOS


  • Prática da Oralidade: Desenvolver a expressão oral no sentido de adequação da linguagem ao objetivo e aos interlocutores.

Conteúdos: Relatos pessoais,histórias familiares e outras,leitura expressiva de poemas dramatizações,discussões,debates,palestras,exposições,leitura de textos diversos.

  • Prática da Leitura: Propiciar o desenvolvimento de uma atitude crítica levando o aluno a perceber o sujeito presente nos textos lidos.

  • Levar o aluno a familiarizar-se com diferentes textos produzidos em diferentes práticas sociais: notícias,crônicas,piadas,poemas,artigos científicos,ensaios,reportagens,propagandas,charges,informações,romances,contos... Percebendo em cada texto a presença de um interesse.

A leitura não deve ocorrer a partir somente de livros didáticos (não deixar de lado linguagens não verbais).

  • Revisões necessárias (pré-requisitos).

  • Pronomes Relativos.

  • Estrutura e Formação das palavras.

  • Sujeito e Predicado.

  • Frase- Oração-Período.

  • Período Simples e Composto.

  • Discurso Direto e Indireto.

  • Sinonímia e Polissemia.

  • Elementos Coesivos.

  • Novas Regras de Acentuação Gráfica.

CONTEÚDOS ESPECÍFICOS.

Ensino Fundamental II

5ª série


Leitura


  • Identificação do tema

  • Interpretação de Textos observando:Conteúdo temático,interlocutores,fonte,intertextualidade,informatividade,intencionalidade,marca linguística.

  • Identificação do Argumento: Principal e secundários.

  • Inferências

Oralidade



  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   21


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal