EleiçÃo da logo da emei monte azul: as crianças como protagonistas da democracia no ambiente escolar Autor 1



Baixar 0,53 Mb.
Página3/6
Encontro05.12.2019
Tamanho0,53 Mb.
1   2   3   4   5   6
Referencial teórico

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei n.9.394/96, destaca que


A Educação Infantil, primeira etapa da educação básica, tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança até cinco anos de idade, em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade.
Nessa perspectiva, as Proposições Curriculares para a Educação Infantil de Belo Horizonte, destacam que a cultura tem dois pilares: educação e cidadania. Assim, o segundo pilar “[...] revela o interesse pela construção de uma Educação Infantil comprometida com os direitos humanos fundamentais e sua implementação na sociedade. ” (MELO, 2015, p.115)

Sendo a Educação Infantil a etapa da Educação Básica que visa formar a criança para o exercício da cidadania, a sua “participação democrática é um critério importante [...]: é um meio pelo qual as crianças e adultos podem se envolver na tomada de decisões que afetam eles mesmos, grupos dos quais são membros [...].”. (MOSS, 2009, p.419)

Promover a eleição, tendo as crianças como protagonistas, permite a elas a liberdade de expressão, bem como a valorização de suas produções.

Além disso, destaca-se a construção da identidade da escola, para que as crianças, suas famílias, enfim, para que a comunidade em geral reconheça a logomarca da escola como sua identidade visual.


A identidade é o ponto de referência do processo de subjetivação, podendo ser considerada como aquilo que permite ao sujeito se diferenciar dos outros membros do seu grupo ao mesmo tempo em que se identifica com este grupo.

A partir da diferenciação, o sujeito passa a se referir a si mesmo como ser individual. Ao mesmo tempo, esta diferenciação e separação do grupo é o que permite uma identificação com este mesmo grupo. Há, assim, um duplo movimento na construção da identidade: individuação e identificação aos membros do grupo. Ou seja, a criança necessita das interações com os outros

para reconhecer a si mesma, reconhecer os outros e os diversos grupos nos quais está inserida, suas semelhanças e diferenças, o que os complementa reciprocamente possibilitando a ela encontrar seu lugar no mundo. (MELO, 2015, p. 27)
As Proposições Curriculares para a Educação Infantil de Belo Horizonte destacam que a identidade é um ponto de referência para a diferenciação do sujeito dos demais membros do seu grupo. Nessa perspectiva, a construção da identidade coletiva da EMEI Monte Azul contribui para que a criança diferencie a sua escola das demais.




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal