Capítulo I 1 Introdução


Particularidades do Câncer Infantil



Baixar 41.57 Kb.
Página14/14
Encontro30.03.2018
Tamanho41.57 Kb.
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   14
Particularidades do Câncer Infantil. Brasília, DF: Instituto Nacional do Câncer-INCA.

Bromberg, M. H. P. F. (1998). Cuidados paliativos para o paciente com câncer: Uma proposta integrativa para equipe, paciente e famílias. In M. M. M. J. Carvalho (Org.), CHAVES, E.C. Stress e trabalho do enfermeiro: a influência de características individuais no ajustamento e tolerância ao turno noturno. São Paulo, 1994. 163p. Tese (Doutorado). Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo.

Costa Jr., A.L. (1999). Psico-Oncologia e Manejo de Procedimentos Invasivos em

Oncologia Pediátrica: Uma revisão de literatura. Psicologia: Reflexão e Crítica, 12 (1), 107-118.

FERRAZ, E. M. Câncer: efeitos sobre a equipe de saúde. São Paulo, Biblioteca Fundação Antônio Prudente. s.d.: 19-22 Apostila.

Françani, G.M., Zilioli, D., Silva, P.R.F., Sant’ana, R.P.M., & Lima, R.A.G. (1998).



Prescrição do Dia: Infusão de alegria. Utilizando a Arte como Instrumento na Assistência à Criança Hospitalizada. Rev. Latino-Americana de Enfermagem, 6 (5), 27-33.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo; Atlas, 2002.

HART, C.F.M., PARAÍBA, M.,SILVA, M.R., Câncer – Uma abordagem Psicológica. Ed. Age Ltda, 2008. 168p.

Instituto de Oncologia do Paraná. O que é Câncer. Disponível em: www.iop.com.br/cancer.asp. Acesso em: 25 de Agosto de 2008.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. de A. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2001.

Lima, R. A. G. (1986). Atuação do enfermeiro na equipe multiprofissional de assitência à criança com neoplasia e sua família. Ribeirão Preto, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo.

Lima, R. A. G. (1995). A enfermagem na assistência à criança com câncer. Ribeirão Preto, SP: AB.

Lima, R. A. G. (2003). Experiências de pais e de outros familiares de crianças e adolescentes com câncer: Bases para os cuidados

Lindquist, I. (1993). A Criança no Hospital: Terapia pelo Brinquedo (R.Z. Altman). São

Paulo, SP: Scritta. (Original publicado em 1970).

Lipp, M.E.N. (1991). Como enfrentar o stress infantil. São Paulo. Sp. Ícone.

Masetti, M. (1997). Soluções de palhaços: Transformações na realidade hospitalar. São

Paulo: Palas Athena.

Melo, L. L.; VALLE, E. R. M. Apoio emocional oferecido pela equipe de enfermagem à criança portadora de câncer e sua família. Ver. Bras. Enf., v. 48, n. 1, p. 93-102, 1995.

Mendéz, F.X., Ortigosa, J.M., & Pedroche, S. (1996). Preparación a la hospitalización infantil (1): Afrontamiento Del estrés. Psicologia Conductual, 4 (2), 193-209.

Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (NACC). O que é Câncer. Disponível em: http://www.nacc.org.br/infantil/infantil_oquee.shtml Acesso em: 25 de Agosto de 2008.

REY, Luís. Dicionário de termos técnicos de medicina e saúde. 1999, Ed Guanabara Koogan.

ROCHA, R. Minidicionário enciclopédico escolar. São Paulo, Scipione, 2000.

ROLLAND, J. Doença Crônica e o Ciclo de Vida Familiar. In: CARTER, Betty e MCGOLDRICK, Mônica; tradução Maria Adriana Veríssimo Veronese. As Mudanças no Ciclo de Vida Familiar: Uma Estrutura para a Terapia Familiar. 2ª ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001. 510 p.

SALTZ, Ernani & JUVER, Jeane. Cuidados Paliativos em Oncologia. Ed. Senac, 1989. 224p.

Valle, E.R.M. A importância da Escola para a Criança com Câncer. XVII International Sholl Psycology Colloquium e II Congresso Nacional de Psicologia Escolar. Campinas, 1994.

Valle, E.R.M.; VENDRÚSCULO, J. A Família da Criança com Câncer frente ao Diagnóstico da Doença – Encontros Iniciais com a Psicóloga. Pediatria Moderna; vol. 32. nº 7, p.736 – 751, 1996

Valle, E.R.M. Câncer Infantil: Compreender e agir. São Paulo: Editorial Psy, 1997.



Valle, E.R.M. Psico-oncologia Pediátrica. Ed. Casa do Psicólogo, 2001. 294 p.


1 Do latim invasu. Significa invasão, procedimento agressivo. (ROCHA, R. Minidicionário enciclopédico escolar. São Paulo, Scipione, 2000.)

2 A mucosite é uma inflamação da mucosa de revestimento do tubo digestivo causada por um efeito citotóxico directo dos agentes de quimioterapia ou pela radioterapia. (REY, Luís. Dicionário de termos técnicos de medicina e saúde. 1999, Ed Guanabara Koogan)


3 No sentido de perder a personalidade, originalidade. É também entendida como desordem dissociativa. (ROCHA, R. Minidicionário enciclopédico escolar. São Paulo, Scipione, 2000.)



Baixar 41.57 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   14




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa