Curso de formaçÃo de conselheiros de desbravadores



Baixar 239,38 Kb.
Página3/14
Encontro11.10.2018
Tamanho239,38 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   14
O QUE É UMA MENINA ?

As meninas são as coisas mais lindas que as pessoas podem receber. Nascem

com um pouquinho de brilho angélico ao seu redor e embora estes as vezes se torne bem reduzido, sempre resta o suficiente para vos laçar o coração. Mesmo quando estão assentadas na lama, ou derramando lágrimas temperamentais, ou passeando na rua com as melhores roupas da mamãe.

Encontram-se meninas em cinco cores: preta, branca, vermelha, amarela e parda

e ainda assim a mãe natureza sempre consegue escolher vossa cor predileta quando fazeis a encomenda. Não concordam com a lei da oferta e procura. Há milhões de menininhas, porém cada uma delas é tão preciosa como rubis.

Deus toma emprestado de muitas criaturas para fazer uma meninazinha. Usa o

canto dos pássaros, o grunhido de um porco, a insubordinação de uma mula, as travessuras de um macaco, a agilidade de um gafanhoto, a astúcia da raposa, a brandura de um gatinho e culminando tudo isso, acrescenta ELE a mente misteriosa de uma mulher.

Sim, ela é um torturante incômodo para os nervos, justamente um barulhento

feixe de maldade. Mas quando vossos sonhos se desvanecem e o mundo é uma confusão, quando vos parece afinal de contas que não passais de um tolo, pode ela fazer de vós um rei, ao trepar em vossos joelhos e cochichar: “É do senhor que eu gosto mais.”
Alam Beck

Direitos Autorais , 1949 , The New England Mutual

Life Ins . Co., Boston

Trad. de Léo Ranzolim

6) O conselheiro e a unidade
Quando você é convidado pelo diretor do Clube para ser conselheiro de uma unidade de desbravadores, o que vem em sua mente ? Quais as suas maiores necessidades? Como você

vai se portar diante dessa nova realidade? Você irá ver uma grupo de meninos e meninos esperando muito de você e se você não souber o que fazer, como não desapontá-los ?

Um dos itens do curso de diretores que mais damos ênfase é exatamente o do treinamento dos liderados. Uma das maiores razões porque muitos setores de igrejas, grupos, associações de moradores e mesmo a maioria dos Clubes não funcionar direito é exatamente que muitos começam um trabalho sem que alguém que já saiba fazer se disponha a ensinar. Muitos dizem assim: “eu aprendi fazendo, eles que se virem” e perdem dessa forma uma excelente oportunidade de ajudar os mais novos e transmitir conhecimento para a nova geração.

Para suprir essa sua necessidade nosso Clube elaborou um roteiro para você caminhar passo a passo nessa sua nova função e temos a certeza que ao segui-lo você não irá decepcionar nem seus desbravadores, nem os diretores e muito menos a você mesmo. Esse roteiro começa a partir do item 7 indo até o final do Curso incluindo até a participação em jogos bíblicos que serão utilizados no curso a título de variedades e curiosidades.


7) A Escolha do Nome da Unidade

Antes de escolher o nome da unidade, sua primeira grande marca como conselheiro, veja junto aos diretores do seu Clube se existe uma padrão para o nome das mesmas: nomes de flores, nomes de animais, nomes de estrelas, rochas , planetas ou qualquer outro nome. Em nosso Clube, o conselheiro tem a liberdade de escolha desde que o nome não seja uma aberração ou não fira os princípios de nossa Igreja. São sugestões de nomes de unidades:

Leões, Tigrões, Guepardos, Águia Dourada, Falcões, Gaviões, Pérola Negra, Elite, Spyder, Twister, Estrela Dalva, Gatinhas Persas, Panda, Elite Rosa, Angels, Flowers, Lince e Lírios do Vale.
8) O Bandeirim e o grito de Guerra
Unidade de verdade tem que ter nome, símbolo e um grito de guerra que a diferencie de todas as demais. Com base no nome da unidade, o conselheiro dever procurar a diretoria para conseguir o bandeirim e cabe ao conselheiro a missão de procurar um desenho junto com sua unidade que represente o melhor possível o nome da mesma. Não basta apenas procurar o desenho, deve imprimi-lo na parte branca do bandeirim seja através de bordado,

transfer , serigrafia, pintura em tecido ou de qualquer outra forma conhecida. O importante no bandeirim é que o nome da unidade deve vir sempre impressa na parte azul e não na

parte branca. Bandeirins errados são comuns em muitos Clubes de Desbravadores , porém se existe o jeito correto de fazer e é tão simples não justifica um conselheiro fazer um bandeirim errado e bandeirim errado em avaliações de camporees perdem pontos na hora da inspeção.

Fazer um bom bandeirim, uma boa marca ajuda e bastante na imagem da unidade. Muitos Clubes não desenvolveram uma marca e não são reconhecidos em grandes eventos se não lermos os nome em suas bandeiras. O recomendável para a elaboração da marca da unidade é procurar um profissional que irá criar ou desenvolver através de programas informatizados de desenho industrial . Cada folha de sua marca sairá impressa em papel vegetal tantas quantas forem as cores do seu desenho. Dependendo do contato com o profissional, você terá um custo bem baixo e depois de pronta essas folhas irão ser emprestadas aos profissionais de serigrafia que as colocam em telas de madeira e com uso de tinta apropriada e luz conseguem transferir para o tecido o símbolo máximo de sua unidade. A grande vantagem de fazer dessa forma é que você pagou as folhas de papel vegetal e elas são as matrizes que você poderá utilizar para identificar seus lençóis, os saco de campanha, bandeiras grandes para acampamento da unidade, lenços, camisetas e o que mais sua imaginação permitir.

Gritos de guerra dependerão de sua criatividade, sendo que é fundamental que no mesmo apareça pelo menos uma vez o nome de sua unidade. Existem gritos diversos : só o nome da unidade, o nome da unidade e um verso bíblico, o nome da unidade e um lema que é só dela, verdadeiras músicas envolvendo os ideais da unidade e por aí vai. Só mesmo a criatividade dos desbravadores faz surgir gritos de guerra tão interessantes quantos os que existem no movimento desbravador.
9) Cargos e funções do componentes da unidade
Da mesma forma que você tem um cargo no Clube (conselheiro) e tem suas funções (suas atribuições), caberá a você sentar com seus desbravadores e dividir entre eles seus respectivos cargos e funções. Como dissemos anteriormente, treinar para cumprir suas

atribuições são a mola mestra de um bom clube. Quando cada um sabe o que tem que fazer e faz realmente, tudo funciona as mil maravilhas. Em nosso clube os capitães de unidade antes de assumirem suas funções no Clube recebem um treinamento de 10 horas de instrução, fazem um teste e a partir daí com todo o apoio do conselheiro estão habilitados a liderar sua unidade. Portanto é fundamental que o conselheiro saiba o que cada um deve fazer para poder cobrar as atribuições de cada um . Vamos portanto às missões de cada um:


CAPITÃO : substitui o conselheiro em sua ausência, comanda a unidade, ajuda o conselheiro na tomada de decisões, planeja com o conselheiro as atividades para sua unidade, representa a unidade em reuniões de diretoria geral sempre que solicitado, carregar

o bandeirim da unidade, coordena os trabalhos da unidade junto com o conselheiro e em nosso Clube fica um ano no cargo.


SECRETÁRIO: responsável pela chamada dos desbravadores em cada reunião, pelo preenchimento e entrega de formulários da unidade aos diretores ou secretária do Clube, manter as certidões de nascimento em bom estado de conservação, conservar a ficha de inscrição, atualizar os dados referente ao histórico sempre que houver atividade externas do Clube tais como acampamentos, camporees, visitas a asilos, orfanatos e etc. Tudo o que disser a respeito de formulários, papéis, relatórios, xerox, impressos é por conta do secretário.

TESOUREIRO: em nosso Clube, ele recolhe a cota mensal, emite o recibo, presta conta do dinheiro ao tesoureiro durante a reunião, preenche o relatório de tesouraria da unidade e fica responsável pelo manuseio de dinheiro da unidade sempre que ela sai da sede. Se o clube pega ônibus, quem entrega o dinheiro da unidade ao trocador sempre é o tesoureiro de unidade.


ALMORARIFE: Um dos mais importantes cargos e funções exercidos em uma unidade. Este desbravador zela, cuida, toma conta de todo o patrimônio da unidade desde as barracas até o mais insignificante prato de plástico.
PADIOLEIRO: Em alguns clubes, a unidade tem o seu próprio material de primeiros socorros e é este desbravador que zela por este material.
Estes cargos são imprescindíveis ( os quatro primeiros) , porém você chegou no clube na primeira reunião do ano, já deu os primeiros passos e como você irá distribuir tarefas e cargos aos desbravadores se você nem os conhece ? Vamos dar a eles oportunidade de escolher ? e quem garante que essa escolha será a mais acertada? A nossa experiência tem
demonstrado que o ideal é que o conselheiro observe pelo menos um mês os seus liderados. O capitão aparecerá naturalmente: pois ele sempre procurará estar cedo no Clube,

ele apressará os demais, é responsável e você como bom observador o indicará para o cargo. Já o secretário aparecerá espontaneamente : ele gosta de papéis, de chamada, de relatórios, numa reunião da unidade ele é o que gosta de anotar o que a unidade vai fazer e desta mesma forma surge o tesoureiro e o almoxarife. Cada um desempenhando sua função e em um mês você como conselheiro reunirá sua unidade e por ser um conselheiro novo é fundamental que você trabalhe com os que você pode realmente contar. Quando a unidade for crescendo junta nas mais diversas atividades do Clube, o rodízio se torna necessário

para que todos tenham oportunidade de desenvolver os outros talentos que ele ainda não tem e ao longo dos anos, esse desbravador irá chegar a diretoria tendo passado por todos os cargos e funções exigidas de um desbravador.

Muitos clubes não tem uma preocupação com o tamanho da unidade, colocando às vezes 8 a 10 pessoas sob o comando do conselheiro. Se avaliarmos o trabalho que fica a cargo de um bom conselheiro e se quisermos que ele desempenhe bem suas funções, creio firmemente que quatro a cinco desbravadores são o número ideal e justificamos: quatro ou cinco desbravadores dão em uma só barraca, os conselheiros podem visitar com regularidade os mesmos, para ministrar e acompanhar uma classe bíblica ou mesmo a classe dos desbravadores é melhor, para sair da sede e andar de ônibus fica fácil de controlar, para viagens longas a hora de contar e conferir os desbravadores em paradas de estrada é bem mais simples. Cremos firmemente que é melhor para o desempenho das

funções do conselheiro que ele administre quatro ou cinco com qualidade do que oito ou dez de qualquer maneira .

10) O Conselheiro na sede – O cantinho da unidade – O que fazer para tornar o cantinho atraente – Tempo de duração do cantinho


O cantinho da unidade dever ser o melhor momento da vida de um desbravador nas reuniões normais do Clube.

O cantinho é o espaço de tempo que o diretor determina para o conselheiro desempenhar suas funções.

Muitos clubes que ainda não entendem ou não aprenderam a trabalhar fielmente com o sistema de unidade, dá a ele dez minutos ( pasmem !!!) para o exercício de suas funções – tempo este que mal dá para ele fazer a chamada, ele recolher a cota e ele dar os recados e depois todos se reúnem para a reunião geral. Ora, o conselheiro não precisa fazer a chamada e muito menos recolher cotas, mas nesse esquema de dez minutos tudo acaba sobrando para o conselheiro e sua unidade é uma mera espectadora de sua virtudes. O clube vira clube de diretoria, onde eles fazem tudo e os meninos quase nada. Neste estilo de trabalhar ele fez tudo sozinho e os desbravadores não se desenvolveram em nada e esse tudo foi muito pouco para o potencial de um bom conselheiro.

O cantinho de unidade se torna atraente quando o conselheiro sempre traz uma curiosidade sobre a classe, traz um filme ,traz um caça palavras diferentes do que eles já viram, quando ele traz um jogo novo para colocar em prática o que os desbravadores aprenderam, um chaveiro para sortear , um bombom ou uma guloseima para ser digerido por todos. A criatividade é um dom que nem todos possuem, porém quando você se dispõe a pensar e raciocinar em benefício dos seus desbravadores, com certeza, as idéias virão.

Manuais de jogos, tais como Manual de Jogos do Líder Virgílio Gomes do Nascimento não deveriam faltar na biblioteca de cada conselheiro de desbravadores. Levar sempre papel, caneta, balões de gás, fósforos, lenços, pedaços de tecido velho, varetas para exemplificar tipos de fogo são bons exemplos do que um conselheiro precisa ter para dar um recado especial a sua unidade.

Bolar um cantinho atraente é tarefa para durante a semana e não coisa de última hora. Aliás, coisas de ultima hora não são boas para ninguém e muito menos para a causa de Deus.

O tempo de duração varia muito de Clube para Clube. Porém pelo que vocês puderam notar até aqui em nosso Clube o cantinho é o espaço da reunião que é mais valorizado. Nosso tempo para o cantinho dificilmente é inferior a uma hora. Tempo este que o conselheiro utiliza para ministrar a Classe Bíblica, cobrar as tarefas da Classe dos Desbravadores, supervisionar a chamada, supervisionar o recolhimento da cota, orientar o capitão, avaliar os relatórios da unidade, planejar novas atividades, cumprimentar os desbravadores, repassar os recados recebidos na reunião de diretoria que deve anteceder a reunião de cada Clube. Note que palavras como ministrar, cobrar, supervisionar, orientar, avaliar, planejar , repassar informações farão parte do seu vocabulário daqui para frente, porém a palavra fazer será sempre de responsabilidade dos desbravadores. O conselheiro é como se fosse o gerente de um escritório e os desbravadores os profissionais que fazem a coisa funcionar. Lembre-se sempre que sua missão é fazer os desbravadores fazer. Sua oportunidade de fazer as atividades estão reservadas para o seu Clube de Líderes.

11) O Conselheiro e a Classe de Desbravadores – Dever do Conselheiro: cobrar a Classe dos Desbravadores – Estímulos para conclusão da classe – A importância dos jogos para fixação do aprendizado.


Um dos deveres principais do conselheiro é cobrar a classe dos desbravadores e ministrar conhecimentos para que a mesma atinja seus objetivos. Mas como ministrar conhecimentos se você mal os sabe para si? Como faze-los atingir o objetivo de encerrar a Classe se seus conhecimentos são poucos? Um dos maiores erros que um conselheiro comete é não estar preparado para ensinar. Se você já tem a classe da amigo, teoricamente

você pode ensiná-la aos seus desbravadores. Nunca comece as classes com os desbravadores sem antes ter se preparado para ensiná-la. Logicamente você não vai ensinar tudo num cantinho só, porém o que você vai ensinar precisa estar bem sabido de sua parte, pois caso contrário os desbravadores desconfiam logo que você os está enrolando.

Em nosso Clube, damos folga para os desbravadores uma vez por mês e tiramos este domingo pela manhã para nos reunirmos em nosso Clube de Líderes e a primeira grande missão do Clube de líderes é adestrar adequadamente os conselheiros e a segunda grande missão é estimular para que todos completem as Classes de Desbravadores. São aproximadamente quatro horas por mês de atividades entre esportivas e técnicas, com jogos, com passeios, caminhadas, visitas a cavernas, completando item por item das Classes o que torna nossos conselheiros capacitados para ensinar com qualidade aos seus desbravadores além dele próprio se desenvolver. Nosso Clube de Líderes conta com todos os membros de nosso Clube de Desbravadores que já fizeram 16(dezesseis) anos e que já tem cargo e função na diretoria.

Em muitos Clubes, as classes são feitas por “atacado” comprometendo o aprendizado por parte do desbravador e desvalorizando o conselheiro, que as vezes senta na mesma cadeira que o desbravador para aprender o que ele já deveria saber. Essas classes por atacado tem a vantagem de ser mais rápidas, caso todos os desbravadores sejam hiper responsáveis e a cada reunião eles tragam o que for solicitados deles. Como essa hipótese é muito remota, é preciso um trabalho personalizado do conselheiro com cada desbravador a fim de estimulá-lo a completar.

Como as unidades são formadas por idade e como hoje o critério atual pede que o desbravador faça primeiro a classe de acordo com a sua idade, fica relativamente fácil para o conselheiro ministrar as classes para seus desbravadores. Um conselheiro do Cidade Sorriso começa o ano avaliando logo na primeira reunião qual classe a sua unidade irá fazer, solicita o impresso da Classe ( cartão feito por computador) ao núcleo de informática do Clube que se responsabiliza de traze-lo na próxima reunião , o conselheiro entrega os formulários aos seus desbravadores, já primeira reunião assina os itens básicos e distribui as tarefas para a próxima reunião, começando sempre pelos itens mais fáceis chegando até os mais difíceis.

Para facilitar a vida de nosso conselheiros, nosso Clube tem a disposição a Classe de Amigo Comentada e em breve estará adquirindo todas elas, material este produzido pelo Líder Virgílio Gomes do Nascimento e de fácil acesso à todos os conselheiros que estiverem dispostos a se especializar.

Dentre os estímulos para a conclusão das classes, temos jogos, competições, caça palavras sobre versos bíblicos que precisam ser decorados, provas teóricas e práticas sobre os assuntos da classe e em nosso Clube preferimos fazer bem feita uma classe ao longo de um ano e temos como meta para cada desbravador : terminar uma classe , saber bem duas

especialidades, entregar para ele uma divisa, uma tira de classe e um distintivo novo a cada ano. As classes que porventura ele não tiver concluído durante sua vida como desbravador isto é, dos 10 aos 15 anos, ele as fará ao atingir seus 16 anos , quando passar a integrar o Clube de Líderes do Cidade Sorriso (O Metrópole Sorriso) e se tornar conselheiro associado do Clube Cidade Sorriso.

O sonho dourado do desbravador Cidade Sorriso é participar do Jantar Anual de Gala dos Desbravadores Investidos. Nesse jantar, geralmente realizado no sábado à noite que antecede nossa última reunião e num restaurante de nível, só participam os desbravadores que se empenharam e conseguiram terminar a classe que ele se propôs a fazer ao longo do ano e consequentemente as duas especialidades. Quem não gosta de encerrar as atividades com um jantar num lugar especial ? Esta motivação consegue fazer milagres na dedicação da maioria ao longo do ano.

Algumas dicas interessantes para estimulá-los a fazer as classes são as seguintes:



  1. Se o seu desbravador estiver com problemas para decorar qualquer passagem bíblica, insista ao máximo e depois traga as passagem devidamente escritas uma a uma em papel devidamente cortadas e dentro de um saquinho plástico ou mesmo de papel. Dê tempo para que cada desbravador que se propôs a decorar, monte a passagem, porém antes mostre para eles um cronômetro e alguns bombons ou balas ou biscoitos e dê de brinde aos mais rápidos e no fim reserve sempre para dar para todos os que participaram.

  2. Sempre que você ensinar nós, faça-os brincar com a corda. Coloque os cabos na cabeça e peça para que em velocidade eles façam os nós pedidos o mais rápido possível. Os conselheiros do Cidade Sorriso tem um jogo da memória de nós que lhes é muito útil no aprendizado de cada desbravador. Faça-os fazer nós com as mãos viradas para trás, para o lado, amarrando o nó no outro desbravador e por aí vai.

  3. Desbravadores devidamente motivados por cronômetro e brindes geralmente gostam de caça palavras. A cada classe procure bolar um para estimulá-los a fazê-la da melhor maneira possível.

12) O Conselheiro e a recreação – Filosofia da recreação cristã – Jogos sabáticos – Jogos ao ar livre – Brincadeiras Noturnas – Jogos bíblicos ( Quartetos – Exodus - Jogo da Velha).


Um conselheiro de desbravadores deve saber com clareza a diferença entre diversão e recreação. Enquanto perde o seu precioso tempo em brincadeiras e farras inúteis

(diversão), só temos a ganhar quando resolvemos investir melhor nosso tempo em passatempos e jogos úteis, que nos levam a crescer , a atingir objetivos e metas altruístas.

As atividades esportivas num ambiente de igreja e mesmo dentro do Clube de Desbravadores, tendem a tomar proporções indesejável quando a liderança não sabe estimulá-la corretamente. Aplicando na mesma um alto grau de competitividade e uma busca frenética e desesperada pelo primeiro lugar e sempre estimulando nos desbravadores a idéia de que o mundo sempre é dos melhores, só conseguiremos formar uma geração de meninos e meninas frustados por estarem sempre perdendo e alguns eternos orgulhosos por estarem sempre ganhando.

É fundamental que os conselheiros entendam que o desbravador vem ao Clube com um objetivo primário, que é a participação. Participar é o segredo. O desbravador que sai de casa vem ao clube para participar e não ficar olhando os “melhores” sempre jogar. Ser um eterno excluído não é a vocação de desbravador nenhum.

Uma dica que tenho utilizado há anos nos dois únicos clubes que dirigi e que sempre deu certo com relação a esportes é a seguinte: Sempre dite as regras antes de começas as atividades esportivas. Não estou falando de regras de vôlei ou futebol. Essas eles já sabem de trás para frente. Estou falando de regra disciplinar. Em nosso Clube o simples pronunciar de um palavrão, mesmo que por descuido, o exclui na mesma hora do jogo e isso é falado a todos antes do jogo, portanto os desbravadores não podem alegar que não sabiam as regras. Nesse dia ele não joga mais e se quiser pode até ir para casa. Uma postura firme intimida os candidatos a engraçadinhos e serve de alerta aos espertos.

Muitos conselheiros sabem muito bem o que fazer a nível de esporte e recreação quando se trata de domingos e dias de semana em atividades na sede e mesmo em acampamento, porém quando a atividade é no sábado eles se perdem por completo. Para facilitar a vida dos conselheiros de nosso Clube, temos investido em jogos bíblicos, tais como quartetos (da CPB) e jogos diferentes como o Jogo da Velha Bíblico e o Exodus. Não nos proporemos a falar dos jogos e sim a jogá-los como parte integrante do Curso. Para enriquecimento dos conselheiros, selecionamos algumas brincadeiras realizadas num sábado à tarde no primeiro congresso juvenil e adolescentes de Guarapuava que tive o prazer de ajudar a dirigir em abril de 1997, ficando sob minha responsabilidade as brincadeiras de sábado.

BRINCADEIRAS SABÁTICAS


  1. FORMANDO A EQUIPES PARA OS JOGOS : BRINCADEIRA BÍBLICA COM OBJETIVO DE ESCOLHER O NOME DE CADA EQUIPE . CONSISTE EM PEDIR QUE TODOS FIQUEM EM PÉ , BÍBLIAS NO ALTO EM UMA DAS MÃOS E AO APITO CADA EQUIPE DEVE ESCOLHER O NOME PARA A MESMA ENTRE OS MUITOS ANIMAIS QUE ESTÃO ESCRITOS NO LIVRO DE JÓ .

2) DEIXAR VÁRIOS SAQUINHOS DE PLÁSTICOS COM OS DIZERES DO VERSO BÍBLICO SÃO JOÃO 3:16 COM AS LETRAS DEVIDAMENTE SEPARADAS UMA A UMA . COLOCAR EM PONTOS ESTRATÉGICOS DO GINÁSIO , PEDIR PARA UM DE CADA EQUIPE ENCONTRAR E TÃO LOGO ACHEM DEVEM MONTAR O QUEBRA CABEÇA E DIZER O QUE O VERSO SIGNIFICA PARA A EQUIPE .

3) CONCURSO MUSICAL - QUAL É A MÚSICA ?

EQUIPAMENTOS - UM APARELHO DE SOM / UM PIANO / VIOLÃO / OU FLAUTA .

O MÚSICO TOCA 3 OU 4 NOTAS DA MÚSICA E A EQUIPE TEM QUE DESCOBRIR QUAL É A MÚSICA E CANTAR UMA PARTE DA MESMA .

TOTAL DE 15 A 20 MÚSICAS .

4) GINCANA - COM RODÍZIO - PARTICIPA 1 JUVENIL DE CADA EQUIPE EM CADA BATERIA E TODOS OS MEMBROS DA EQUIPE BRINCAM AO MESMO TEMPO - GANHA A GINCANA A EQUIPE QUE FIZER MAIOR NÚMERO DE PONTOS DEVIDAMENTE CONTABILIZADOS APÓS AS ENTREGAS DOS PAPÉIS PARA OS PROFESSORES .

4. 1 ) PROFESSOR COM PERGUNTAS DA LIÇÃO - 5 PERGUNTAS SOBRE A LIÇÃO DA SEMANA - RESPOSTAS ESCRITAS .

4. 2) PROFESSOR COM CAÇA PALAVRAS SOBRE OS DISCÍPULOS DE JESUS - ACHAR 3 NOMES OU 3 MINUTOS POR JUVENIL .

4.3 ) PROFESSOR COM PERGUNTAS SOBRE O TEMA - 5 PERGUNTAS SOBRE O TEMA DE SÁBADO DE MANHÃ - RESPOSTAS ESCRITAS .

4.4 ) PROFESSOR COM AS SEGUINTES PALAVRAS EM MÃOS E A MEDIDA QUE ELE FALAR AS PALAVRAS OS JUVENIS LEVANTAM A MÃO E CANTAM A PRIMEIRA ESTROFE DE ALGUMA MÚSICA DE NOSSA IGREJA QUE TENHA AS PALAVRAS : AMOR , MISSIONÁRIO , DEUS , BOM , ACHEI , MARAVILHOSO , RIO , VOLTARÁ , INSTANTE , VIDA , HERDEIRO , REINO , TAREFA , LAR e VINGAR .
5) CONCURSO DE VELOCIDADE BÍBLICA - GANHA O JUVENIL QUE ACHAR A PASSAGEM MAIS RAPIDAMENTE :

PASSAGENS : GÊNESIS 1:1 AMÓS 1:4 OBADIAS 2:5 ÊXODO 2:2 HEBREUS 5:4 TIAGO 3:8

APOCALIPSE 22:4 HABACUQUE 1: 3 JOSUÉ 2:6

6) O JUVENIL QUE SOUBER FALAR O SALMO 23 DE COR GANHA OS PONTOS PARA A EQUIPE - SE ERRAR DÁ A VEZ PARA OUTRO .


7) CAMINHADAS COM PERGUNTAS BÍBLICAS ( PARA TODOS AO MESMO TEMPO ) .

TODOS EM FILEIRA E À MEDIDA QUE O PROFESSOR FIZER A PERGUNTA QUEM SOUBER DÁ UM PASSO A FRENTE E DIZ A RESPOSTA. SE A RESPOSTA FOR CORRETA ELE E A SUA EQUIPE AVANÇAM , SE FOR ERRADA TODOS DÃO UM PASSO PARA TRAS .


8) DESAFIO MÁXIMO : TODOS TERÃO 15 MINUTOS PARA DECORAR OS LIVROS DO NOVO TESTAMENTO - OS QUE CONSEGUIREM DIZER DE COR GANHAM PRÊMIOS ( BALAS ) E ENTRE OS QUE CONSEGUIRAM DECORAR DEVERÃO IR PARA A FINAL , FALANDO DE COR TODOS OS LIVROS DA BÍBLIA.
09) BRINCADEIRA ENVOLVENDO TODOS : TRAZER PARA OS JURADOS O NOME DE TODOS OS FUNDAMENTOS DA NOVA JERUSALÉM .

BRINDE : 5 PARES DE MEIAS PARA OS 5 MAIS RÁPIDOS .

10) COMO O TEMA DO CONGRESSO É SÓ O AMOR CONSTRÓI TODOS VOCÊS DEVERÃO TRAZER POR ESCRITO 4 VERSOS BÍBLICOS QUE TENHAM A PALAVRA AMOR OU DERIVADA TAIS COMO AMADO , AMADA , AMANDO E OUTRAS PARECIDAS . TODOS TERÃO 10 MINUTOS PARA REALIZAR A TAREFA.
11) AS EQUIPES IRÃO MONTAR SEUS PRÓPRIOS CAÇA PALAVRAS ( 5 PALAVRAS ) COM O TEMA LIVRE - PODENDO SER DISCÍPULOS , MULHERES DA BÍBLIA , CIDADES , COMIDAS E DEPOIS DE PRONTO DEVERÃO TRAZER PARA OS JURADOS , QUE AVALIARÃO O TRABALHO E DARÃO NOTA PARA OS MAIS BEM CAPRICHADOS . LOGO APÓS , UM JURADO APITA E UM MEMBRO POR EQUIPE PEGA DEPOIS DE DEVIDAMENTE MISTURADOS UM CAÇA PALAVRAS E LEVA PARA A EQUIPE ACHAR . GANHA A EQUIPE QUE ACHAR MAIS RÁPIDO .
13) O Conselheiro e o Acampamento

O planejamento do evento: definição do objetivo do evento, a elaboração da tabela de responsabilidades, definição do cardápio e escolha do local.

Elaborando a programação: horários básicos ( higiene pessoal, culto, lazer e atividades técnicas e alimentação), segurança dos desbravadores ( escala de ronda, primeiros socorros ) e locomoção.

Um dos objetivos deste curso é ensinar os conselheiros a fazer coisas que eles nunca fazem na maioria dos clubes dos quais fazem parte. Planejar um acampamento geralmente é tarefa dos diretores e quase nunca o conselheiro é convidado a participar como mentor intelectual de um acampamento.



Ao se planejar um acampamento, os conselheiros devem ter em mente as seguintes indagações:





  1. Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   14


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal