Amar ou depender?


L&PM Editores – Você escreve especialmente para as mulheres? São elas as maiores vítimas da dependência afetiva?



Baixar 102,15 Kb.
Página5/8
Encontro11.10.2018
Tamanho102,15 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8
L&PM Editores – Você escreve especialmente para as mulheres? São elas as maiores vítimas da dependência afetiva?

Riso – Não escrevo especialmente para as mulheres. Escrevo para qualquer pessoa que queira melhorar como ser humano. Nos últimos anos, meus leitores homens estão aumentando consideravelmente em muitos países. Quem disse que os homens não sofrem por amor? De qualquer forma, no caso da dependência afetiva, os dados mostram que as mulheres sofrem mais do que os homens, objetivamente em uma proporção de três mulheres para cada homem; enquanto o homem é mais propenso à dependência sexual, em uma proporção de dez homens para cada mulher. Alguns atribuem a dependência afetiva feminina a fatores biológicos, outros a variáveis culturais. Minha posição é de que existe uma mistura entre esses dois fatores. Amar não é se suicidar psicologicamente e criar um attachment [apego] no qual o outro me define e me completa. O amor saudável demanda um individualismo responsável, com paixão, entusiasmo, mas sem nos desmerecer, sem comprometer a auto-estima. Amar ou depender? está sendo utilizado em várias escolas como parte de uma campanha para que as meninas aprendam a ser mais independentes afetivamente.




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal