BeléM 2013 andré benassuly arruda


Média de idade das adolescentes



Baixar 0.88 Mb.
Página53/60
Encontro01.12.2019
Tamanho0.88 Mb.
1   ...   49   50   51   52   53   54   55   56   ...   60
Média de idade das adolescentes

Idade de entrada no CESEF

Nº de adolescentes

%

13 anos

4

8%

14 anos

7

15%

15 anos

8

17%

16 anos

9

19%

17 anos

17

35%

18 anos

2

4%

19 anos

1

2%

TOTAL

48

100%

Fonte: Prontuários do CESEF de 2007 a 2012

4.13. Adolescentes usuárias ou não de drogas lícitas/ilícitas, os tipos de drogas utilizados e o tempo de consumo
De acordo com os dados pesquisados, as adolescentes, em sua grande maioria – 60% –, não eram usuárias de drogas. 33% já haviam experimentado algum tipo de droga lícita e/ou ilícita e não havia registros sobre 6% da amostragem. Das adolescentes que já haviam utilizado algum tipo de droga, muitas delas já experimentaram ou faziam uso constante de mais de uma substância. Assim, o uso da maconha foi o mais expressivo, com 81% de utilização entre as 16 adolescentes que afirmaram o uso de drogas, tendo como segundo lugar o uso da pasta de cocaína. O uso de álcool se apresentou em número pequeno, sendo referido por apenas duas garotas. O crack, considerada a mais nociva entre essas drogas, teve uma porcentagem de 31%, isto é, 5 jovens afirmaram o seu uso. Não encontramos o registro do uso de cocaína, provavelmente por ser muito cara.

Essas adolescentes demonstraram serem usuárias regulares dessas drogas, pois, das 16 adolescentes que relataram o uso de alguma droga, 03 delas são usuárias há 03 anos e outras 03 adolescentes são usuárias há 02 anos; 05 adolescentes tiveram algum tipo de contato com drogas por um período de 01 ano e duas adolescentes por 06 e 04 meses.




Uso de drogas

 Nº de adolescentes

 Porcentagem

Não

29

60%

Sim

16

33%

Não informado

3

6%

Tipo de droga

 Nº de adolescentes

 

Álcool

2

13%

Maconha

13

81%

Crack

5

31%

Pasta de cocaína

7

44%

Não informado

1

6%

Tempo de utilização de algum tipo de droga, antes de cumprir a MSEPL no CESEF

 

 

3 anos

3

19%

2 anos

3

19%

1 ano

5

31%

6 meses

1

6%

4 meses

1

6%

Não informado

3

17%



4.14. A avaliação básica de saúde, sala de cautela, instalação no dormitório

Logo que são sentenciadas ao cumprimento de medida socioeducativa de privação de liberdade, as adolescentes são primeiramente atendidas pelo setor de enfermagem, responsável pela avaliação básica do quadro clínico e de saúde, para, em seguida, serem encaminhadas para exames laboratoriais, através de parceria firmada com Centro Universitário do Pará (CESUPA). Para os atendimentos médicos não ofertados no referido Centro, as demandas são encaminhadas para a rede pública externa de saúde. Vale ressaltar que, em situações de emergência médica, a preferência é a de que o próprio motorista realize o traslado para a emergência médica, caso a situação seja favorável. Na situação de não presença do motorista e veículo disponibilizado ao CESEF, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) é acionado.



Em seguida, são conduzidas ao dormitório que passarão a ocupar e apresentadas às outras adolescentes com as quais irão dividir o dormitório e às demais alojadas subjacentes. A maior parte de suas roupas pessoais é guardada no setor de acautelamento (as vestimentas consideradas “de festa” só são entregues para as adolescentes em eventos comemorativos ou para atividades externas; no cotidiano da internação, são-lhes disponibilizadas roupas próprias que também eram usados no dia a dia antes da internação). Recebem também um kit contendo roupas íntimas, um par de sandálias e material de higiene.
4.15. O contrato pedagógico e a rotina da instituição
Nessa fase, as socioeducandas também tomam conhecimento do contrato pedagógico, versando sobre os direitos e deveres das adolescentes referentes ao CESEF e aos técnicos. Para melhor ilustração do acordo que é firmado, elencam-se abaixo suas principais diretrizes.
Direitos e Deveres das Adolescentes em Cumprimento de Provisória e Internação



01


Cumprir o contrato pedagógico

02


Manter bom relacionamento com as adolescentes e funcionários

03



Baixar 0.88 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   49   50   51   52   53   54   55   56   ...   60




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa