Dois componentes tradicionais na pedagogia da língua materna: o


Primeiras reflexões da Linguística sobre o ensino da Língua Portuguesa como língua materna



Baixar 73.16 Kb.
Página2/11
Encontro11.06.2018
Tamanho73.16 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11

Primeiras reflexões da Linguística sobre o ensino da Língua Portuguesa como língua materna


Datadas de 1957, as primeiras reflexões de um lingüista brasileiro sobre o ensino da língua estão contidas num ensaio de Joaquim Mattoso Câmara Jr. cujo título é todo um programa "Erros de Escolares como Sintomas de Tendências do Português no Rio de Janeiro". Nele se afirmava, com toda a clareza possível, que muitos erros encontrados pelos professores de ensino fundamental e médio na fala e na escrita de seus alunos, nada mais eram do que inovações pelas quais estava passando a língua portuguesa falada na época; o texto de Mattoso Câmara sugeria também que era equivocado tomá-los como sintoma de outra coisa

- por exemplo de alguma incapacidade fundamental dos próprios alunos - e recomendava que, ao lidar com suas classes de crianças e adolescentes, nossos mestres do ensino

fundamental e médio tomassem a situação lingüística então vigente no Brasil como pano de fundo do ensino de língua materna.

No contexto dos anos 1950, a mensagem de Mattoso Câmara era altamente inovadora. Ela se baseava nos pressupostos de uma ciência recém-introduzida no Brasil - a Lingüística - e interpretava de maneira totalmente nova uma situação pedagógica que se tornava cada vez mais freqüente por causa da chamada "democratização do ensino", que ia promovendo o ingresso maciço de crianças e adolescentes das classes populares numa escola até então fortemente elitizada. Os dois processos aqui aludidos - a presença cada vez mais numerosa de alunos provenientes da classe popular no ensino fundamental e médio e a difusão nesse mesmo ensino de idéias originadas na lingüística - continuam até nossos dias. Nas próximas páginas, falaremos do segundo, tentando explicar como a ciência lingüística se mostrou relevante para o ensino de língua materna.

Nos cerca de cinqüenta anos que nos separam do texto de Mattoso Câmara, a Lingüística brasileira foi uma disciplina extremamente dinâmica:



    1. criou na sociedade brasileira uma nova figura de pesquisador profissional da linguagem - o lingüista - que acabou por assumir parte das tarefas antes confiadas às figuras tradicionais do gramático e do filólogo;

    2. cultivou o debate entre várias orientações teóricas, o que levou a multiplicar as maneiras de pensar a língua e seu estudo; isso repercutiu no estudo da língua portuguesa estimulando pesquisas que, tomadas em seu conjunto, criaram para essa língua um programa de investigação sem precedentes em todos os tempos;

    3. serviu de suporte para a assimilação de uma série de teorias sobre fenômenos em que a língua se envolve: a cognição, a capacidade humana de agir e interagir, todo tipo de ação pedagógica, etc.





  1. Baixar 73.16 Kb.

    Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
ensino médio
terapia intensiva
Conselho nacional
minas gerais
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
saúde mental
educaçÃo infantil
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
outras providências
secretaria municipal
catarina prefeitura
recursos humanos
Dispõe sobre
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
psicologia programa
ministério público
conselho estadual
público federal
Serviço público