Diretrizes curriculares para a psicologia : estágios em pauta profa. Dra. Antonia Cristina Peluso de Azevedo



Baixar 8,6 Kb.
Encontro16.08.2018
Tamanho8,6 Kb.

Psicologia



DIRETRIZES CURRICULARES PARA A PSICOLOGIA :

ESTÁGIOS EM PAUTA

Profa. Dra. Antonia Cristina Peluso de Azevedo

Coordenação - Psicologia

UNISAL - Lorena
A aprovação do texto das Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de Psicologia em 08/4/04, pelo ministro da Educação, trouxe novos ares à formação e ao perfil do futuro profissional.

Velhas formas e velhos paradigmas, implantados há pouco mais de 40 anos, foram remexidos, reestruturados, tendo em vista uma formação mais ampla do psicólogo, respeitando a multiplicidade de concepções teóricas e metodológicas, assim como a diversidade de suas práticas e contextos vários de atuação.

O novo texto possibilita que cada instituição organize, em seu curso, subconjuntos de competências e habilidades, definindo domínios da Psicologia, os quais concentrarão atividades, estudos e estágios, denominadas “Ênfases Curriculares”. Estas permitirão ao aluno um aprofundamento em uma ou várias áreas de prática profissional durante a própria graduação, superando o antigo tripé: clínica – educação – trabalho.

As Diretrizes falam, ainda, da organização dos estágios supervisionados, que visam assegurar o contato do formando com situações, contextos, instituições, permitindo que conhecimentos, habilidades e atitudes se concretizem em ações profissionais.

A partir de agora, os estágios devem estruturar-se em dois níveis – básico e específico, cada um deles com sua carga horária.

O básico deverá incluir o desenvolvimento integrado das competências e habilidades previstas no Núcleo Comum do curso.

O específico deverá incluir o desenvolvimento integrado das habilidades que definem cada ênfase do curso.

Com relação ao curso de Psicologia do Centro UNISAL – U.E. de Lorena, o Núcleo Comum abrange um conjunto de disciplinas distribuídas ao redor de eixos curriculares, ao longo dos três primeiros anos do curso.

O estágio básico, em um total de 210 horas, procura articular esse conjunto de disciplinas, através de uma prática supervisionada nos contextos de observação (áreas de: aprendizagem, experimentação, socialização e desenvolvimento), da estruturação de um projeto em uma dessas áreas, e da aplicabilidade do mesmo em contextos institucionais.

O Núcleo Profissionalizante (quarto e quinto anos), agrega uma conjunto de disciplinas distribuídas ao longo das ênfases curriculares que norteiam o curso, quais sejam : Educação e Compromisso Social; Saúde Mental e Prevenção; Práticas Clínicas.

A ênfase em Práticas Clínicas é obrigatória, as duas outras, optativas. O estágio desse núcleo ocorre dentro das ênfases (obrigatória e optativa), em um total de 520 horas.

Os projetos de estágio não se referem às disciplinas específicas de cada ênfase, referem-se à ênfase como um todo, sendo, portanto, ofertados de forma integrada e interdisciplinar.



Esse novo modelo de curso propiciado pelas Diretrizes Curriculares rompe com um modelo de curso único de norte a sul, ineficaz para um país como o nosso, com diversidades sociais e culturais, com especificidades regionais. As propostas de estágio dele decorrentes certamente irão permitir que avancemos nos próximos anos para uma prática mais voltadas para a realidade brasileira, para os contornos de cada região e para as características próprias de cada instituição na qual o estágio se desenvolve.

Estamos investindo com competência, responsabilidade e esperança nessa nova proposta. Desejamos ser protagonistas na construção do Psicólogo para este novo século.


Compartilhe com seus amigos:


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal