Capivari de baixo



Baixar 12.61 Kb.
Encontro21.09.2018
Tamanho12.61 Kb.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPIVARI DE BAIXO

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

NOTA TÉCNICA Nº 01/2017

ALERTA AOS SERVIÇOS DE SAÚDE, EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA SOCIAL DE

CAPIVARI DE BAIXO

A Secretaria Municipal de Saúde de Capivari de Baixo emite alerta aos serviços de saúde, educação e assistência social relacionado as notícias veiculadas nos meios de comunicação nos últimos dias, sobre o jogo Baleia Azul e sua possível relação com o suicídio de jovens e adolescentes registrados nos últimos dias.

O jogo baleia azul está causando tensão nas redes sociais, escolas e famílias. A causa da preocupação de pais, professores e alunos é o desfecho da “brincadeira” fatal, já que ao final de 50 desafios determinados pelo jogo, o jogador é induzido a cometer suicídio, sob ameaças de administradores anônimos em grupos virtuais secretos.

Intensificamos agora o alerta e orientamos agilidade no acolhimento com garantia de acesso irrestrito nos serviços de saúde as crianças e adolescentes e elevado nível de suspeição, bem como orientações aos professores, pais e cuidadores quanto aos seguintes sinais abaixo:

- Falas sobre morte e suicídio, mesmo que indiretamente, como vontade de “sumir”, “desaparecer”, “ir embora”

- Isolamento (afastar-se da família, dos amigos)

- Perda do interesse em atividades que costumava fazer

- Perda do interesse nas pessoas

- Mudanças no hábito de sono (insônia ou aumento das horas dormindo) e hábitos alimentares (perda ou aumento de apetite)

- Irritabilidade, crises de raiva

- Piora no desempenho escolar e recusa a ir a escola

- Comportamentos auto-destrutivos (auto-mutilação, uso de álcool e drogas, exposição a situações de risco)

- Ter tentativas de suicídio anteriores e/ou história de suicídio ou tentativa de suicídio na Família

- Diagnóstico prévio de doença mental

- Exposição a violência, situações de bullying, abuso sexual prévio ou recente

- Postagens de baixa auto-estima nas redes sociais

- Interesse anormal por filmes de terror, passando horas assistindo

- Preocupação repentina com morte, morrer e violência.

Conforme Nota de Alerta emitida pelo estado de Santa Catarina: Ressalta-se que todos os casos de lesão autoprovocada ou autoinfligida são de notificação compulsória, já os casos de tentativa de suicídio são de notificação compulsória e imediata, conforme a Portaria MS nº 204/2016. No caso de violência contra crianças e adolescentes, é obrigatória a comunicação do caso ao Conselho Tutelar e/ou as autoridades competentes.

ONDE BUSCAR AJUDA:

Capivari de Baixo dispõe de 01 Centro de Atenção Psicossocial - CAPS - além de 11 unidades Básicas de Saúde, 01 Núcleo de Apoio a Saúde da Família - NASF (3 profissionais de psicologia), prontos a acolherem essa demanada e darem os devidos encaminhamentos. NÃO DEIXE DE PEDIR AJUDA!



CAPS I: 3623-5306

Capivari de Baixo, 26 de abril de 2017

__________________________________

Jane Mota

Secretaria Municipal de Saúde

_______________________________ _________________________________



Manoel Torres Constantino Cristina

Coordenador CAPS I Coordenadora Atenção Básica

Baixar 12.61 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa