ConsolidaçÃo da legislaçÃo material trabalhista



Baixar 1,96 Mb.
Página175/308
Encontro04.12.2019
Tamanho1,96 Mb.
1   ...   171   172   173   174   175   176   177   178   ...   308

SEÇÃO XV



DAS ANUIDADES, EMOLUMENTOS E TAXAS
Art.989. Os profissionais e pessoas jurídicas registrados de conformidade com o que preceitua o presente capítulo são obrigados ao pagamento de uma anuidade ao Conselho Regional, a cuja jurisdição pertencerem.

§ 1º - A anuidade a que se refere este artigo será devida a partir de 1º de janeiro de cada ano.


§2º O pagamento da anuidade após 31 de março terá o acréscimo de vinte por cento, a título de mora, quando efetuado no mesmo exercício.


§3º A anuidade paga após o exercício respectivo terá o seu valor atualizado para o vigente à época do pagamento, acrescido de vinte por cento, a título de mora.”


Art.990. Será automaticamente cancelado o registro do profissional ou da pessoa jurídica que deixar de efetuar o pagamento da anuidade, a que estiver sujeito, durante 2 (dois) anos consecutivos sem prejuízo da obrigatoriedade do pagamento da dívida.

Parágrafo único. O profissional ou pessoa jurídica que tiver seu registro cancelado nos termos deste artigo, se desenvolver qualquer atividade regulada neste capítulo, estará exercendo ilegalmente a profissão, podendo reabilitar-se mediante novo registro, satisfeitas, além das anuidades em débito, as multas que lhe tenham sido impostas e os demais emolumentos e taxas regulamentares.


Art.991. Toda vez que o profissional diplomado apresentar a um Conselho Regional sua carteira para o competente “visto" e registro, deverá fazer, prova de ter pago a sua anuidade na Região de origem ou naquela onde passar a residir.


Art.992. O pagamento da anuidade devida por profissional ou pessoa jurídica somente será aceito após verificada a ausência, de quaisquer débitos concernentes a multas, emolumentos, taxas ou anuidades de exercícios anteriores.


Art.993. Embora legalmente registrado, só será considerado no legítimo exercício da profissão e atividades de que trata o presente capítulo o profissional ou pessoa jurídica que esteja em dia com o pagamento da respectiva anuidade.


Art.994. As autoridades administrativas e judiciárias, as repartições estatais, paraestatais, autárquicas ou de economia mista não receberão estudos, projetos, laudos, perícias, arbitramentos e quaisquer outros trabalhos, sem que os autores, profissionais ou pessoas jurídicas; façam prova de estar em dia com o pagamento da respectiva anuidade.


Art.995. Só poderão ser admitidos nas concorrências públicas para obras ou serviços técnicos e para concursos de projetos, profissionais e pessoas jurídicas que apresentarem prova de quitação de débito ou visto do Conselho Regional da jurisdição onde a obra, o serviço técnico ou projeto deva ser executado.


Art.996. O Conselho Federal baixará resoluções estabelecendo o Regimento de Custas e, periodicamente, quando julgar oportuno, promoverá sua revisão.






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   171   172   173   174   175   176   177   178   ...   308


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal