Explorando a motivaçÃo e os estilos de aprendizagem/intelectuais para aprender na educaçÃo formal



Baixar 112,01 Kb.
Página3/6
Encontro29.11.2019
Tamanho112,01 Kb.
1   2   3   4   5   6
MÉTODO

Participantes

Participaram 58 alunos dos 4°, 5° e 6º anos do ensino fundamental. A média de idade foi de 10 anos e 2 meses (Dp=3,0), a idade mínima foi de 8 anos e a máxima foi 14. Também participaram 62 alunos do 1°, 2° e 3° anos do ensino médio, a média de idade foi de 16,9 (Dp=2,4).



Instrumento

Para levantar a motivação foi aplicada coletivamente a Escala de motivação para aprendizagem para alunos do ensino fundamental de Rufini (2010). O instrumento consta de 25 questões que se referem ao uso das estratégias motivacionais de alunos do ensino fundamental. Os participantes assinalam com um x a freqüência (1, 2, 3, 4 e 5) com que apresentam o comportamento proposto.

Já para levantar os estilos foi utilizada a escala de estilos de aprendizagem/intelectuais que consta de 80 questões com alternativas de respostas. A escala avalia cinco dimensões dos estilos de aprendizagem, condições ambientais, condições sociais, condições instrumentais, condições pessoais e condições da atividade. A Escala é composta por 80 questões, com quatro alternativas, em escala likert, sempre (4 pontos), muitas vezes (3 pontos), poucas vezes (2 ponto) e nunca (1 ponto).

Procedimento

Os procedimentos éticos para a realização deste estudo foram seguidos e estão em conformidade com a Resolução 196/96 do Conselho Nacional (brasileiro) de Saúde. Os alunos que consentiram com a participação, autorizados pelos responsáveis legais, responderam ao instrumento de forma coletiva. A aplicação teve duração de aproximadamente 40 minutos.



RESULTADOS

Os dados foram organizados em planilha e submetidos a estatística descritiva, visando uma análise exploratória dos mesmos. Os resultados revelaram que a maior parte (54%) dos alunos do ensino fundamental apresentam motivação por regulação externa para estudar. No caso dos alunos do ensino médio a maior parte da amostra está também regulada por motivação externa (47%), contudo uma parte (27%) pareceu estar desmotivada para aprender. Esses alunos que estão motivados por reguladores externos quer seja por temer uma punição, quer seja para obter uma recompensa. Um resultado que chamou a atenção é que um número muito pequeno dos alunos do ensino médio (11%) é motivado intrinsecamente (24%).

Para se levantar possíveis diferenças na pontuação da Escala motivação, considerando os anos escolares recorreu-se a Análise de Variância (ANOVA), que mostrou diferença significativa entre os alunos do ensino fundamental no que tange a motivação, tendo em vista [F(3, 55)=2,134; p=0,001].

A diferença estava entre os alunos do 4º e 6º ano (p=0,022). Os alunos mais novos demonstraram apresentar mais motivação intrínseca no momento da aprendizagem do que os mais velhos. No ensino médio a ANOVA não mostrou diferença significativa.

Ao que parece os alunos vão perdendo a motivação intrínseca ao longo dos anos escolares.Os resultados são exploratórios, portanto, há necessidade da realização de novas investigações.

No que tange os estilos de aprendizagem/intelectuais os alunos do ensino fundamental estão orientados para o estudo com um perfil de estilos que valoriza as condições ambientais e pessoais, esse foi o estilo mais recorrente nessa amostra (68%). No ensino médio os alunos foram orientados com um perfil de estilos que valoriza as condições pessoais e da atividade (73%).

Não houve diferença significativa entre os estudantes dos anos estudados no que tange aos estilos de aprendizagem.




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa