Comentário sobre eleições na ufsm



Baixar 1,7 Mb.
Página1/180
Encontro11.09.2018
Tamanho1,7 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   180

http://abspathology.tripod.com

Comentário sobre eleições na UFSM

O autor alerta que o objetivo do texto é apenas o registro dos fatos e de minha opinião; para tornar mais rápida a publicação têm sido redigidos em uma linguagem coloquial, sem a erudição vernacular característica de uma obra literária ou jornalística. Além do que, pelo fato de utilizar “wireless”, por razões de segurança e não objetivando sobrecarregar as redes que acesso, não permaneço muito tempo. Contudo, na medida do possível (tempo e prioridade), procurarei retirar os erros gramaticais mais grosseiros, porquanto alguns deles têm sido utilizados pelas instituições elaboradoras e concursos públicos brasileiros (particularmente a ESAFUFRJ) para manipular tais concursos. Inclusive, já foram usados contra mim, na tentativa de me reprovar em português; daí o porquê de algum deles propositadamente persistirem. Os que não são propositais, usualmente, reprovam a grande maioria dos candidatos.

Esta página é dedicada a todos aqueles que como eu foram vítimas dos porcos lados opostos atuantes durante o regime militar e de suas mamatas burocráticas MANIPULADORAS DA quase totalidade da mamata do serviço público brasileiro, particularmente, àqueles que foram vítimas das fraudulentas bancas examinadoras para concursos de ingresso no corpo docente da UFSM e de processos administrativos fraudulentos impetrados pela porca procuradoria jurídica dessa instituição.

E a propósito disso, lembro uma frase do douto Juiz Federal HERMES SADLER DA CONCEIÇÃO JUNIOR (desculpa-me se fiz alguma confusão com relação aos nomes de família não judaicos/ escrevi-os de memória) “DE OUTRA BANDA...”, escrita em meu processo demissionário; DE FATO, SOU DE OUTRA BANDA, DA BANDA QUE NÃO TOMA PARTE DA PORCA MAMATA QUE É A QUASE TOTALIDADE DO SERVIÇO PÚBLICO BRASILEIRO, INCLUINDO GRANDE PARTE DO JUDICIÁRIO BRASILEIRO, QUE COMPACTUA COM ESSA GRANDE E PORCA MAMATA, tal como sua....

Além da prescrição tripla de leis (Antigo Regime Jurídico Único, Lei 8.112 e CPP), vale lembrar a sua Excelência que se é bem verdade que após transcorrido um ano de ter encaminhado autorização para frequentar o meu doutoramento na FOB/USP, via processo administrativo, recusei-me a acatar a ordem para voltar para trabalhar na UFSM (cabide de empregos dos lados opostos atuantes durante a ditadura militar e das burocracias por eles implantadas), também é bem verdade que não recebi o dinheiro referente ao salário do Ministério de Educação (que na realidade é o empregador) repassado á UFSM, considerando que a autonomia universitária é uma mera previsão constitucional, que somente serve para justificar atos arbitrários de abuso de poder com base na pseudoautonomia administrativa. Não há autonomia administrativa se não há autosuficiência financeira.

Enquanto, as universidades públicas brasileiras não possuírem a capacidade de se autosustentarem estarão sob a tutela do Ministério da Educação, que na realidade é o empregador e que me autorizou a frequentar o doutoramento na FOBUSP, concedendo-me uma bolsa via CNPq. Bastava negar-me que seria obrigado a voltar.



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   180


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal