Dados internacionais de Catalogação na Publicação (cip)


Não perguntar por que as coisas acontecem, mas sim, como acontecem



Baixar 1,42 Mb.
Página14/126
Encontro06.04.2018
Tamanho1,42 Mb.
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   126
Não perguntar por que as coisas acontecem, mas sim, como acontecem. Isso nos ajuda a entender a natureza dos problemas ao invés de levar a nossa mente a ficar procurando justificativas e razões para o fato das coisas não acontecerem como queremos. Se soubermos como elas acontecem, temos uma chance de modificar o processo numa nova tentativa, fazendo-as de modo diferente.




  1. Adotar um modelo aberto de pensamento que inclua muita curiosidade, fascinação e flexibilidade na forma de ver o mundo. Com isso estamos convidando você a adotar uma atitude extremamente receptiva a todas as informações que recebe. Mais que isso, a aprender a recepcioná-las com o espírito de uma criança: fascinada com o que vê, ouve e sente, mas de forma alguma assustada com isso. O que isso pode me ensinar? Onde, como e quando isso pode me ser útil? Essas são perguntas que podem ser feitas nesse caso.





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   126


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal