BeléM 2013 andré benassuly arruda



Baixar 1,22 Mb.
Página31/60
Encontro01.12.2019
Tamanho1,22 Mb.
1   ...   27   28   29   30   31   32   33   34   ...   60
2.10. O biopoder
Segundo Cardoso e Apolônio (2012), analisando a questão da nomenclatura relacionada com o biopoder, podemos afirmar que esse conceito explicita que, nas sociedades atuais, existe uma atuação conjunta entre disciplina e biopolítica. Como vimos, a primeira está relacionada com o controle dos corpos, do indivíduo, em uma micropolítica disciplinadora; e a segunda com o controle da espécie, da população, por assim dizer. Seguindo essa linha de pensamento, é possível afirmar que a disciplina efetiva práticas de poder sobre os corpos de maneira individual e que a biopolítica operacionaliza o controle da população, por intermédio de elementos como as políticas públicas e que a somatória dessas forças atuantes na sociedade se chama biopoder.

Foucault salienta que menos do que se excluírem, a disciplina e o biopoder se articulam justamente por se encontrarem em níveis diferentes. Basta pensarmos, como destaca o autor, que as disciplinas parecem estar na articulação e no atravessamento das instituições, enquanto a biopolítica atravessa as regulamentações mais globais: temos uma série corpo-organismo-disciplina-instituição e outra população-processos biológicos-mecanismos regulamentadores e Estado. Se ligarmos as duas séries, poderemos ver uma complexa rede interpenetrada, onde ações mais no nível do comportamento se ligam à gestão da vida em uma dimensão biológica de espécie (FOUCAULT, 2005).






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   27   28   29   30   31   32   33   34   ...   60


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal