Curso de Formação Específica em Recursos Humanos



Baixar 0.76 Mb.
Página8/119
Encontro01.12.2019
Tamanho0.76 Mb.
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   119
De 1985 até a atualidade: Introdução dos primeiros programas de planejamento estratégico atrelado ao planejamento estratégico central das organizações. Surgem as primeiras preocupações de longo prazo, por parte da cúpula das empresas, com seus trabalhadores. O cargo de GRH passou ser reconhecido como diretoria, em nível estratégico nas organizações. O mercado de serviços ultrapassa o mercado industrial e a o avanço significativo dos sistemas de informação (TI), como também o enxugamento de níveis hierárquicos. Exigia-se do ARH um perfil cognitivo (busca do conhecimento) que permitia analisar cenários multidisciplinares dos indivíduos, não mais como simples trabalhadores assalariados, mas como “parceiros” do negócio, responsáveis, portanto, por uma parcela significativa dos resultados projetados. Iniciou-se aqui a fase nobre e mais interessante do ARH.



Baixar 0.76 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   119




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
ensino médio
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
Curriculum vitae
oficial prefeitura
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
assistência social
santa maria
Excelentíssimo senhor
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
outras providências
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
secretaria municipal
Dispõe sobre
Conselho municipal
recursos humanos
Colégio estadual
consentimento livre
ResoluçÃo consepe
psicologia programa
ministério público
língua portuguesa
público federal
Corte interamericana