Caderno 1 a graçA, deus, jesus, o espírito ir. Giovanni Bigotto termo de apresentaçÃO


A Comunidade, realidade voltada para Cristo



Baixar 262,06 Kb.
Página22/41
Encontro28.11.2019
Tamanho262,06 Kb.
1   ...   18   19   20   21   22   23   24   25   ...   41
4.5. A Comunidade, realidade voltada para Cristo 56
A comunidade é um fruto da relação com Jesus Cristo: nEle, por Ele e para Ele. As palavras do capítulo 16 de São João tomam aqui todo o seu vigor. “Eu sou a videira e vós sois os ramos... permanecei em mim... Sem mim nada podeis fazer, etc.”.

NEle. Isso quer dizer que tal homem é meu irmão com toda a força, a profundidade e a riqueza que a palavra encerra. Ele é para mim irmão e amigo unicamente porque Jesus Cristo o resgatou e me resgatou e que essa salvação nos pôs em contato, sendo ambos frutos de sua redenção.

O que é verdadeiro da amizade cristã também o é da comunidade. Ela se constrói sobre uma pedra de fundação que é Jesus, e com outras pedras, as pessoas, tiradas de suas aflições, justificadas por Ele e inseridas na construção: no fundo, pessoas tornadas cristãs.



Por Ele. Jesus não é apenas a fonte, mas também o motor e a esperança de toda comunidade cristã possível. Esse por deve ser gravado no coração e na vontade de toda comunidade que deseja crescer. Ela não crescerá senão por Ele, enxertando-se nEle, abandonando-se à sua ação salutar. Bonhoffer recusa toda esperança de crescimento comunitário que se baseasse na Psicologia, em esforços que não emanassem de um discernimento fiel às moções do Espírito para a comunidade, mas que encontrassem sua fonte numa preferência humana e em idéias pessoais. Então se trataria de idolatria, de construção sobre areia, derrubada pela primeira tempestade e varrida pela primeira inundação.
“NEle toda graça,

nEle toda paz,

nEle toda esperança,

nEle a salvação.”


Para Ele. Fomos resgatados e nos tornamos um povo, não somente por Ele, mas para Ele. E Ele veio não para si mesmo, mas como servo, a fim de morrer pela salvação dos homens e pela glória do Pai. Toda comunidade cristã deve, pois, viver voltada num dom coletivo para Jesus, de quem se torna o corpo para que Ele faça o que quiser e onde quiser.

Eis por que insisto para que no Projeto de Vida Comunitária Jesus seja a base e o centro. ‘Sigam o caminho do amor, a exemplo de Cristo que os amou e se entregou por nós (Ef 5, 2).

Esse para deve exercer-se no concreto das situações, por uma atenção diária para não deixar entrar, no conteúdo do projeto, invenções humanas (mesmo que tenham para si um consenso imediato e total) em lugar da humilde submissão à vontade do Pai e à missão de Jesus.

A grande lei de uma comunidade cristã que faz um Projeto, e o cumpre dia após dia, é a lei do discernimento.



TEXTOS






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   18   19   20   21   22   23   24   25   ...   41


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa