ConsolidaçÃo da legislaçÃo material trabalhista


LEI Nº 2.959, DE 17 DE NOVEMBRO DE 1956



Baixar 1,96 Mb.
Página286/308
Encontro04.12.2019
Tamanho1,96 Mb.
1   ...   282   283   284   285   286   287   288   289   ...   308
LEI Nº 2.959, DE 17 DE NOVEMBRO DE 1956, que altera o Decreto-Lei nº 5.452, de 01/05/32 (CLT), e dispõe sobre os contratos por obra o serviço certo.




  1. LEI Nº 9.093, DE 12 DE SETEMBRO DE 1995, que dispõe sobre os feriados.




  1. LEI Nº 10.270, DE 29 DE AGOSTO DE 2001, que acrescenta §§ 4º e 5º ao art. 29 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, para proibir anotações desabonadoras na Carteira de Trabalho e Previdência Social.




  1. LEI Nº 8.260, DE 12 DE DEZEMBRO DE 1991, que modifica o art. 16 da Consolidação das Leis do Trabalho.




  1. LEI Nº 9.658, DE 5 DE JUNHO DE 1998, que dá nova redação ao art. 11 da Consolidação das Leis do Trabalho e determina outras providências.







  1. Compartilhe com seus amigos:
1   ...   282   283   284   285   286   287   288   289   ...   308


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
terapia intensiva
Conselho nacional
Curriculum vitae
oficial prefeitura
ensino médio
minas gerais
Boletim oficial
Concurso público
educaçÃo infantil
Universidade estadual
seletivo simplificado
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
Conselho regional
assistência social
ciências humanas
Atividade estruturada
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
Dispõe sobre
outras providências
recursos humanos
secretaria municipal
Conselho municipal
psicologia programa
Colégio estadual
consentimento livre
ResoluçÃo consepe
Relatório técnico
Corte interamericana
público federal
ministério público