Bingo beneficente celebra aniversário do padre Pedro Rubens


Professora Fátima Breckenfeld comemora 30 anos de Católica



Baixar 64,24 Kb.
Página2/18
Encontro29.11.2019
Tamanho64,24 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   18
Professora Fátima Breckenfeld comemora 30 anos de Católica

Por Daniel França
E:\Redacao_Assecom\Fotos_Assecom\Fotos_Assecom_2008\SETEMBRO 2008\Fotos Fátima Breckenfeld/ DSCF1866.JPG
A história da Universidade Católica de Pernambuco nos últimos 30 anos se confunde com a vida profissional da professora Fátima Breckenfeld. E se depender do entusiasmo dela, esta trajetória está bem longe do fim. A professora Fátima está deixando a Pró-reitoria Comunitária para se dedicar exclusivamente à Coordenação do 1º Ciclo. O novo local de trabalho já é bem familiar. Foi neste setor que ela ampliou a sua presença nas salas de aula da Unicap, ensinando a disciplina de Introdução à Economia em 1986.
Mas a relação entre a professora Fátima e a Católica teve início oito anos antes, em abril de 1978, quando ela começou a lecionar nos cursos de Química e Engenharia Civil. “Eu era conhecida como a professora da ‘batinha’ cor-de-rosa”, relembra ela ao mencionar que, naquela época, a presença das mulheres nessas áreas era bem pequena.
Formada em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Pernambuco e pós-graduada em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas, a professora Fátima atuou como coordenadora e professora de matemática do Colégio Santa Maria até 1985, quando passou a se dedicar exclusivamente à Católica. No ano seguinte, ela começou a ensinar também nas turmas dos cursos de Economia e Administração.
A ascensão vitoriosa teve um novo impulso com a nomeação para a assessoria do então Departamento de Economia e Administração (DEA), em agosto de 1987. O seu desempenho foi reconhecido com outro convite: desta vez, o desafio era atuar na assessoria da Pró-reitoria Acadêmica (Prac), ao lado do então Pró-reitor Erhard Cholewa. A idéia era estimular as ações na área de Extensão. “Este foi o momento em que a Universidade começou a se abrir para a sociedade, realizando vários encontros internacionais sobre Mercosul e América Latina. Ganhei uma grande experiência no planejamento e execução de eventos, além de ter feito ótimos contatos”.
Para a professora Fátima, um dos acontecimentos mais marcantes desta fase foi o Fórum Mundial dos Decanos de Administração das Universidades Jesuítas, que teve a sua primeira edição realizada na Unicap em 1994. “Lembro de um belo espetáculo da Coordenação Geral Comunitária, que reuniu todos os grupos artísticos da Universidade. A apresentação foi muito elogiada”, comenta. Dois anos depois, em julho de 1996, a professora Fátima se tornou a Vice-presidente da Internacional Association of Jesuit Business.
Mas o maior desafio estava por vir. Depois de passar pela Coordenação Geral de Extensão, a professora Fátima assumiu a Pró-reitoria Comunitária (Procom), em caráter temporário, em setembro de 1996. Ela mal podia imaginar que seria efetivada com sucessivos mandatos renovados pelos próximos doze anos. À frente da Procom, ela desempenhou várias atividades. Em janeiro de 2002, passou a integrar a diretoria do Fórum Nacional de Extensão e Ação Comunitária das Universidades e Instituições de Ensino Superior Comunitárias, com representação na Câmara Nordeste.
Ao fazer um balanço da gestão na Procom, a professora Fátima Breckenfeld elege dois projetos como suas “maiores paixões”: o Unicriança e o Unicap para a Terceira Idade. O primeiro era uma colônia de férias para os filhos de professores e funcionários. As brincadeiras aconteciam no campus, sempre no mês de janeiro. O segundo trazia para a Católica, os maiores de 65 anos. “A integração com os alunos, a intergeracionalidade em busca de melhor qualidade de vida me deixavam muito feliz”. O destino lhe reservou uma outra surpresa. O fim dos trabalhos na Procom está sendo marcado justamente pela Jornada da Terceira Idade, que traz, num formato diferente, a mesma proposta do projeto anterior.
Nascida na cidade de Fafe, ao norte de Portugal, a professora Fátima Breckenfeld é filha de uma dona-de-casa brasileira, Albertina Isabel Pinto Bastos, e do industriário lusitano José Pereira da Rocha. A família chegou ao Brasil em 1950, quando ela tinha apenas cinco anos de idade, e foi morar no estado do Paraná. A menina que sonhava em ser engenheira se tornou a mãe de Hermano e Eduardo e se realizou na sala de aula. “Estou encerrando esta etapa da minha vida com uma paz muito grande. Saio daqui (da Procom) com mais aprendizado, mais terna, mais compreensiva com as coisas do mundo e, principalmente, agradecida”.




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   18


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa