Ausência de limites em criançAS: como intervir utilizando a terapia cognitivo-comportamental thaise Pinto Pascoal¹; Flávia Regina Martoni de Oliveira²



Baixar 63,05 Kb.
Página1/11
Encontro04.03.2018
Tamanho63,05 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11




AUSÊNCIA DE LIMITES EM CRIANÇAS: COMO INTERVIR UTILIZANDO A TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL




AUSÊNCIA DE LIMITES EM CRIANÇAS: COMO INTERVIR UTILIZANDO A TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL

Thaise Pinto Pascoal¹; Flávia Regina Martoni de Oliveira² ¹

¹ UNIME. Discente do Curso de Psicologia.

E-mail: thai_baa@hotmail.com

² Psicóloga, Supervisora do Estágio Profissionalizante em Terapia Cognitivo- Comportamental

Docente do curso de Psicologia.

E mail: flaviamartoni@hotmail.com


RESUMO
A Teoria cognitivo-comportamental originou-se de um conjunto de teorias. É uma prática de intervenção breve, semi- estruturada e focal. Os princípios centrais da TCC afirmam que nossas cognições influenciam nossas emoções e comportamentos, da mesma maneira que o modo que nos comportamos pode comprometer nossos pensamentos e emoções. As crianças são normalmente encaminhadas à terapia em função de suas emoções e/ou problemas de comportamento. O presente artigo tem por objetivo descrever o que é a TCC e como esta intervém em crianças com ausência de limites, além de definir o que é limite e de que forma os pais podem colaborar com a correta educação da criança através de um estudo de caso vivenciado no NPA ( Núcleo de Psicologia Aplicada) da Unime Itabuna.



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal