Dicionário técnico de hotelaria



Baixar 2,11 Mb.
Página75/271
Encontro02.03.2019
Tamanho2,11 Mb.
1   ...   71   72   73   74   75   76   77   78   ...   271
Corpo ou extrato é constituído de todos os elementos que permanecem após a evaporação da água, do álcool e das substâncias voláteis. Na prática, é formado por taninos, ácidos, sais minerais e substâncias pécticas.

Corpo Caracteristica resultante da presença de alcool e de extracto seco, ou seja, de todas as substâncias nele desenvolvidas.

Corporate account (Hot) Contas de empresas que têm contractos especificos com o hotel

Corporate accounts (Hot) Contas de empresas

Corporate assets (Adm) Activo social, activo de uma sociedade (empresa)

Corporate Card (Hot) Cartão de cliente emitido pelo hotel para clientes prestigiados. O hotel pode cobrar os encargos de um No-Show directamente atraves deste cartão.

Corporate domicile (Adm) Sede social, sede legal de uma empresa

Corporate earnings/profits (Adm) Lucros das sociedades, lucros das empresas

CORPORATE RATE preço reduzido aplicável a executivos, às vezes especialmente negociado.

Corporate reservation (Recp) Reserva de empresa

Corporative reservation (Recp) Reserva de empresa

Corredora Utensílio designado para retirar gelo triturado.



Corredora ou pá de gelo é um utensílio usado para retirar gelo picado.

Corridor Corredor

Corta charutos Utensílio que serve para cortar charutos.

Corta-massas (Coz) Instrumentos de folha, dos mais variados desenhos, utilizados para recortar massas estendidas

Corta-massas Instrumentos de folha, dos mais variados desenhos, para recortar massas estendidas.

Cortar em cubos (Coz) Cortar alimentos como legumes em pedaços de 5 mm – 1 cm

Cortar em cubos (Coz) Cortar os alimentos em cubinhos de dimensões iguais

Cortar em filetes (Coz) Separar em fatias a carne do osso ou da espinha



CORTE (boi) - existem duas técnicas mais usadas, a americana e a francesa. Na francesa as carnes são separadas dos ossos e divididas cuidadosamente, observando-se as suturas naturais entre os músculos. O que já não ocorre no método americano, no qual as carnes são cortadas através de serras elétricas e vendidas em pedaços que contém músculos e ossos.

CORTE (legumes) - os cortes mais utilizados para os vegetais são: Chiffonade: para legumes de folhas, onde junta-se diversas folhas, enrola-se em forma cilíndrica e corta-se em tiras finas. Julienne ou Juliana: para nabos, cenouras e alho poró, corta-se o legume em pedaços de mais ou menos 5cm, apara-se os lados para dar forma retangular, em seguida corta-se em fatias. Junta-se as fatias, e corta-se no sentido do comprimento em tiras finas. Deste corte derivam outros três, de acordo com o corte utilizado: Brunoise: corta-se as fatias em bastonetes, e estes em cubinhos pequenos; Macédoine ou Jardinière: corta-se os bastonetes e cubos em tamanhos maiores que o brunoise; Paysanne: em vez de cubinhos os bastonetes são cortados em fatias mais ou menos finas, sem formatos uniformes. Estes cortes são utilizados para abobrinhas, cenouras, nabos, beterrabas e chuchu. Printanière: usado para cenouras e nabos, corta-se o legume em duas ou mais partes, em seguida cada parte é torneada, dando-se formato oval.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   71   72   73   74   75   76   77   78   ...   271


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal