Ano II – Edição Especial nº 07 :: Assédio Moral e Assédio Sexual 1ª Parte



Baixar 0,76 Mb.
Página53/72
Encontro28.11.2019
Tamanho0,76 Mb.
1   ...   49   50   51   52   53   54   55   56   ...   72
volta ao índice

2.4 . EMENTA: DANO MORAL. ASSÉDIO SEXUAL. ASSÉDIO MORAL. Prova dos autos que confirma o assédio sexual de que a reclamante acusa ter sido vítima. Testemunhas que não deixam dúvidas quanto aos constrangimentos a que eram submetidas as funcionárias (entre elas a autora) pelo gerente de produção da reclamada em razão de sua conduta, tal como a de passar a mão em seus ombros e rostos, fazer brincadeiras com conotações sexuais, referir-se à beleza das mesmas e dirigir-se a elas com expressões do tipo “vovó enxuta”. Ainda que assim não se entendesse, seria o caso de assédio moral. Condenação ao pagamento de indenização por dano moral que se mantém. – 7ª Turma (processo 01301-2003-662-04-00-5 RO), Relatora a Exma. Juíza Maria Inês Cunha Dornelles. Publicação em 22.10.2004.

2.5. EMENTA: (...) INDENIZAÇÃO. DANO MORAL. ASSÉDIO MORAL. Espécie em que devidamente demonstrados os constrangimentos e humilhações morais impostos ao reclamante no curso do contrato de trabalho. Dano moral configurado. Valor arbitrado compatível com o grau da culpa e o porte econômico das partes. Recurso não provido. – 2ª Turma (processo 00228-2003-022-04-00-6 RO), Relator o Exmo. Juiz João Ghisleni Filho. Publicação em 27.10.2004.

2.6. EMENTA: DANO MORAL. ASSÉDIO SEXUAL. Hipótese em que o conjunto probatório não corrobora a versão da inicial de que teria a reclamante sofrido assédio sexual do zelador do condomínio em que prestava atividades. Prova cabal deveria ter sido produzida, o que não ocorreu. Em conseqüência, não faz jus a suplicante à indenização decorrente de dano moral. Recurso desprovido. –

2.7. EMENTA: (...) INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. Hipótese em que efetivamente os fatos ocorridos atingiram o autor que, como não poderia deixar de ser, sentiu-se constrangido e agredido em sua honra e dignidade, na medida que a reclamada o colocou deliberadamente em situação vexatória perante seus colegas, causando-lhe, a toda evidência, um abalo moral em decorrência da imputação de assédio sexual. Nega-se provimento. (...) – 2ª Turma (processo 00173-2003-301-04-00-8 RO), Relator o Exmo. Juiz João Ghisleni Filho. Publicação em 06.07.2005.

2.8. EMENTA: DANO MORAL. Hipótese em que a reclamante, na função de auxiliar de cozinha, sofria ofensa à sua honra, pela prática de insinuações e atos de cunho sexual por parte do cozinheiro da reclamada. Resta clara a existência de ato ilegal ou abusivo do empregador, a ensejar reparação, porquanto o referido cozinheiro era chefe imediato da obreira, não tendo sido tomadas medidas efetivas pela reclamada para coibir a referida conduta. Recurso desprovido. – 1ª Turma (processo 00334-2003-203-04-00-8 RO), Relator o Exmo. Juiz Ricardo Hofmeister de Almeida Martins Costa – Convocado. Publicação em 04.08.2005.

2.9. EMENTA: (...) DANO MORAL. O dano moral se materializa através de profundo abalo moral ou sentimento de dor e humilhação gerado por ato direcionado a atingir a honra do trabalhador, ou para desmoralizá-lo perante a família e a sociedade. Não evidenciado qualquer ato discriminatório por parte do empregador direcionado a prejudicar moralmente o empregado ou capaz de afrontar sua dignidade, honra ou imagem, tem-se descartada a hipótese de dano moral. Negado provimento. (...) – 6ª Turma (processo 01718-2003-402-04-00-8 RO), Relatora a Exma. Juíza Rosane Serafini Casa Nova. Publicação em 13.09.2005.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   49   50   51   52   53   54   55   56   ...   72


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
terapia intensiva
Conselho nacional
Curriculum vitae
oficial prefeitura
ensino médio
minas gerais
Boletim oficial
Concurso público
educaçÃo infantil
Universidade estadual
seletivo simplificado
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
Conselho regional
assistência social
ciências humanas
Atividade estruturada
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
Dispõe sobre
outras providências
recursos humanos
secretaria municipal
Conselho municipal
psicologia programa
Colégio estadual
consentimento livre
ResoluçÃo consepe
Relatório técnico
Corte interamericana
público federal
ministério público