Agência fides – 30 de setembro de 2008


participantes do Congresso para os novos Bispos promovido pela Congregação para os Bispos e pela Congregação para as Igrejas Orientais



Baixar 377,23 Kb.
Página36/67
Encontro11.10.2018
Tamanho377,23 Kb.
1   ...   32   33   34   35   36   37   38   39   ...   67
22 de setembro de 2008 – Audiência aos participantes do Congresso para os novos Bispos promovido pela Congregação para os Bispos e pela Congregação para as Igrejas Orientais
  1. VATICANO - “Que o bispo medite a Palavra a cada dia, na oração, para que seja um promotor eficaz ao anunciá-la, um doutor autêntico ao ilustrá-la e defendê-la, mestre iluminado e sábio ao transmiti-la”: o Papa aos bispos participantes do curso promovido pela Congregação para os Bispos e a Congregação para as Igrejas Orientais.


Castelgandolfo (Agência Fides) – “O primeiro compromisso espiritual e apostólico do bispo deve ser aquele de progredir no caminho da perfeição evangélica. Dentre os meios que o ajudam a progredir na vida espiritual, antes de tudo está a Palavra de Deus, que deve ter uma indiscutível centralidade na vida e na missão do bispo. Eu os exorto, portanto, caros bispos, a se confiarem a cada dia à Palavra de Deus, para que sejam mestres da fé e autênticos educadores dos seus fiéis”. É a recomendação que o Santo Padre Bento XVI dirigiu aos bispos nomeados recentemente, recebidos em audiência em Castelgandolfo no dia 22 de setembro, no encerramento do curso promovido pela Congregação dos Bispos e pela Congregação para as Igrejas Orientais.
“Para enfrentar o grande desafio do secularismo, característico da sociedade contemporânea – prosseguiu o Papa – é necessário que o bispo a cada dia medite a Palavra, na oração, para que seja um promotor eficaz ao anunciá-la, um doutor autêntico ao ilustrá-la e defendê-la, mestre iluminado e sábio ao transmiti-la”.

No início de seu discurso, o Papa Bento XVI citou dois importantes eventos eclesiais: o Ano paulino, que estamos celebrando, e a 12ª Assembléia geral do Sínodo dos Bispos, sobre a Palavra de Deus, que iniciará no dia 5 de outubro, pois os dois podem ser de ajuda para iluminar alguns aspectos da espiritualidade e da missão do bispo. De são Paulo, definido pelo Papa como “um mestre e um modelo, principalmente para os bispos”, devemos aprender “antes de tudo o grande amor por Jesus Cristo... O amor de Paulo pelo Cristo nos comove pela sua intensidade... O exemplo do grande apóstolo nos chama, enquanto bispos, a crescermos a cada dia na santidade da vida, para termos os mesmos sentimentos que estavam em Jesus Cristo”.

“O apóstolo Paulo – afirmou o pontífice – com o seu ensinamento e com o seu testemunho pessoal, nos exorta a crescermos na virtude diante de Deus e dos homens. O caminho de perfeição do bispo deve se inspirar nos traços característicos do Bom Pastor, para que no seu vulto e na sua ação os fiéis possam ver as virtudes humanas e cristãs que devem distinguir cada bispo. Progredindo na via da santidade, os senhores exprimirão aquela autoridade moral indispensável e aquela sabedoria prudente que se pede a quem é colocado como cabeça da família de Deus. Esta autoridade é mais do que necessária hoje. O ministério dos senhores será pastoralmente frutuoso somente se estiver apoiado sobre a santidade de suas vidas”.

Na parte conclusiva do seu discurso, o Papa recordou que o bispo não deve cessar de se empenhar em “fazer o rebanho progredir na santidade e na verdade”. O Santo Padre recomendou particularmente aos bispos de terem zelo pelos sacerdotes e pelos jovens: “Estejam próximos e dêem muita atenção aos sacerdotes. Não economizem esforços para realizar todas as iniciativas... Busquem promover uma verdadeira fraternidade sacerdotal que contribua a vencer o isolamento e a solidão, favorecendo o mútuo sustento. É importante que todos os sacerdotes sintam a paterna proximidade e a amizade do bispo... Sejam também animadores e guias dos jovens... Tantos jovens estão fascinados pelo Evangelho e disponíveis a se comprometer na Igreja. É preciso que os sacerdotes e os educadores saibam transmitir às novas gerações, juntamente com o entusiasmo pelo dom da vida, o amor por Jesus Cristo e pela Igreja... Não deixem de propor aos jovens a escolha de uma doação plena a Cristo na vida sacerdotal e religiosa. Sensibilizem as famílias, as paróquias, os institutos educativos, para que ajudem as novas gerações a buscarem e a descobrirem o projeto de Deus para suas vidas”. (S.L.) (Agência Fides 23/9/2008)

O texto integral do discurso do Santo Padre, em italiano

www.evangelizatio.org





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   32   33   34   35   36   37   38   39   ...   67


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal