Aristóteles “o mestre daqueles que sabem”



Baixar 28,87 Kb.
Página6/6
Encontro03.12.2019
Tamanho28,87 Kb.
1   2   3   4   5   6

2.4 – O SER COMO VERDADEIRO



  • É o tipo de ser próprio da mente humana que pensa as coisas e sabe conjugá-las como elas estão conjugadas na realidade ou separá-las quando elas estão separadas.

  • O ser (ou melhor, o não-ser) como falso é quando a mente conjuga o que não está conjugado ou separa o que não está separado na realidade.

  • Este tipo de ser é estudado na lógica.



3. O SER COMO SUBSTÂNCIA



  • O que é a substância, em geral?



Aristóteles define substância como sendo:



  • A matéria (hylé). (Ex. A matéria que forma o homem é carne e osso);

  • A forma (morfe). (Ex. A forma do homem é a alma ou racionalidade).

Matéria e Forma – Aristóteles chama de sinolo – significando o conjunto constitutivo de matéria e forma. Forma é a essência de cada coisa e a substância primeira.



4. DEUS E SUBSTÂNCIA SUPRA-SENSÍVEL



  • Substância são as realidades primeiras, no sentido de que todos os outros modos dependem dela.

  • Se todas as substâncias fossem corruptíveis, não existiria absolutamente nada de incorruptível.

  • Mas o tempo e o movimento são incorruptíveis, ou seja, são eternos. E qual a causa ou princípio deles?

  • Ao analisar tal princípio, Aristóteles chega ao primeiro motor (Deus), que outra coisa não é do que a substância supra-sensível.


HILEFORMISMO



O hilemorfismo é a filosofia desenvolvida por Aristóteles de que todas as coisas consistem de matéria (hile) e forma (morfe). Por “matéria” entende-se um substrato (matéria prima) que só existe potencialmente, e que só existe em ato junto com uma forma.

A mudança das coisas é explicada por quatro tipos de causas:

O fator material, a forma, a causa eficiente e a causa final (ou propósito). Haveria quatro elementos básicos, terra, água, ar e fogo, cada qual tendo um par de qualidades distintivas: terra é fria e seca; água é fria e úmida; ar é quente e úmido; fogo é quente e seco.

Os elementos tendem a se ordenar em torno do centro do mundo, cada qual em seu “lugar natural”.

Se um elemento é removido de seu lugar natural, seu “movimento natural” é retornar de maneira retilínea: terra e água tendem a descer, ar e fogo tendem a subir.

O “movimento violento” envolve a remoção de um corpo de seu lugar natural, ou é o resultado do exercício de uma força por um agente.


REALE, Giovanni. Aristóteles e a Primeira Sistematização Ocidental do Saber. In___História da Filosofia: Antiguidade e Idade Média. São Paulo: Paulus, 1990, (Col. Filosofia), p.171-191. Página



Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal