Curso de Formação Específica em Recursos Humanos



Baixar 1,07 Mb.
Página7/119
Encontro01.12.2019
Tamanho1,07 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   ...   119
De 1965 a 1985, cresce no país uma revolução nas relações capital e trabalho, movida pelas bases trabalhadoras através de movimentos sindicais. O Novo Sindicalismo torna-se responsável pela mudança na denominação e na responsabilidade: de GRI (Gerente de Relações Industriais) para GRH (Gerente de Recursos Humanos). Com isso pretendia-se transferir a ênfase nos procedimentos burocráticos para as responsabilidades de ordem humanística, voltado para os indivíduos e suas relações (com sindicatos, sociedade, etc.).O Estado exerce grande controle sobre as relações empregado/empregador, enquanto as empresas crescem e se modernizam. Há pouco espaço para atuação do profissional de RH, em virtude da legislação trabalhista. A partir da década de 80 foram criadas duas centrais sindicais – CUT (83) e CGT (86). O país é invadido pelas tecnologias que vêm aparelhar e concorrer com o trabalhador: robótica, CCQ (Gestão da Qualidade Total), just-in-time, etc.

5ª Fase - Estratégica



Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   ...   119


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal