Curso de Formação Específica em Recursos Humanos


Programa de Gestão de Cargos & Salários



Baixar 0,76 Mb.
Página26/119
Encontro01.12.2019
Tamanho0,76 Mb.
1   ...   22   23   24   25   26   27   28   29   ...   119
Programa de Gestão de Cargos & Salários
Trata-se de um instrumento fundamental para a administração dos cargos e salários de uma organização. É formado por seis fases que evidenciam os instrumentos que integram a sua construção:


  • Análise de Função

  • Descrição de Cargos

  • Avaliação de Cargos

  • Pesquisa de Cargos

  • Política de Remuneração

  • Construção da Estrutura Salarial


Análise de Função
Significa prospectar, levantar todos os detalhes de cada uma das funções que compõem um cargo, estudando “o que”, “como” e “para que” se faz. Para melhor entender essa análise é necessário conceituar:


  • Tarefa: conjunto de elementos que requer o esforço humano para determinado fim.

  • Função: é um agregado de deveres, tarefas e responsabilidades que requerem o serviço de um indivíduo. Quando há um conjunto de funções similares forma-se o cargo.

  • Cargo: um grupo de funções idênticas na maioria ou em todos os aspectos mais importantes das tarefas que as compõem.

1) Metodologia (técnicas) da Análise de Função
A metodologia de trabalho na execução de levantamento de dados para a realização da análise de função deve contemplar as seguintes técnicas:


    • Observação in loco

    • Entrevista com o ocupante do cargo

    • Questionário a ser preenchido pelo ocupante

    • Método combinado

O analista de cargos e salários deve estar apto a utilizar todos os instrumentos acima, dominando suas técnicas de aplicação, a fim de conseguir o máximo de informações na composição do perfil de cada cargo da empresa. Somente a correta aplicação dessas técnicas garante a maximização qualitativa do seu trabalho.


2) Áreas de Análise
Há quatro campos a serem analisados para determinar o universo de exigências geralmente encontrados nos contornos dos cargos. São eles:

Requisitos Mentais: diz respeito aos conhecimentos formais e não formais adquiridos no transcorrer dos anos e que são necessários ao exercício do cargo.


Requisitos Físicos: diz respeito à compleição física exigida do ocupante, para que este possa desempenhar suas atividades em ambientes hostis.
Responsabilidades: diz respeito à complexidade dos trabalhos a serem realizados e aos processos de tomada de decisão e autonomia do ocupante do cargo.
Condições de Trabalho: diz respeito ao ambiente físico onde o trabalho será realizado.

O analista deve cercar seu trabalho de levantamento de informações, quando da entrevista com o ocupante do cargo, com o máximo de cuidado, lembrando sempre que poderá haver falseamento ou alteração das informações dadas a favor do ocupante, por ser interessado direto nos resultados do trabalho.

Para neutralizar essa possibilidade, cabe ao analista de C&S se cercar de informações paralelas, em outras fontes, que lhe permitam cruzar os dados obtidos e checar a sua veracidade.

Em certas ocasiões, mesmo tendo recebido a informação do informante e das fontes complementares, o analista sênior deve considerar as suas próprias conclusões sobre a situação mais correta. Por exemplo, é comum ouvir dos entrevistados que determinado cargo ‘exige’ de seus ocupantes um nível de escolaridade superior ao realmente exigido pela função. Cabe, nesses casos, ao analista cruzar as informações – por exemplo, com o superior imediato e com outros pares - e ‘concluir’ pela sua observação e conhecimento, qual o verdadeiro nível de escolaridade necessário para desempenhar a contento aquela determinada função (apontando seus argumentos) e não simplesmente registrar o depoimento do ocupante do cargo.

É importante ter em mente que as informações obtidas pelo analista devem responder sempre a três questões fundamentais na análise de uma tarefa:


  1. O que o ocupante faz...

  2. Como o ocupante faz...

  3. Por que o ocupante faz...

Assim as informações devem ser concentradas nos requisitos exigidos basicamente pelo cargo e nos eventuais predicados do empregado, o que provocaria distorções indesejáveis que poderiam comprometer seriamente os resultados do trabalho final. É preciso lembrar que a análise dá tratamento uniforme a todos os cargos da organização, por meio do seu estudo individual e comparativo simultaneamente.

À medida que recebe as informações o analista as anota no formulário Análise de Cargo especialmente preparado para esse fim.

Imediatamente após a entrevista, o analista deve compilar cuidadosamente todos os dados recebidos e/ ou observados. É importante que esse trabalho de registro seja feito logo após a entrevista, para evitar a ‘perda’ dos inputs recebidos.

As informações a serem obtidas, portanto, dividem-se em duas partes distintas: descrição das tarefas desempenhadas e determinação do grau em que vários fatores são exigidos pelo cargo para seu desempenho bem-sucedido.
Descrição de Cargos
Trata-se do processo de sintetização das informações recebidas e prospectadas no passo anterior de análise de funções, incluindo os requisitos exigidos pelo cargo, como: escolaridade, experiência etc.
1) Cruzamento das Informações
Ao término do processo de coleta de informações e da análise dos dados recebidos do ocupante do cargo, o analista C&S deve submeter à compilação dos dados (esboço da descrição de cargos) ao superior imediato de cada cargo para uma revisão final. Eventuais correções são feitas e o conteúdo é finalmente homologado.

2) Manual de Descrição de Cargos

O manual de descrição de cargos é a compilação de todas as descrições de cargos da empresa, dividindo-os por áreas, conforme a estrutura existente na organização. Ao condensar essas informações, esse manual reverte-se de grande importância pelo fato de ser o registro “vivo” de toda a tecnologia da mão de obra da empresa e também, a base para reconhecer os contornos da estrutura organizacional.

Um manual de descrição de cargos é um instrumento dinâmico e não estático, ou seja, deve ser atualizado constantemente, visando sempre a manter atualizadas as informações que contém com as mudanças que ocorrem na realidade da empresa. Essa atualização deverá ocorrer de duas maneiras:


  • Anualmente por iniciativa do órgão de C&S;

  • A qualquer momento, sob pedido de uma determinada área, para registrar e avaliar modificações introduzidas no perfil do cargo.

Abaixo dois modelos básicos de Descrição de Cargos de atividades distintas.



Descrição de Cargo




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   22   23   24   25   26   27   28   29   ...   119


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa