As Cinco Linguagens do Amor



Baixar 0,63 Mb.
Página57/62
Encontro29.11.2019
Tamanho0,63 Mb.
1   ...   54   55   56   57   58   59   60   61   62

Para Discussão em Grupo


Utilize dois diferentes pontos de vista que indivíduos e sociedades têm mantido durante séculos: 1. realização e feli­cidade residem no fato de se estar no auge e ter outras pesso­as a seu serviço; ou 2. realização e felicidade encontram-se em servir aos outros, de forma que se descubra o significado do amor através da dedicação voluntária.

8. A Quinta Linguagem do Amor: Toque Físico

Conceito Importante


O “Toque Físico”, como gesto de amor, toca no mais profundo de nosso ser. Como linguagem do amor, é uma for­ma poderosa de comunicação, seja um simples toque no ombro ou o mais apaixonado dos beijos.

1. Elimine todas as formas negativas de toque físico. Se você chegou alguma vez a machucar seu cônjuge, mesmo de leve, peça perdão e exerça seu autocontrole. Se houver cer­tos tipos de toque que aborreçam, pare com eles e substi­tua-os por outros que sejam agradáveis.

2. Talvez você e seu cônjuge nunca tenham compartilhado um com o outro sobre os tipos de toque que apreciam. Con­versem sobre as dimensões emocionais, sexuais e psicoló­gicas relacionadas com todas as áreas do corpo.

3. Faça uma lista de todas as circunstâncias, localizações e todos os tipos de toques apropriados, que enriqueçam seu relacionamento físico. Por exemplo, qual é o ponto e a na­tureza do toque físico que você deseja ao entrar ou sair do carro? Se vocês pensarem diferentemente a este respeito, cheguem a um acordo, e cada um pense primeiramente em agradar o outro.

4. Vá novamente até as páginas onde estão Patsy e Pete. Para ele era relativamente fácil expressar seu desejo por “Quali­dade de Tempo”. Ela, porém, achava muito difícil solicitar os toques físicos, especialmente na área sexual. Por que você acha que isso ocorria assim? Seu cônjuge não pode ler sua mente. Difícil, ou não, precisamos compartilhar nossa neces­sidade de amor e a linguagem através da qual nos sentimos mais amados. Por que não separar um tempo para conver­sar com seu cônjuge sobre isso? A necessidade de toque físi­co é mais difícil de se admitir, mesmo que seja para nós mes­mos. Especialmente na área sexual, seja honesto com seu côn­juge e com você mesmo sobre onde não se sente amado (a) ou mesmo inseguro (a), especialmente porque a maioria de


nós percebe que nossos corpos são imperfeitos.

5. As crises em nossas vidas surgem por morte, enfermida­des sérias, e coisas do gênero. No entanto, também po­dem incluir pequenos traumas cotidianos que causam grande impacto emocional. Esteja presente com palavras de cuidado, carinho, e toque gentil, ao invés de utilizar o silêncio ou as palavras vazias.





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   54   55   56   57   58   59   60   61   62


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal