Ansiedade: vilão da vida cotidiana



Baixar 17,66 Kb.
Encontro20.05.2018
Tamanho17,66 Kb.

Ansiedade: vilão da vida cotidiana

Ansiedade é a sensação de aflição e angústia relacionada a algum fato, possibilidade ou contexto. Como já foi falado no texto sobre stress: a ansiedade pode ser útil, desde que não seja constante e exacerbada.

Todos ficam nervosos em situações tensas e estressantes como falar em público, problemas com família ou fazer provas. Esse nervosismo até certo ponto é benéfico, pois é uma forma do corpo se adaptar à uma situação de difícil resolução, aumentando a velocidade de raciocínio e focando mais facilmente a atenção no que é necessário, entre outras alterações corporais. O problema da ansiedade começa quando esta é frequente e faz parte da vida, tornando a sensação de nervosismo constante e presente a todo momento. Alguns sinais desse transtorno são: medo constante, ataques de pânico, preocupação excessiva, dificuldades para dormir, problemas de digestão, comportamentos compulsivos, sensação constante de que algo ruim pode acontecer, faltas de ar, tonturas, entre outros.

O stress quando presente no corpo por muito tempo, pode gerar consequências importantes no organismo. Esta relação é um bom exemplo de como as doenças da mente podem influenciar no corpo físico: doenças gástricas, exaustão corporal, diminuição da imunidade e dores musculares são manifestações típicas do stress constante no organismo humano.



Existem tratamentos específicos para a ansiedade, que devem ser realizados com acompanhamento próximo de um médico, psicólogo e terapeuta, e que envolvem a psicoterapia, administração de medicamentos (que só podem ser receitados por médicos psiquiatras) ou uma associação de ambos os métodos. É extremamente importante que o paciente não se automedique, tomando remédios por conta própria, pois nessas situações há o risco de dependência química das substâncias e efeitos colaterais perigosos, a depender das doses ingeridas.



Mudança de hábitos é uma excelente maneira de melhorar situações de ansiedade crônica. Momentos de lazer (ir ao cinema, ao parque, sair com a família) e exercícios físicos são formas de diminuir a carga de stress do corpo, melhorar a saúde física e mental.

Durante uma crise de ansiedade, comum em pessoas altamente estressadas, pode-se sentir falta de ar, sensação de que algo ruim pode acontecer a qualquer momento, medo de se relacionar com outras pessoas, pânico sem sentido, suor excessivo e até alucinações. Durante ataques como esse, deve-se saber agir. Respirar de forma pausada por 20 minutos, fechar os olhos e sentir os músculos relaxarem são alguns passos básicos para pôr em prática. Ao ver alguém a ter uma crise, ajude-a a manter a calma e procure ajuda médica.


Compartilhe com seus amigos:


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal