Do Estigma à Humanização: práticas, dinâmicas e vivências No caminho da reinserção social


Capítulo III – Procedimentos Analíticos e Metodológicos



Baixar 418,6 Kb.
Página9/35
Encontro06.04.2018
Tamanho418,6 Kb.
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   ...   35
Capítulo III – Procedimentos Analíticos e Metodológicos
3. Metodologia

3.1. Objecto de estudo

Uma unidade de internamento num Hospital Psiquiátrico constitui um microcosmos específico onde se intersectam uma multiplicidade de realidades passíveis de análise sociológica. Conjugam-se aqui as especificidades e funções sociais das instituições psiquiátricas, suportadas por um modelo de conhecimento científico radicado no poder médico. Por outro lado, os doentes internados têm um estatuto social que não pode ser descartado. Os doentes mentais, sobretudo os doentes com grave desorganização mental e deterioração da vida social, representam um grupo que ocupa os estratos sociais mais baixos, em termos de organização social e, consequentemente, comportam um estigma social particularmente intenso.

Para desmistificar o estigma que existe na nossa sociedade importa conhecer de perto o mundo do Hospital Psiquiátrico. Deste modo, ao longo da realização do meu estágio no CHPC, procurei analisar de perto o internamento de agudos (clínica feminina - agudos) e conhecer todo o funcionamento do hospital, nomeadamente o serviço de consulta externa, as terapias complementares ao tratamento médico e os residentes (clínica feminina – crónicos).




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   ...   35


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal