As Cinco Linguagens do Amor



Baixar 0.62 Mb.
Página48/62
Encontro29.11.2019
Tamanho0.62 Mb.
1   ...   44   45   46   47   48   49   50   51   ...   62

14. Uma Palavra Pessoal


No capítulo dois, preveni o leitor que entender as cinco linguagens do amor emocional e aprender a falar a primeira linguagem do amor de seu cônjuge, poderiam afetar radical­mente o comportamento dele ou dela. Agora, eu pergunto: O que você acha? Li vários livros sobre este assunto, acom­panhei as vidas de vários casais, visitei pequenas e grandes cidades, recebi em meu escritório de aconselhamento diver­sas pessoas e conversei com várias delas em restaurantes, etc. Estes conceitos também poderiam alterar radicalmente o clima emocional de seu casamento! O que aconteceria se você descobrisse a primeira linguagem de seu cônjuge e re­solvesse falá-la de forma consistente?

Nem você nem eu podemos responder a esta pergunta sem primeiramente testá-la. Posso dizer que vários dos ca­sais que ouviram estes conceitos em meus seminários, disse­ram que o fato de escolherem amar e expressar carinho na linguagem do amor de seu cônjuge provocou uma enorme diferença em seus casamentos. Quando a necessidade emocional de ser amado (a) é suprida, cria-se um clima onde o casal consegue lidar com as outras áreas da vida de forma muito mais produtiva.



Cada um de nós chega ao casamento com diferentes histórias e personalidades. Levamos nossa bagagem emoci­onal para nossos relacionamentos conjugais. Cada um chega com expectativas diferentes, com diversos enfoques das si­tuações e muitas opiniões sobre o que realmente importa na vida. Em um casamento saudável esta variedade de pers­pectivas deve ser harmonizada. Não precisamos concordar em tudo, mas devemos achar uma forma de lidar com cada uma de nossas diferenças de forma que elas não se tornem fatores de separação. Com “tanques” do amor vazios os ca­sais tornam-se ausentes e até agressivos, seja verbal ou fisi­camente, ao colocarem seus argumentos em jogo. Porém, quando o “tanque” do amor está cheio, cria-se um clima de amizade, compreensão e boa vontade perante as diferenças, um clima propenso às negociações dos problemas que sur­gem no dia-a-dia do casal. Estou convencido de que nenhu­ma outra área do casamento afeta tanto o relacionamento a dois quanto o suprir a necessidade do amor emocional.

A habilidade de amar, especialmente quando o cônju­ge não corresponde, parece ser impossível para alguns. Esse tipo de amor pode exigir que utilizemos nossos recursos es­pirituais. Muitos anos atrás, quando me deparei com meus próprios problemas conjugais, tornei a descobrir que preci­sava de Deus. Como antropologista, fui treinado a examinar dados. Decidi, pessoalmente, fazer escavações nas raízes da fé cristã. Examinei os registros históricos do nascimento, vida, morte e ressurreição de Cristo; passei a ver sua morte como expressão de amor e sua ressurreição como uma profunda evidência de seu poder. Tornei-me um cristão sincero. Entre­guei-lhe minha vida e descobri que ele nos prove a energia espiritual interior para amar, mesmo quando o amor não é correspondido. Gostaria de encorajá-lo a fazer sua própria investigação sobre aquele que, ao morrer, orou pelos que o mataram: “Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem”.

Esta é a principal expressão do amor.

A alta taxa de divórcio em todo o mundo evidencia o fato de que milhares de casais vivem com o “tanque” do amor emocional vazio. O número crescente de adolescentes que fogem de suas casas e quebram lei após lei indica que, mui­tos pais, apesar de bem intencionados e de tentarem sincera­mente expressar amor a seus filhos, ainda falam com eles a linguagem do amor errada. Acredito que os conceitos deste livro podem causar um impacto sobre os casamentos e as famílias de quem o ler.



Não escrevi este livro para ser um tratado acadêmico e guardado nas bibliotecas dos colégios e faculdades, apesar de esperar que professores de sociologia e psicologia o con­siderem como ajuda na área do casamento e da vida famili­ar. Eu o elaborei, não para os que estudam o casamento, mas para os casados, que passaram pela experiência eufórica da paixão, entraram no matrimônio com sublimes sonhos de fazer um ao outro extremamente feliz, mas que, com a reali­dade do dia-a-dia estão até em perigo de um rompimento total. É minha esperança que milhares destes casais não so­mente reencontrem seus sonhos, mas também descubram o caminho para que seus ideais tornem-se realidade.

Sonho com o dia em que o potencial dos casamentos seja aproveitado para o bem do próprio homem, quando maridos e mulheres puderem viver a vida com seus “tan­ques” do amor emocional lotados, de forma a apoiarem-se para conseguir alcançar não somente o potencial pessoal de cada um, como também o conjugai. Sonho com o dia em que as crianças cresçam em lares cheios de amor e segurança, onde a energia progressiva seja canalizada em aprendizado e em serviço, ao invés de irem atrás do amor que não recebe­ram em casa. É meu desejo que este livro reavive as chamas do amor em seu casamento e em outros milhares de matri­mônios.

Se fosse possível, eu mesmo daria um exemplar deste livro a todos os casais do mundo e diria:

Escrevi este livro para vocês. Espero que ele cause mudanças em suas vidas. E, se isso realmente ocorrer, por favor dê outro exemplar a mais alguém.

Contudo, como não posso fazer isso, ficaria muito gra­to se você, que o leu, presenteasse, com uma cópia, os seus familiares, irmãos e irmãs; seus filhos casados; seus funcio­nários; seus colegas de clube, igreja ou sinagoga. Quem sabe, juntos, veremos nosso sonho tornar-se realidade.



Baixar 0.62 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   44   45   46   47   48   49   50   51   ...   62




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
ensino médio
Processo seletivo
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
minas gerais
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
outras providências
secretaria municipal
ResoluçÃo consepe
políticas públicas
Dispõe sobre
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Colégio estadual
conselho estadual
ministério público
consentimento livre
psicologia programa
público federal
Serviço público