Definição e diferença entre afeto, emoção e sentimento



Baixar 28.67 Kb.
Página5/5
Encontro15.08.2018
Tamanho28.67 Kb.
1   2   3   4   5
Perspetiva Fisiológica

-»Defendida por Williams James, que considerava que as emoções resultariam da consciência das mudanças orgânicas provocadas por determinados estímulos;

-»As emoções resultam das perceções do estado do corpo, das mudanças orgânicas provocadas por estímulos.

-»O estado de consciência de emoções como a cólera, a alegria, a raiva, resume-se à consciência de manifestações fisiológicas


Perspetiva Cognitivista

-»Afirmam que os processos cognitivos, como as perceções, recordações e aprendizagens, são fundamentais para se perceberem as emoções;

-»A forma como representamos uma dada situação, como a avaliamos é que desencadeia ou não determinada emoção;



Perspetiva Culturalista

-»As emoções são processos aprendidos no processo de socialização;

-»Consideram que as emoções são uma construção social, que tem que ser aprendidas;

-»As diferentes sociedades e culturas definem o tipo de emoções que se podem manifestar e como as manifestar;

-»A sua forma de expressão varia de cultura para cultura, dependendo assim do espaço e do tempo;

-»Nega a existência de emoções universais: à diversidade cultural corresponde uma diversidade de emoções e das respetivas expressões


Relação entre razão e emoção, segundo António Damásio: 

 

Ao contrário do que durante muito tempo se pensou, as emoções e os sentimentos não são um obstáculo ao funcionamento da razão; estão envolvidos nos processos de decisão, segundo a perspetiva de António Damásio;



O investigador chama a atenção para o facto de que se fosse apenas a razão a participar nos processos de decisão, seria muito complicado tomar uma decisão;

A análise rigorosa de cada uma das hipóteses levaria tanto tempo que a opção escolhida deixaria de ser oportuna, ou então, perder-nos-íamos nos cálculos das vantagens e das desvantagens.

Segundo o próprio autor, “a emoção bem dirigida parece ser o sistema de apoio sem o qual o edifício da razão não pode funcionar eficazmente”;

A tomada de decisão é suportada por duas vias complementares:



1.   Representação das consequências de uma opção disponibilizada pelo raciocínio: avaliação da situação, levantamento das opções possíveis, comparações lógicas, etc.;

2.   A perceção da situação provoca a ativação de experiências emocionais experimentadas anteriormente em situações semelhantes

 

 Damásio remete para o conceito de Marcador somático: mecanismo automático que suporta as nossas decisões. Permite-nos decidir eficientemente num curto intervalo de tempo. Atua como um sinal de alarme automático que diz: atenção ao perigo decorrente da escolha de determinada ação. Este sinal protege-nos de prejuízos futuros, sem mais hesitações, permitindo-nos escolher uma alternativa entre as várias. Os marcadores somáticos aumentam provavelmente a precisão e a eficiência do processo de decisão.
Baixar 28.67 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa