Boletim Unicap 11/01/06



Baixar 24,84 Kb.
Encontro06.07.2018
Tamanho24,84 Kb.

Boletim Unicap 11/01/06
Formandos de Jornalismo participam de culto ecumênico

Por Jorge de Assis


A turma de 2005.2 de Jornalismo da UNICAP realizou, na noite de ontem (10), um culto ecumênico em ação de graças pela trajetória dos formandos e pelo final de uma etapa na vida dos novos profissionais. A celebração aconteceu no auditório do Bloco G da

Universidade e contou com a presença de representantes das religiões católica, evangélica, espirita kardecista e hare-krishna. Os 32 formandos cantaram e louvaram demonstrando respeito às variadas crenças presentes em uma turma classificada, pelos próprios alunos, como eclética.


Batizada de "Imprensa que eu gosto", a turma encerra nesta semana as festividades da formatura. Na última segunda-feira, os concluintes assinaram os documentos que formalizam o encerramento da graduação. A cerimônia de colação de grau acontece na noite de hoje, no espaço de eventos Blue Angel, bairro da Benfica.
O patrono da turma é o empresário João Carlos Paes Medonça, dono do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação. Coincidência ou não, mais de sete estudantes entre os formandos estão trabalhando nas empresas que compõem o conglomerado. Alguns, inclusive, com perspectivas de contratação. "O curso superior é uma escalada. Vamos subindo cada degrau e amadurecendo no percurso. O estágio é parte essencial nisso", confirma a nova jornalista, Caroline Fernandes, que é repórter estagiária da rádio JC/CBN.
No início da semana, também foi realizada a tradicional aula da saudade. Os formandos homenagearam 12 professores e a funcionária do Departamento de Comunicação Renata Leão. Os momentos marcantes ao longo dos quatro anos vividos na UNICAP também foram relembrados. Jornalismo é o terceiro curso mais concorrido do vestibular da Católica, atraindo quase 400 pessoas anualmente ao concurso.

Programa de Iniciação Científica estimula pesquisa

Por Christiano Vasconcelos

Os alunos da UNICAP que se interessarem por pesquisas na área acadêmica têm a disposição o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC). Vinculado à Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (Propesp), a iniciativa visa estimular os alunos a pesquisar com orientação adequada nos mais diversos ramos do conhecimento. Os bolsistas recebem uma remuneração que pode ser dada pela Universidade, pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) ou pela Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe).


Os interessados em participar do PIBIC deve procurar um professor-pesquisador ligado ao seu curso. O mesmo precisa ter um trabalho de pesquisa aprovado e cadastrado no CNPq para poder indicar o aluno bolsista. Para conseguir a bolsa, o estudante tem que se enquadrar em alguns critérios de seleção. De acordo com a coordenadora de pesquisa da Propesp, Professora Doutora Arminda Saconi, o aluno necessita ter o coeficiente de rendimento no curso igual ou superior a sete e não ter reprovações, entre outros critérios.
Os alunos da UNICAP dispõem de 250 bolsas de PIBIC oferecidas pela instituição, 30 vinculadas ao CNPq e outras dez da Facepe. No entanto, as bolsas dadas pela Universidade não estão totalmente preenchidas no exercício 2005-2006. “Não precisamos completar as bolsas, o que importa é a qualidade”, disse a professora Arminda ao explicar que somente 203 vagas estão ocupadas atualmente.
O programa, existente desde 1998, oferece contrato aos bolsistas no período de um ano. Durante este tempo, o aluno assume alguns deveres junto ao seu orientador e à instituição concedente da bolsa. Entre eles está a obrigação de apresentar três relatórios para serem avaliados quanto ao encaminhamento do trabalho pesquisado. Regularmente, os alunos ligados ao PIBIC assistem à palestras ligadas ao campo da pesquisa. A Propesp oferecerá, na sala de Multimeios do Bloco D, oficinas ligadas ao tema entre os dias 23 e 30 de janeiro.
Além da bolsa voltada à pesquisa na graduação, a Propesp ainda dispõe do PIBIC Júnior. O programa, oferecido aos alunos do ensino médio do Liceu, conta atualmente com 27 bolsistas. No caso de um estudante vir a fazer a graduação na UNICAP, ele poderá trazer a bolsa de estudos para a Universidade.
Tanto os trabalhos do PIBIC, quanto os da sua versão Júnior, têm seus resultados apresentados à comunidade na Jornada de Iniciação Científica, durante a Semana de Integração Universidade-Sociedade. Os interessados em participar do programa podem obter outras informações no link pesquisa do site www.unicap.br.

Clínica de fisioterapia da UNICAP será referência no norte/nordeste

Por Eduardo Travassos
Ser referência no Norte/Nordeste na área de clínica escola. Este é o objetivo da clínica de fisioterapia que a UNICAP está construindo para fortalecer a formação acadêmica dos alunos e proporcionar à comunidade serviços com excelência. A inauguração está prevista para o primeiro semestre deste ano. O prédio, localizado na rua Manuel Pereira, contará com ampla estrutura e equipamentos de última geração para o tratamento dos mais diversos casos. As obras já estão em fase de acabamento.
“Contaremos com o que há de mais moderno: Piscina térmica, ultra-som, laser, termofototerapia, enfim, teremos todos os recursos”, contou a coordenadora do curso de fisioterapia Francisca Mota. E todos estes recursos estarão à disposição dos alunos dos cursos de fisioterapia e terapia ocupacional, que serão os responsáveis pelos tratamentos, sempre sob a supervisão dos professores. “Eles passarão por uma prática supervisionada que será a conclusão de curso. Colocarão em prática o que aprenderam em sala de aula”, completou Francisca.
Além dos alunos que estiverem concluindo o curso, os estudantes de períodos anteriores poderão utilizar a estrutura em aulas de disciplinas aplicadas, onde a experiência necessária para a formação de um profissional começará a ser passada. Para o professor do curso de fisioterapia Marcos André, a clínica auxiliará bastante na qualidade das aulas: “Teremos a nossa disposição uma estrutura, muito boa. Quando mandamos o projeto para o MEC eles pensaram que se trataria de um hospital, devido aos recursos avançados que teremos”, contou. A professora Francisca completou: “Teremos condições de atuar em diversas áreas, como pediatria, geriatria, neuro, enfim, a clínica será de grande ajuda”.
Serão definidos, em breve, os tipos de atendimento e os serviços a serem prestados, assim como os critérios de seleção dos pacientes e os preços, que deverão ser mais baratos que os cobrados no mercado.

Estudar na Unicap é motivo de alegria para os novos alunos

Por Eduardo Travassos

A manhã de hoje (11) foi movimentada para os remanejados no vestibular 2006. As matrículas continuaram normalmente no auditório G2. Assim como esperado, os calouros do curso de direito eram maioria. E estes, assim como os outros feras que estavam se matriculando, demonstravam satisfação em poder estudar na Católica. Amanhã é a vez dos retardatários se matricularem.


Angélica Duarte, 20 anos, estava se matriculando no curso de direito. Ela já cursava esta graduação em outra instituição, mas a tradição a fez vir para a UNICAP: “Sei que aqui o curso é bem conceituado. Tive que fazer vestibular novamente. Foi complicado porque não tinha estudado muito”, contou. Sobre as aulas em sua nova universidade, ela acredita que não vai haver mistério: “Sei que será bem corrido”, afirmou.
A tradição do curso também motivou Renan Holanda, 17 anos, decidir em começar a sua vida universitária na UNICAP. Ele escolheu fazer jornalismo. “Sei que é um curso antigo e bem avaliado. Espero muito daqui. Estou ansioso para conhecer o ambiente, os professores, as cadeiras...”, afirmou, enquanto seu pai, Marcos Montenegro, completava: “Ele passou em outras instituições, mas preferiu esta”.
De cabeça quase toda raspada, o estudante Arthur Herman, 18 anos, contou que adotou o novo visual após saber que iria se matricular na UNICAP: “Esta é uma boa Universidade”, disse ele. Arthur também já estudava direito em outra instituição mas optou pela Católica. “Lembrei dos meus professores de colégio, que diziam que desembargadores, delegados, enfim, pessoas influentes na área haviam estudado aqui. Sempre tive informações que o curso daqui é muito bom”.


Inscrições para mestrados terminam no dia 13

Por Christiano Vasconcelos

A Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação da UNICAP está com inscrições abertas até a próxima sexta-feira para os mestrados em Psicologia Clínica, Ciências da Linguagem, Engenharia Civil, Ciências da Religião e Desenvolvimento em Processos Ambientais, todos credenciados e aprovados pela Capes. Os interessados devem se inscrever pelo site www.unicap.br/propesp e entregar os documentos na Secretaria da Pós-graduação, na Rua Almeida Cunha, 245, sala 303, Boa Vista.

O Mestrado em Psicologia Clínica, coordenado pela Profª Drª Edilene Queiroz, oferece 20 vagas e a opção de três linhas de pesquisa: Intervenções Clínicas na Abordagem Fenomenológica-Existencial; Psicopatologia Fundamental e Psicanálise; e Construção da Subjetividade na Família. A duração do mestrado é de no mínimo 18 meses e no máximo
24.

Já o mestrado em Ciências da Linguagem, coordenado pela Profª Drª Marígia Aguiar, disponibiliza quatro linhas de pesquisa: Teoria e Análise Lingüística; Procedimentos e Implicações Psicossociais nos Distúrbios de Linguagem; Aquisição e Desenvolvimento da Linguagem Oral e Escrita; e Linguagem, Educação e Organização Sócio-cultural. São 20


vagas para o curso, que tem duração de 24 meses.

Coordenado pelo Prof. Dr. Romilde Almeida, o Mestrado em Engenharia Civil mantém duas linhas de pesquisa: Materiais de Construção Civil; e Tecnologia das Construções. São oferecidas 18 vagas. Já o Mestrado em Ciências da Religião, que tem a coordenação do Prof. Dr. Sérgio Sezino, oferece as seguintes linhas de pesquisa: Campo Religioso Brasileiro, Cultura e Sociedade e Tradição Judaico-Cristã, Cultura e Sociedade. Também são 20 vagas com duração de 24 meses. O Mestrado em Desenvolvimento de Processos Ambientais, coordenado pela Profª Drª Galba Takaki, tem como linhas de pesquisa a Modelagem, Controle e Otimização de Processos; e Tecnologia e Meio Ambiente. Estão sendo oferecidas 20 vagas. Mais informações pelo telefone 2119.4369.


Compartilhe com seus amigos:


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal