Frente baiana em defesa do suas e da seguridade social manifesto da frente baiana em defesa do suas e da seguridade social



Baixar 183,86 Kb.
Página1/4
Encontro11.06.2018
Tamanho183,86 Kb.
  1   2   3   4



FRENTE BAIANA EM DEFESA DO SUAS E DA SEGURIDADE SOCIAL

MANIFESTO DA FRENTE BAIANA EM DEFESA DO SUAS E DA SEGURIDADE SOCIAL

A Frente Baiana em Defesa do Sistema Único de Assistência Social – SUAS e da Seguridade Social vem a público manifestar sua luta em defesa do sistema brasileiro de Seguridade Social alinhada com a Frente Nacional de Defesa do Sistema Único de Assistência Social – SUAS e da Seguridade Social ratificando seu manifesto a trazendo lutas específicas do Estado da Bahia.

Em âmbito nacional, defendemos:

"A Frente Nacional em Defesa do Sistema Único de Assistência Social – SUAS e da Seguridade Social vem a público se manifestar em defesa do sistema brasileiro de Seguridade Social estabelecido na Constituição Federal de 1988, cujas políticas setoriais que o compõem viabilizam aos seus usuários/as o direito à saúde, à previdência social e à assistência social, com controle social e participação popular.

Essas políticas setoriais e os serviços e benefícios por elas ofertados viabilizam melhores condições de vida para milhões de brasileiros/as que desde os anos noventa enfrentam dificuldades de disponibilidade e acesso aos direitos sociais, e que no momento vem se agravando em função do modelo neoliberal que vem se instalando no país que dentre outras coisas vem acirrando o desemprego estrutural, a negação do acesso aos direitos sociais e ampliando a desigualdade social no país.

A Frente é uma organização plural de trabalhadores/as, usuários/as, gestores/as, entidades, instituições não-governamentais, professores/as, pesquisadores/as e pessoas interessadas em defender a Assistência Social e a Seguridade Social brasileira.

Objetiva reverberar de forma unificada em todo país, sem prejuízo às particularidades regionais, a luta em defesa do direito à Assistência Social, ao Sistema Único de Assistência Social – SUAS e à Seguridade Social, articulando-se às ações no âmbito da defesa do Sistema Único de Saúde - SUS e da Previdência Social como políticas de proteção social, dever do Estado e direito dos/as cidadãos/ãs.

Organiza-se por meio da constituição de Frentes Estaduais, Comitês Regionais e Locais em defesa do SUAS e da Seguridade Social, com a participação mista e plural trabalhadores/as, usuários/as, gestores/as, entidades, instituições governamentais e não governamentais, universidades e toda pessoa que se interessar em defender a Assistência Social e a Seguridade Social.

O SUAS atende milhões de brasileiros/as em todo o território nacional, com ofertas públicas organizadas por níveis de proteção – Proteção Social Básica e Especial de Média e Alta Complexidade. Conta atualmente com uma rede socioassistencial pública-estatal de mais de 10.000 centros de referência básicos e especializados (CRAS, CREAS e Centros POP). Além disso, cerca de 18 mil entidades e organizações de assistência social integram essa rede. Anualmente, mais de 1,9 milhão de famílias são acompanhadas, assistidas e apoiadas pelas equipes de referência de proteção social dos serviços socioassistenciais. Quanto aos benefícios e transferência de renda, hoje são 4,2 milhões de beneficiários/as do Benefício de Prestação Continuada - BPC e 13,9 milhões de famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família. Há também milhares de famílias que recebem benefícios eventuais para suprir necessidades imediatas e urgentes. Com relação aos/às profissionais que atuam nessa política, atualmente, o SUAS conta com cerca de 600 mil trabalhadores/as em todo o território nacional.

Frente ao momento político e econômico vivenciado no Brasil, do qual não podemos nos isentar, manifestamos o posicionamento de defesa da política de assistência social e do SUAS e de recusa a retrocessos no que diz respeito à garantia de direitos sociais. Assim, defendemos:

1. A primazia da responsabilidade do Estado na condução e execução da Seguridade Social e a defesa do estado de bem-estar social;

2. Supremacia do atendimento às necessidades sociais da população sobre as exigências de rentabilidade econômica:

3. A continuidade dos serviços e benefícios socioassistenciais da política de assistência social;

4. A continuidade e ampliação da cobertura do co-financiamento a serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais, em volumes compatíveis com o nível de demanda de proteção social.

5. A profissionalização e valorização dos/as trabalhadores/as do SUAS, na implementação da NOB-RH/SUAS, na Política Nacional de Educação Permanente e a manutenção da Mesa Nacional da Gestão do Trabalho do SUAS, instância paritária de negociação entre gestores/as e trabalhadores/as do SUAS;

6. A reestruturação da gestão do SUAS no órgão gestor federal, responsável por realizar a coordenação nacional da Política;

7. O não desmonte dos equipamentos e equipes de referência que operam os serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais, bem como o Cadastro Único, cuja operação por essas equipes já está instituída e vem garantindo o atendimento e acompanhamento das famílias;

8. O cumprimento das normativas e pactuações do SUAS;

9. Posicionamento contrário à criminalização da pobreza e dos movimentos sociais, à redução da maioridade penal e extermínio da juventude pobre e negra das periferias, ao machismo, à homofobia, ao racismo e à violência contra indígenas e quilombolas;

10. A reforma tributária justa, taxação das grandes fortunas, a auditoria da dívida pública e extinção da Desvinculação de Receitas da União, dos Estados, dos Distrito Federal e dos Municípios".






Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa