As Cinco Linguagens do Amor



Baixar 0.62 Mb.
Página43/62
Encontro29.11.2019
Tamanho0.62 Mb.
1   ...   39   40   41   42   43   44   45   46   ...   62

Palavras de Afirmação


Normalmente os pais dizem “Palavras de Afirmação” a seus filhos quando eles ainda são pequenos. Mesmo antes que entendam a linguagem verbal, já lhes dizem coisas como: “Que narizinho lindo! Que olhinhos mais brilhantes! Que cabelo mais macio”, etc. Quando o bebê começa a engatinhar, elogiamos cada gesto e “esbanjamos” “Palavras de Afirma­ção”. Quando ele começa a andar e apóia-se com uma das mãozinhas no sofá, ficamos alguns passos à sua frente, es­tendemos as mãos em sua direção e dizemos: “Vem, vem, vem”. Isso mesmo... andando, vem até aqui, vem!”. O bebê dá meio passo em sua direção e cai. O que dizemos a ele?

Certamente não é nada como “Seu burro! Será que você não consegue nem andar?!”

Muito pelo contrário, nossas palavras costumam ser: “Isso mesmo, muito bem!” E dessa forma, a criança levanta-se e tenta novamente.

Por que, quando os filhos ficam mais velhos, nossas “Palavras de Afirmação” tornam-se de condenação? Quan­do um deles tem sete anos, entramos em seu quarto e dizemo-lhe que guarde os brinquedos na caixa. Digamos que haja doze objetos pelo chão. Voltamos ao quarto em cinco minu­tos e somente sete estão na caixa. O que então falamos a ele?

“Eu lhe disse para guardar esses brinquedos! Se você não fizer isso agora, eu vou...”

“Venha cá... e os sete brinquedos que já estavam guar­dados?!” Por que não dizemos:

“Muito bem, Johnny, você colocou sete brinquedos na caixa. Muito bem!”

Preste atenção, pois certamente os outros cinco brin­quedos também “pularão” em um instante para a caixa! À medida em que os filhos ficam mais velhos, a nossa tendên­cia é condená-los mais por seus erros do que “condecorá-los” por seus sucessos.

Para a criança que possui “Palavras de Afirmação” como sua primeira linguagem do amor, nossas palavras ne­gativas, críticas e desanimadoras aterrorizam sua psique. Centenas de adultos por volta dos 35 anos ainda ouvem retinir em seus ouvidos, palavras de condenação proferidas há mais de vinte anos:

“Você é muito gorda! Ninguém vai querer namorar você!

“Você não estuda! Se continuar assim, poderá ser ex­pulso da escola. Não dá para acreditar que seja tão burro!”

“Você é um irresponsável e nunca será capaz de fazer nada direito na vida!”



Muitos adultos lutam com sua auto-estima e não se sen­tem amados durante toda suas vidas, quando sua primeira linguagem do amor é violada de forma tão destrutiva.


Baixar 0.62 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   39   40   41   42   43   44   45   46   ...   62




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
ensino médio
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
Curriculum vitae
oficial prefeitura
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
assistência social
santa maria
Excelentíssimo senhor
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
outras providências
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
secretaria municipal
Dispõe sobre
Conselho municipal
recursos humanos
Colégio estadual
consentimento livre
ResoluçÃo consepe
psicologia programa
ministério público
língua portuguesa
público federal
Corte interamericana