Aspectos históricos da psicologia do desenvolvimento


A evolução das ciências cognitivas do século XX e XXI



Baixar 325,49 Kb.
Página72/77
Encontro04.03.2018
Tamanho325,49 Kb.
1   ...   69   70   71   72   73   74   75   76   77
A evolução das ciências cognitivas do século XX e XXI

As preocupações com o comportamento humano do século XX se diferenciam do século XXI em razão dos avanços tecnológicos. A tecnologia auxilia na compreensão e investigação de como se processam as informações no cérebro humano e o impacto da tecnologia no modo de agir das pessoas. A tecnologia tem levado o homem a mudar seu comportamento em função das transformações sociais e tecnológicas. Assim, a Psicologia Cognitiva procura entender como o comportamento humano se modificou a partir do momento em que o homem passa a conviver com a tecnologia.

Características básicas da Psicologia Cognitiva:

      As pessoas são consideradas seres autônomos e intencionais que interagem com o mundo externo;

      A mente é um sistema de processamento de símbolos que tem relação com o mundo externo;

      A meta da pesquisa psicológica é a de especificar os processos simbólicos e as representações subjacentes ao desempenho de todas as tarefas cognitivas;

      Os processos cognitivos levam tempo e, sendo assim, as suposições sobre os tempos das reações podem ser feitas ao se presumir que certos processos ocorrem em seqüência e possuem alguma complexidade identificável;

      A mente é um processador de capacidade limitada, tanto estrutural quanto de recursos;

      O sistema simbólico depende de um substrato neurológico, mas não está inteiramente limitado a ele.

A Psicologia Cognitiva explica que o sujeito possui uma faculdade mental independente e possui uma intencionalidade que é o que marca autonomia de cada um e assim procura analisar cada processo informacional presente nas tarefas que realizamos de modo autônomo.

Na educação: os professores tanto podem ajudar os alunos na realização de tarefas em sala de aula como também devem fazer os alunos refletirem no processo ensino-aprendizagem. É necessário também o uso de estratégias para que os alunos aprendam. E é aí que entra a Psicologia Cognitiva: ela tenta identificar essas estratégias, tanto espontâneas quanto elaboradas antecipadamente; estuda a cognição dos alunos bem-sucedidos e os fatores que impedem os alunos de desenvolver ou usar essas estratégias. Ela tenta mostrar aos alunos como eles podem pensar em estruturar seu pensamento: precisam conhecer e observar como pensam, planejam, monitoram os seus processos de aprendizagem e elaboram estratégias para aprender. Esse processo é chamado de metacognição.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   69   70   71   72   73   74   75   76   77


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal