Coordenadoria do curso de educaçÃo física



Baixar 30,56 Kb.
Encontro31.05.2019
Tamanho30,56 Kb.


COORDENADORIA DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA




PLANO DE ENSINO


DISCIPLINA: Jogos e Brincadeiras

ANO: 2008

SEMESTRE: 1º

Carga Horária Total: 30 horas

CARGA HORÁRIA

PRÉ-REQUISITO: Não tem




T: 15 P: 15




PROFESSOR: João Lopes Filho


DEPTº: DCEFS


EMENTA

Conceitos e funções do jogo e da recreação. Estudo do fenômeno do jogo. Interação entre jogo e brincadeira e suas possibilidades pedagógicas. Levantamento, vivêncuia e desenvolvimento dos jogos e brincadeiras na escola

OBJETIVOS

- conhecer o significado e o valor dos jogos e brincadeiras na educação;

  • estimular o interesse pela introdução dos jogos e brincadeiras na prática educativa escolar;

  • proporcionar aos alunos o conhecimento dos fundamentos teórico-práticos necessários ao desenvolvimento das atividades de jogos e recreação na escola.





CONTEÚDO

CARGA HORÁRIA

T: 15 | P: 15

Unidade I – O jogo como elemento de educação

    1. Gênese do Jogo na educação ocidental.

    2. O jogo: instrumento de formação ou alienação?

    3. Teorias, conceitos e funções do jogos.



Unidade II – Os jogos no desenvolvimento da criança e do adolescente

2.1 Fase sensório-motora.

    1. Fase simbólica.

    2. Fase intuitiva;

Unidade III – Planejamento das atividades lúdicas e recreativas na escola



    1. Preparação do professor.

    2. Condições materiais: local e equipamentos.

    3. Medidas de segurança e prevenção de acidentes.

    4. Preparação e organização dos jogos e dos jogadores.

Unidade IV – Coletânea de jogos e brincadeiras

4.1 Jogos de correr.

4.2 Jogos de arremessar e apanhar

4.3 Jogos de pular

4.4 Contestes, estafetas e brinquedos cantados.




METODOLOGIA E RECURSOS AUXILIARES

O programa de curso será desenvolvido através de aulas expositivas e práticas, trabalhos teórico-práticas. Debates. Seminários. Trabalhos de campo.

Os recursos utilizados serão retroprojetor, sala, campo, quadra, salão.



AVALIAÇÃO

- Avaliações escritas. - Avaliações práticas. - Trabalho individual e em grupo.

BIBLIOGRAFIA




BIBLIOGRAFIA BÁSICA





  • BROUGÈRE, Gilles. Jogo e Educação. 2.ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2003.

  • KISCHIMOTO, Tizuco Morchida. Jogos Tradicionais Infantis: o jogo a criança e a educação. Petrópolis, RJ: Vozes, 1993.

  • MEDEIROS, Ethel Bauzer. Jogos e Recreação na Escola Primária. Rio de Janeiro: INEP/MEC, 1959.

  • ROSAMILHA Nelson. Psicologia do jogo e aprendizagem infantil. São Paulo: Pioneiras, 1979.



BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR





  • NETO, Raul Ferreira. Recreação na Escola. 2.ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2002.

  • CAVALLARI, Vinícius R. e ZACHARIAS, Vany. Trabalhando com Recreação. 7.ed. São Paulo: Ícone, 2004.

  • SILVA, Elizabeth Nascimento. Atividades Recreativas na 1ª Infância. 3.ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2002.

  • MORENO, Guilherme. Recreação – 1000 exercícios com acessórios. 4.ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2003.

  • FERREIRA, Solange. L. et. al. Recreação, Jogos, Recreação. 4.ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2002.



_____________________ ________________________



Assinatura do Professor Assinatura do Coordenador Data: ___/____/____




Compartilhe com seus amigos:


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa