Arte e saúde mental: uma experiência com a metodologia participativa da Educação Popular Art and mental health: an experience with the participatory methodology of Popular Education Arte y salud mental


Cenas finais? Algumas considerações



Baixar 47.8 Kb.
Página8/10
Encontro03.06.2019
Tamanho47.8 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10
Cenas finais? Algumas considerações...
A desinstitucionalização da loucura exige mais do que uma mudança de nomenclaturas ou espaços e lugares. Exige uma mudança em nosso modo de subjetivação, uma abertura para o “estranho em nós”, que é mais do que a simples aceitação da diferença. Trata-se da construção de novas relações, novos significados, novos encontros sociais. Nesse sentido, a Educação Popular em Saúde, uma metodologia participativa, é uma potente estratégia para se refletir sobre a realidade das pessoas em sofrimento psíquico e construir dialogicamente novos saberes e práticas no contexto dos serviços substitutivos que envolvem diversos atores sociais, inclusive os usuários.

Ao longo do desenvolvimento do estágio, deparamo-nos com inúmeros desafios, principalmente relacionados à construção de novos conhecimentos e práticas sobre a loucura. Dialogamos com nossos medos, nossas inseguranças, nossas próprias representações cristalizadas a respeito do louco e que também povoam os serviços substitutivos. No entanto, tais desafios foram molas propulsoras para irmos além daquilo que acreditávamos saber, além do diagnóstico registrado em prontuários e da loucura estigmatizada, pois vimos o usuário como um sujeito ativo da própria história, como “ator” em uma vida que pode e deve ser reinventada em novas formas de existência. Desenvolvida a partir das potencialidades de cada um dos usuários, respeitando e valorizando o poder criador e criativo de cada um deles, essa intervenção contribuiu para que, cada vez mais, esses sujeitos assumam uma participação ativa e crítica na sociedade. Essa prática foi marcada pelo desejo de transformar, de ousar, de ouvir e de contar as histórias de pessoas que sofrem, mas são potencialmente capazes de viver e de produzir vida, pois, como nos ensina Manoel de Barros, “no osso da fala dos loucos tem lírios”.



Catálogo: portal2-repositorio -> File -> revistalapip
revistalapip -> Resenha do livro: “Penser comme um rat”
revistalapip -> A implementaçÃo do programa bolsa familia no nível local: a experiência do município de divinópolis/MG
revistalapip -> Práticas em psicologia comunitária e processos de mobilização social: provocações para um debate Practices in community social psychology and social mobilization processes
revistalapip -> Artigo sobre metodologia transdisciplnar
revistalapip -> A implementaçÃo do programa bolsa familia no nível local: a experiência do município de divinópolis/MG
revistalapip -> Práticas psicossociais em Psicologia: um convite para o trabalho em rede
revistalapip -> São João del-Rei, 24 de outubro de 2013
revistalapip -> Produção de subjetividade e exercício de cidadania: efeitos da prática em psicologia Comunitária
revistalapip -> Construção de Diálogos: uma Experiência de Abordagem em Psicologia Social em Projeto Cultural
revistalapip -> Abandono e institucionalizaçÃo de crianças abandono e invisibilidade das crianças institucionalizadas

Baixar 47.8 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
ensino médio
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
Curriculum vitae
oficial prefeitura
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
assistência social
santa maria
Excelentíssimo senhor
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
outras providências
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
secretaria municipal
Dispõe sobre
Conselho municipal
recursos humanos
Colégio estadual
consentimento livre
ResoluçÃo consepe
psicologia programa
ministério público
língua portuguesa
público federal
Corte interamericana