Curso engenharia de produçÃo química



Baixar 316.04 Kb.
Página8/57
Encontro22.05.2020
Tamanho316.04 Kb.
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   57
Conceito da Burocracia
Os principais elementos da estrutura burocrática segundo Weber são:


  1. As atividades normais exigidas para os propósitos da organização se encontram distribuídas de maneira estável sob a forma de deveres formais.

A rígida divisão do trabalho só permite o emprego de pessoal especializado e, com a globalização, essas especializações tendem a ficar mais exigentes no mercado de trabalho, cada vez mais competitivo e com poucas oportunidades de aproveitamento de grande quantidade da mão-de-obra disponível.

Estão sendo delegadas, cada vez mais, para os funcionários das empresas, responsabilidades na execução de suas tarefas em função da busca de qualidade total ou defeito zero.


2) A organização dos cargos nas empresas obedece princípios hierárquicos com relação ao status e aos papéis a serem desempenhados: quer dizer que cada cargo se encontra sob controle e supervisão de superior. Nessa relação hierárquica, cada funcionário da empresa passa a ser responsável diante de seus superiores pelas decisões e ações de seus subordinados, assim como pelas suas próprias.

Atualmente, com a reengenharia das estruturas administrativas, cada um desenvolve as suas próprias diretrizes. Esta autoridade se restringe às funções que desempenha.

A utilização de prerrogativa do desempenho dos “papéis” a fim de atender ao controle administrativo dos subordinados além desses limites, encontram-se fora dos exercício legítimo da autoridade burocrática.
3) O exercício dos papéis ou das atividades são regulamentadas por um coerente sistema de regras administrativas abstratas, consistindo na aplicação aos casos particulares.

Esse sistema organizacional de normas procura assegurar a realização uniforme de todas as tarefas, independentemente do número de funcionários ou empregados contidos nela. Envolve, ainda, a supervisão de diferentes trabalhos. Dessa forma, normas e regulamentações explícitas através de atos e portarias administrativas definem formalmente a responsabilidade de cada membro da organização e das formas de interação entre eles, fazendo com que os serviços burocráticos sejam necessariamente simples e rotineiros.


Trata-se de uma adesão muito simples, feita por quem procura uma vaga no mercado de trabalho, onde as organizações empresariais possuem muita facilidade em alocar esse tipo de funcionário, que preenche as necessidades da “filosofia” da empresa, através do Departamento de Recursos Humanos.

Essa tendência serve tanto para um funcionário que trabalha no setor bares e restaurantes, de hotelaria, de agências de turismo, de bancos e de indústrias, assim como para aqueles que trabalham no gabinete do presidente da República.

Na análise da burocracia de Weber, os deveres burocráticos vão de um extremo ao outro.
Atualmente, o funcionário ideal é exatamente aquele que possui espírito de liderança, aquele que conhece e tem experiência na função que vai exercer, tem mobilidade e capacidade para exercer outras funções, e, sobretudo, competência e muito esforço.

Para dar cumprimento às normas racionais e até certo ponto abstratas, o funcionário deve fazer prevalecer dentro da organização um comportamento ainda de neutralidade, embora a Nova Ordem Mundial esteja mudando esse quadro.


Por enquanto, nas organizações, quer sejam elas de iniciativa privada ou pública, principalmente nas privadas que buscam eficiência, se um chefe desenvolve forte simpatia em relação aos seus subordinados ou clientes, dificilmente poderá atuar se esse sentimento influenciar nas suas decisões formais, tais como, um julgamento injusto na avaliação dos serviços de algum de seus subordinados hierarquicamente, ou até mesmo, na discriminação de algum cliente ou consumidor.
4) Nas organizações burocráticas os cargos classificam-se nos subsistemas abertos tecnicamente, sendo o funcionário protegido de acordo com a legislação trabalhista em vigor, contra as arbitrariedades. Os sindicatos na sua desesperada luta pela sobrevivência têm procurado fazer de tudo para proteger não mais os cargos, mas muito mais os empregos.
O emprego só é considerado uma carreira na medida em que existe um sistema de promoções, promoções estas cada vez mais difíceis em função da nova ordem social nas organizações. A promoção ocorre de acordo com a antigüidade no serviço, necessidade da empresa ou ainda capacidade do funcionário ou de ambos os critérios. Na realidade, tudo isso se justapõe à redução do quadro de funcionários e à necessidade de cada funcionário executar as tarefas de outras duas ou três pessoas.
Atualmente, e sob o ponto de vista sociológico, essas técnicas quebraram o desenvolvimento da lealdade à organização e ao chamado espírito de equipe entre os seus membros.
5) De um ponto de vista essencialmente técnico, a prática demonstra, em seu aspecto universal, que a organização administrativa de tipo burocrático verdadeiramente pura é capaz de proporcionar o mais alto grau de eficiência, como ocorre nas organizações militares, religiosas e hospitalares.
Segue-se o ponto de vista de que o aparelho burocrático do Estado ou das organizações civis, totalmente desenvolvidas, comparadas a outras formas de culturas administrativas, são exatamente o mesmo que um computador em relação às formas não-mecânicas de produção, vistas antes da Revolução Industrial.
A empresa é um sistema aberto onde as atividades de cada funcionário, resultado de sua experiência cultural, vivência profissional, frente ao conteúdo do desempenho de seu cargo ou papéis, dependem de seu comportamento e das formas de interação entre si e com a empresa.
De certa forma, a organização é o meio onde o indivíduo vai procurar dar respostas financeiras às suas necessidades ou não.
De acordo com o grau dessa satisfação, para atender às suas necessidades, conforme se demonstra na teoria de Maslow é que dependerá a sua satisfação no desempenho dos seus papéis, sua dedicação ao serviço, produção, eficiência, eficácia, qualidade de vida, enfim, sua sobrevivência pessoal e familiar, ou estará fora do subsistema, procurando sobreviver na economia informal ou vai para a marginalidade ou criminalidade, fenômenos de grande desafio para o século XXI.
Weber nos possibilita uma análise funcional da burocracia, onde o seu método de análise demonstra que uma organização social qualquer se explica apontando como cada indivíduo contribui para alcançar os objetivos da corporação.


Baixar 316.04 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   57




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
ensino médio
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
Curriculum vitae
oficial prefeitura
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
assistência social
santa maria
Excelentíssimo senhor
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
outras providências
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
secretaria municipal
Dispõe sobre
Conselho municipal
recursos humanos
Colégio estadual
consentimento livre
ResoluçÃo consepe
psicologia programa
ministério público
língua portuguesa
público federal
Corte interamericana