Alunos públicos: professores privados



Baixar 50,82 Kb.
Página1/6
Encontro03.12.2019
Tamanho50,82 Kb.
  1   2   3   4   5   6


ALUNOS PÚBLICOS: PROFESSORES PRIVADOS

Autores: Allana Fernanda Gonçalves Dias1, Carolina Albuquerque Barbosa2, Eduardo Pio de Souza3, Karina Marciel Nihari4, Nádia Laguárdia de Lima5, Nayara Serrano Barcelos Marchi6, Raquel Gonçalves Silveira Alves7, Ronaldo Sales de Araújo8.



Introdução

Apresentamos uma reflexão sobre um trabalho realizado em uma escola municipal de Belo Horizonte, Minas Gerais. O projeto de extensão “Psicanálise, clínica e educação: diagnóstico e tratamento das queixas escolares” surgiu a partir de um convite feito pela coordenação do ensino fundamental de uma Escola Municipal ao professor do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Minas Gerais para que se realizassem diagnósticos e/ou estudos de casos de alunos que apresentavam dificuldades de aprendizagem e/ou de comportamento escolar.


A psicanálise, na modalidade da clínica em extensão, tem atuado em diferentes instituições de saúde geral, saúde mental, assistência social e educacional. A psicanálise é um saber que interroga o mal-estar na cultura, na civilização, na educação. A psicanálise se propõe a escutar o que insiste em se repetir, o que falha, apontando para uma dimensão humana que é da ordem do inacabado e do imprevisível, que atesta uma impossibilidade radical, que é, muitas vezes, desconsiderada pelos educadores.
A psicanálise não promete uma solução universal para aplacar o mal-estar que envolve a educação. Freud não acreditava em um ideal de normalidade, nem de educação. Se a educação é necessária para a formação humana, persiste uma dimensão ineducável em todo sujeito, que aponta para o real pulsional. As tentativas de erradicação desta dimensão ineducável acabam por promover sua irrupção de forma drástica e, por vezes, destrutiva.
Uma das possibilidades de se trabalhar com uma orientação psicanalítica, no âmbito da psicanálise aplicada, é, pois, ofertando espaços de fala aos sujeitos, sejam eles alunos, professores ou pais, para que, no deslizar dos significantes, se abram novas perspectivas de interpretação de uma situação, desfazendo significações cristalizadas, geradoras de impotência, e produzindo novas saídas.
Tendo em vista as considerações acima, elaboramos um projeto de extensão e apresentamos à escola. A nossa proposta foi a de realizar um trabalho com os professores, utilizando como metodologia de trabalho, a “conversação”, orientados pela psicanálise.

A conversação de orientação psicanalítica lacaniana, um dispositivo clínico elaborado por Miller (2010), apoiado pela ética do desejo e da responsabilização. Aquele que conduz as conversações opera a partir do não-saber, do furo no saber instituído, fazendo o outro falar e permitindo que emerja o gozo, o mal-estar próprio à singularidade. Assim, definimos que quem conduziria os grupos deveria ser formado em psicologia, estar em processo de análise e em formação psicanalítica, além de ser supervisionado por um psicanalista, para que ele pudesse sustentar a transferência, permitindo o surgimento da associação livre, mesmo na forma coletivizada.



Catálogo: secoes -> inst -> novo -> agenda eventos -> inscricoes -> PDF SWF
PDF SWF -> Jornadas de criação – arteterapia no espaço de formação de professores
PDF SWF -> O que o jornal de hoje nos traz? reflexões acerca do discurso sobre o autismo na mídia
PDF SWF -> O adulto e a dimensão traumática da educação Roséli M. Olabarriaga Cabistani1
PDF SWF -> O brincar entre a criançA, o analista e a instituiçÃo educacional primária
PDF SWF -> No caso a caso da escola
PDF SWF -> Riscos na internet: se inserir ou sair da cena do mundo1 Patricia da Silva Gomes2
PDF SWF -> O princípio político da/na educaçÃo infantil brasileira: uma discussão sobre práticas democráticas e cidadania infantil
PDF SWF -> Autora: Lucineia Silveira Toledo
PDF SWF -> Adolescência e violência: o encontro traumático com o real thaís Sarmanho Paulo
PDF SWF -> ContribuiçÕes psicanalíticas acerca da posiçÃo subjetiva do adolescente na sua relaçÃo com o saber


Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa