Explorar várias temáticas/problemáticas abordadas pela Psicologia


Analisar o papel de Watson no processo de clarificação da Psicologia



Baixar 34,99 Kb.
Página6/8
Encontro03.03.2018
Tamanho34,99 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8
Analisar o papel de Watson no processo de clarificação da Psicologia

A emancipação definitiva da psicologia em relação à filosofia (iniciada por Wundt) processou-se através de Watson, um psicólogo americano que defendia que a psicologia tinha de ser objetiva (pelo que rejeitava a teoria de Wundt).

Watson propõe uma nova teoria, o behaviorismo, em que o objeto de estudo da psicologia passa a ser o comportamento (e não a mente). Assim, como ciência do comportamento, a psicologia fica restrita ao binómio Situação- Reação (S-R). Situação significa “estímulos objetivamente observáveis” e, reação, significa” respostas objetivamente observáveis”. Segundo Watson, a relação S-R processa-se de modo mecânico, o que lhe permite fazer uma interpretação causalista (princípio da causalidade: nas mesmas circunstâncias, as mesmas causas produzem os mesmos efeitos; princípio do determinismo: nas mesmas circunstâncias, as mesmas causas produzem necessariamente os mesmos efeitos, ou seja, há obrigatoriedade lógica ou forma apodítica) do comportamento e, consequentemente, elaborar leis explicativas do mesmo.

As leis behavioristas tinham como objetivo:

- Perante um estímulo, prever a reação subsequente.

- Perante uma resposta, determinar o estímulo que a desencadeou.

O facto de este psicólogo ter como meta o uso constante da objetividade levou-o a inspirar-se nos métodos utilizados na biologia. Watson chega às suas conclusões a partir da experimentação animal, considerando que a sequência estímulo-resposta se processa de modo automático. Esta conceção mecânica do comportamento é generalizada ao ser humano, cujas condutas seriam adquiridas segundo processos de condicionamento (influenciado por Pavlov).

Esta tese defende que os estímulos externos são os responsáveis pelo comportamento, pelo que será possível controlar o comportamento humano através da manipulação das situações do meio ambiente.

Concluímos, assim, que o behaviorismo tem alguns pontos comuns ao espírito positivista:

- Só na condição de ser totalmente objetiva é que a psicologia se pode arrogar o direito de possuir estatuto de ciência.

- Só é possível a objetividade com a introdução de um novo paradigma de trabalho: em vez da mente, o comportamento.

- Por não serem observáveis, os processos mentais não fazem parte do objeto da psicologia.

- O comportamento reduz-se a respostas objetivamente observáveis como reação a estímulos também igualmente observáveis.

- Entre situação e reação há situações mecânicas, determinadas quantitativamente, as quais permitem chegar a leis de comportamento.

- As leis behavioristas da psicologia vão permitir prever e controlar os comportamentos.

- Não há diferença entre psicologia humana e psicologia animal.

- À semelhança das demais ciências, a psicologia deve usar a experimentação, método capaz de levar a conclusões generalizáveis.


1   2   3   4   5   6   7   8


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal