Curso de letras heliany maria demarcos nantes atividade estruturada



Baixar 43,6 Kb.
Encontro21.10.2019
Tamanho43,6 Kb.

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ

CURSO DE LETRAS

HELIANY MARIA DEMARCOS NANTES



ATIVIDADE ESTRUTURADA

LITERATURA COMPARADA

Campo Grande-MS

2015/05

HELIANY MARIA DEMARCOS NANTES



A RELAÇÃO ENTRE LITERATURA E CINEMA

A HORA DA ESTRELA

Trabalho de Atividade Estruturada

apresentada para

Professora Nádia Regina Barbosa da Silva, da Universidade Estácio de Sá

Campo Grande - MS

2015/05


l

A Hora da Estrela de Clarice Lispector foi publicado pouco antes de sua morte, em 1977, e é sua última obra. Nesse livro tem como narrador Rodrigo S.M., “o outro eu” ou personalidade da autora (alter ego); na dedicatória a autora deixa claro que passará a ser um ser fictício, e ela optou por um narrador masculino, talvez para ser mais agressivo e menos sentimental, e o filme homônimo de Suzana Amaral, ressurge numa simples adaptação na década seguinte.

A relação entre literatura e cinema é antiga, e na comparação encontraremos pontos em comum, como também diferenças, e a influência da literatura sobre o cinema podemos encontrar nas adaptações, e o cinema sobre a literatura nas narrações.

O livro nos traz uma subjetividade que o filme não consegue passar, como o psicológico dos personagens e vários outros detalhes. No filme A Hora da Estrela, não ilustra os pensamentos de Macabéa e também detalhes do caráter de Olímpio.

O hipertexto, além de contemplar os personagens do hipotexto – Macabéa, Glória, Seu Raimundo, Olímpio de Jesus, e Madame Carlota, tem também o chefe do Seu Raimundo, a dona da pensão, uma menina brincando, um segurança do metrô, um cego, um dono de bar, uma vendedora de batom, um outro metalúrgico, a mendiga, Osvaldo e toda a família de Glória. Tem também alguns personagens que só estão presente no texto literário – o médico que atende Macabéa, as quatro moças da pensão: Maria Aparecida, Maria José, Maria da Penha e Maria. No filme existe somente três moças, sendo uma nominada de Das Dores.

No filme, Macabéa vê Glória mentindo várias vezes, nada diz, mas aprende com ela e no romance, ela mente que vai ao dentista para não ir trabalhar, no filme esta passagem há um maior detalhe, ela fica no quarto da pensão, se veste de noiva com o lençol, dança e aproxima-se do espelho e diz: Sou datilógrafa, virgem e gosto de Coca-Cola, já no romance os detalhes desta passagem são menores.

Na cena na casa da cartomante, o filme mostra mais detalhes, no romance essas personagens são mais curtas, porém, não menos determinante, Madame Carlota fala de sua infelicidade e também de um futuro feliz e Macabéa fica emocionada e pela primeira vez vislumbra um futuro e se permite ter esperança.

No filme Macabéa sai da casa da cartomante, vai e uma loja e compra um vestido, é dia e ela contagiada pelas previsões da cartomante, atravessa a rua com o semáforo fechado e é atropelada, e ninguém chega para ajudar, ela fica caída no chão, com seus pertences espalhados, Macabéa varia, e imagina um encontro com seu amado, e morre.

No hipotexto, ocorre um pouco diferente, Macabéa hesita na hora de atravessar a rua, o acidente acontece no crepúsculo...”parou no beco escurecido pelo crepúsculo” – crepúsculo que é hora de ninguém” (1998, p.79).

No hipertexto ninguém chega para ajudá-la, já no hipotexto, “algumas pessoas brotavam no beco, não se sabe de onde, haviam se agrupado em torno de Macabéa, sem nada fazer, assim como antes, pessoas nada haviam feito por ela, só que agora mesmo, permanecendo sem nada fazer, a espiam o que lhe dava uma existência” (1998, p.81).

Após a leitura do livro, pode-se ver no filme o quanto a atriz TãmaraTaxman, incorporou a personagem com perfeição, foi excelentemente personificado, os seus gestos, e sua postura.

Todos nós temos um pouco de Macabéa, passamos por momentos de total inércia e estagnação e faz com que sintamos força para enfrentar a vida com todas as suas dificuldades e desamores. Macabéa representa uma boa parte de tudo isso e também daquelas pessoas que passam pela vida sem serem notadas, principalmente em grandes cidades.

Macabéa ao morrer, encontrou a sua hora da estrela.

AGRADECIMENTOS

A esta Universidade, por proporcionar uma formação de nível.

A professora Nádia Regina Barbosa da Silva, por suas contribuições no fórum, que foram decisivas para a execução deste trabalho.

Ao professor Luiz Carlos Sá, por suas aulas on line ao longo deste semestre.

BIBLIOGRÁFIA

A Hora da Estrela: Narrativa Literária x Narrativa...Obvious

Longe.obviousmag.org/a morada_do_serv/2013/08/a.html

Literatura e Cinema: A Hora da Estrela



Literarioecinematografico.blogspot.com/2012/02 hora-da-estrela.html

LISPECTOR, Clarice. A hora da estrela. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.


Compartilhe com seus amigos:


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa