Caderno 1 a graçA, deus, jesus, o espírito ir. Giovanni Bigotto termo de apresentaçÃO


Aprendemos o amor na escola de Deus mesmo



Baixar 262,06 Kb.
Página16/41
Encontro28.11.2019
Tamanho262,06 Kb.
1   ...   12   13   14   15   16   17   18   19   ...   41
4. Aprendemos o amor na escola de Deus mesmo

Toda a nossa religiosidade – tomando a palavra no sentido de cultura e desenvolvimento de uma vida de relação com Deus – é vã se o amor do próximo não está nela. Quem estivesse nesse estado perderia seu tempo e seus esforços sem resultado algum, o que seria lamentável para um religioso; os seus votos, com efeito, especialmente o de castidade, vividos pelo Reino dos Céus, devem, por sua própria dialética, gerar no coração uma força de amar, um estilo de amor de qualidade superior...

Um cristão, um religioso, não tem o direito de ter relações humanas não caridosas, senão, para que teria sido derramado em nós o Espírito Santo? (Rm 5,5). Aprendemos o amor não na escola de qualquer mestre, mas de Deus mesmo, e o poder de amar assim foi-nos comunicado como dom de caráter pneumático que vive e opera dentro de nós...

A Teologia Espiritual ensina como, à medida que o coração se deixa invadir pelo Espírito Santo, simultaneamente a caridade e os sentimentos de Cristo se reproduzem nele como num espelho, e desde então se torna possível, em graus diversos, o cumprimento do mandamento do Senhor: “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”.

Uma vida levada em comum, sem se amar, seria um absurdo, uma aberração; seria uma coexistência pacífica de egoísmos bem organizados e respeitosamente coordenados. (Circular Sobre a Vida Comunitária, pp. 111, 118, 121-122, 125).




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   12   13   14   15   16   17   18   19   ...   41


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal