As variaçÕes de humor nos jovens e criançAS


Primeiro gole deve ser evitado



Baixar 52 Kb.
Página7/11
Encontro08.11.2019
Tamanho52 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11
Primeiro gole deve ser evitado

Um dos maiores fatores de risco para os adolescentes bipolares são as drogas. O fato é que pessoas com predisposição genética a desordens bipolares vivem numa instável fronteira emocional. Sacudir os sentimentos e pensamentos com química pode ser suficiente para acender o pavio. Já se sabe que as vítimas do transtorno apresentam o triplo da taxa de alcoolismo e vício em drogas do que o restante da população. “É muito comum transtorno bipolar associado ao álcool. Não sabemos ao certo se a bebida desencadeia as crises. O fato é que o álcool é usado como escape”, disse Lee. A psicóloga acrescentou: “Na dúvida, é melhor evitar o primeiro gole”. A dieta também é muito importante. Algumas substâncias – como a cafeína – podem provocar excitação excessiva dos pacientes. Assim, adolescentes bipolares também devem evitar café, chá, refrigerantes e chocolate.




Baixar 52 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa