As Cinco Linguagens do Amor



Baixar 0,63 Mb.
Página58/62
Encontro29.11.2019
Tamanho0,63 Mb.
1   ...   54   55   56   57   58   59   60   61   62

Para Discussão em Grupo


Dirija a conversa para os mistérios da emoção relacio­nados ao “Toque Físico”. Por exemplo: algumas vezes nos­sos “tanques” emocionais imploram por um abraço, quando algo nos machuca. Outras vezes, porém, não desejamos que ninguém nos toque de forma alguma. Humor, atitudes e per­cepções afetam em nossa decisão de querermos ou não ser tocados, abraçados ou manter relações sexuais.

9. Descobrindo Sua Primeira Linguagem do Amor

Conceito Importante


Há algumas perguntas básicas e essenciais que devem ser respondidas para se descobrir nossa primeira linguagem do amor. O que você mais aprecia? O que faz com que você se sinta mais amado (a)? O que mais profundamente a (o) magoa? O que deseja acima de tudo? Essas respostas ofere­cem dicas muito importantes.

1. Muitos de nós se esforçam para que o sexo seja algo apreci­ado pelos dois. Focalizamos em técnica, freqüência e varie­dade. No entanto, grande parte deste esforço tem a ver com o estado emocional de nosso “tanque” do amor. Pense so­bre seu relacionamento e em como evidenciar mais o lado emocional, o que também melhorará o relacionamento físico.



2. Muitas vezes expressamos amor em nossa própria primei­ra linguagem do amor, ao invés de tentar descobrir qual é a primeira linguagem de nosso cônjuge. Olhe para trás, quando sentia que comunicava seu amor de forma adequada. Você utilizava a sua primeira linguagem do amor, ou a de seu cônjuge? Está disposto (a) a fazer um novo compromisso, de forma a falar a primeira linguagem do amor de seu cônjuge?

3. Se você ainda tem alguma dificuldade na autocompreensão do que se relaciona com as linguagens do amor, talvez seu “tanque” emocional esteja muito cheio ou muito vazio. Faça um levantamento de suas emoções mais profundas e avalie qual caso é verdadeiro. Se o seu “tanque” está vazio, per­gunte-se: Eu já me senti amado (a) em minha vida? Se a sua resposta for positiva, minha outra pergunta é: Quando? O que o (a) faz sentir-se amado (a)? Sua resposta revelará sua linguagem do amor.

4. Se seu “tanque” do amor está muito cheio, volte ao tempo do namoro e reavive sua memória. Essa prática ajudará a chegar à raiz do que era importante e resolverá o mistério. Então, poderá compreender melhor e trabalhar para afi­nar ainda mais o seu relacionamento conjugal

5. Esteja seu “tanque” do amor completamente vazio, ou mui­to cheio, tenha você já descoberto, ou não, sua linguagem do amor, jogue o “Checagem de Tanque” durante o próxi­mo mês. Solicite uma leitura dos resultados de 0 a 10, três vezes por semana e então peça sugestões a seu cônjuge para que a medida possa subir para ele (ela). Se seu cônjuge estiver no “dez”, você pode congratular-se; porém não pare de amar.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   54   55   56   57   58   59   60   61   62


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal