Avaliação dinâmica do potencial cognitivo em alunos com baixo desempenho escolar



Baixar 7,79 Kb.
Encontro05.10.2018
Tamanho7,79 Kb.



Avaliação dinâmica do potencial cognitivo em alunos com baixo desempenho escolar
Adelinda Araújo Candeias, Leandro S. Almeida, Teresa Aleluia Reis, & Marta Silva Reis

Un. de Évora, Un. do Minho, Escola EB2,3 Santa Clara, Direcção Regional de Educação



aac@uevora.pt

Resumo: Este estudo decorre da necessidade de adequar os modelos de avaliação psicológica às características e às necessidades dos indivíduos tem vindo a marcar os mais recentes desenvolvimentos no âmbito da avaliação dinâmica do potencial cognitivo. O interesse crescente pela avaliação da modificabilidade cognitiva tem suscitado o desenvolvimento de modelos alternativos ao modelo tradicional de avaliação e diagnóstico centrado no desempenho cognitivo. A adaptação de provas convencionais tem sido uma das alternativas assumidas por diversos investigadores, pelas condições de estandardização, normalização, validade e consistência interna de tais provas. Assim, tendo como instrumento a BPR 5-6 (Almeida, 2003; 2006), testámos o modelo de avaliação dinâmica assente no formato avaliação-intervenção-avaliação, com alunos do 6º ano de escolaridade, identificados com baixo desempenho escolar, com o objectivo de analisar em que medida a avaliação da linha de base de desempenho constitui um ponto de partida para o planeamento e implementação de actividades de mediação e enriquecimento cognitivo em termos de modificabilidade cognitiva ou capacidade de aprendizagem nos alunos. Os resultados demonstram que inteligência e a capacidade de aprendizagem são modificáveis por acção dos mediadores, demonstrando que o modelo de avaliação-intervenção-avaliação do potencial cognitivo e a BPR 5-6, podem introduzir mudanças profundas no sistema tradicional avaliação e intervenção psicológica de alunos com baixo desempenho.

Palavras-chave: Modelos de avaliação psicológica, Avaliação dinâmica, modificabilidade cognitiva

Dynamic assessment of the cognitive potential with low school achievement students


Abstract: This study reflects the necessity to adjust the models of psychological assessment to the characteristics and to the necessities of the individuals, as the most recent developments in the scope of the dynamic assessment of the cognitive potential seems to indicate. The increasing interest for the assessment of the cognitive modifiability has influenced the development of alternative models to the traditional model of assessment and diagnosis focalised in the cognitive performance. The adaptation of conventional tests has been one of the alternatives assumed by several researchers, for the conditions of standardisation, normalization, validity and internal consistency of such tests. Thus, having as instrument the BPR 5-6 (Almeida, 2003; 2006), we tested the model of dynamic assessment in the format of assessment-intervention- assessment, with pupils of 6th grade, identified with lower school performance. Such study aim to analyse if the assessment of the baseline of cognitive performance constitutes a starting point for the planning and implementation of activities of mediation and of cognitive enrichment that modify pupil’s cognitive structures and processes. The results demonstrate that intelligence and the learning capacity is modifiable in consequence of mediators’ intervention, demonstrating that the model of assessment-intervention-assessment of the cognitive potential and the psychological battery BPR 5-6 can introduce deep changes in the traditional system of psychological assessment and intervention of pupils with lower school performance.

Key Words: Models of psychological assessment, dynamic assessment, cognitive modifiability




Compartilhe com seus amigos:


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal