Faculdade de psicologia



Baixar 51,08 Kb.
Encontro09.03.2018
Tamanho51,08 Kb.




FACULDADE DE PSICOLOGIA

UNIDADE SÃO GABRIEL

Autorizo a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, através do curso de graduação em psicologia, à ampla divulgação do meu trabalho de conclusão de curso, em espaços e eventos internos à Instituição, ou ainda abertos ao público em geral.

A presente autorização é concedida gratuitamente, abrangendo a divulgação da pesquisa acima mencionada em todas as suas modalidades, sendo estas impressas ou eletrônicas.

NÚCLEO DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA E SAÚDE MENTAL: IMPASSES E DESAFIOS

Mariana Cecília Nogueira Morais 1



Patrícia Pinto de Paula 2
Para melhorar as práticas de saúde em âmbito nacional, o Núcleo de Apoio à Saúde da Família surgiu como proposta de reforço e otimização da Atenção Básica, oficializado pelo Ministério da Saúde, através de Portaria publicada em 2008. Desde a sua criação, inúmeros desafios surgiram, dentre os quais se destacam as ações de apoio e de atenção compartilhadas com os profissionais da Saúde da Família relativas à atuação em saúde mental. Com o processo da Reforma Psiquiátrica, os usuários com sofrimento psíquico circulam e devem ser atendidos pela Rede de Atenção à Saúde, e isso justifica a importância da realização de estudos que abordem essa temática. Na discussão teórica, foram tratadas questões como o surgimento do Sistema Único de Saúde e a implantação do Núcleo de Apoio à Saúde da Família, a partir de autores como Paim e Teixeira (2007) e Fleury (2009); questões acerca da Reforma Psiquiátrica foram evidenciadas por autores como Ferreira Neto (2011) e Amarante (1995, 2007); e na parte que se refere à política pública de saúde mental e psicologia foram utilizados bibliografias dos autores Sales e Dimenstein (2009), Macedo (2011) e Conselho Federal de Psicologia (2013). Também foi discutida a saúde mental na Atenção Básica, precisamente o trabalho do psicólogo no âmbito da equipe Núcleo de Apoio à Saúde da Família, a partir dos autores Fortes (2013), Oliveira (2004) e Zurba (2011). Em toda a discussão foram utilizadas leituras de Cadernos da Atenção Básica publicados pelo Ministério da Saúde. Esta monografia apresenta os resultados de um estudo sobre a atuação de profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família junto às equipes de Saúde da Família, especificamente quanto à atuação com pacientes da saúde mental. Foi realizada pesquisa descritiva através dos procedimentos de observação em campo de uma reunião de matriciamento. Também foram feitas entrevistas semiestruturadas com profissionais da área. Buscou-se conhecer a atuação desses profissionais junto à Estratégia de Saúde da Família no atendimento de demandas de saúde mental. Identificaram-se desafios no trabalho compartilhado entre as equipes em relação à atenção a essa demanda e foi conhecido o uso da ferramenta Projeto Terapêutico Singular. Todos consentiram em participar deste estudo através do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Os resultados foram organizados dentro dos procedimentos previstos para uma análise de conteúdo, e isso permitiu reinterpretar as mensagens e compreender os significados que ultrapassam a leitura cotidiana. Em suma, identificou-se que a atuação dos profissionais é sustentada pelo apoio matricial, e o trabalho é atravessado por questões como escuta das equipes de Estratégia de Saúde da Família. Há uma dificuldade em distinguir os encaminhamentos de demandas da saúde mental, e ainda não se observou a construção concretizada de Projetos Terapêuticos Singulares. Visto isso, é notória a contribuição dos profissionais da rede ao atender os usuários com demandas de saúde mental. No entanto se fazem necessários recursos que ampliem a atenção.


Área do conhecimento: Saúde Coletiva. Psicologia Social.

Palavras-chave: Saúde Coletiva. Atenção Primária à Saúde. NASF. Saúde Mental.

Referência da monografia:
MORAIS, Mariana Cecília Nogueira. NÚCLEO DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA E SAÚDE MENTAL: IMPASSES E DESAFIOS. 2016. 66f. Monografia (Conclusão de curso) – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Faculdade de Psicologia, Belo Horizonte.

1 Aluna do curso de Psicologia da PUC Minas - Unidade São Gabriel. Resumo da Monografia apresentada no 2º semestre de 2016, como requisito parcial para conclusão de curso. Contato: mary22cecilia@hotmail.com

2 Doutora em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo, professora da Faculdade de Psicologia da PUC Minas - Unidade São Gabriel e orientadora desta monografia.

Av. Dom José Gaspar, 500 • 30535-901 • Belo Horizonte • Minas Gerais



Fone: (31) 3319 4444 • www.pucminas.br



Compartilhe com seus amigos:


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal