Academia militar das agulhas negras academia real militar (1811)


Referencial metodológico e procedimentos



Baixar 250,94 Kb.
Página17/22
Encontro29.11.2019
Tamanho250,94 Kb.
1   ...   14   15   16   17   18   19   20   21   22
2.5 Referencial metodológico e procedimentos
Visando a testar se esse fenômeno realmente ocorre em ambiente militar, foi formulado o seguinte problema de pesquisa: a liderança participativa exercida no curso de engenharia da AMAN facilita o exercício das competências sociais do comandante de pelotão.

Partimos da hipótese de que pelo fato do cadete estar na especialização de engenharia, sem o ambiente de rigor que havia no curso básico, e já tendo mais experiência sobre a vida militar, o comandante de pelotão tem condições de utilizar a liderança participativa, com mais chances de desenvolver uma liderança ressonante, facilitando o exercício de suas competências sociais.

O objetivo deste trabalho foi determinar como o cadete de engenharia percebe a liderança de seu comandante de pelotão durante o transcorrer do ano letivo na AMAN.

Visou-se especificamente a determinar quais competências sociais tem seus exercícios mais facilitados no decorrer da interação entre o comandante de pelotão e seus cadetes.

Com o propósito de operacionalizarmos a pesquisa, foram adotados os procedimentos metodológicos abaixo.

Primeiramente foi feito um levantamento bibliográfico, com a finalidade de rever a literatura sobre o tema que fornecesse os conceitos básicos necessários. Desse levantamento, destacamos também que o tipo de liderança exercido pelos comandantes varia de acordo com a situação em que se encontram, dependendo do resultado buscado pelo líder. Observou-se que no âmbito do curso de engenharia, os cadetes do quarto e terceiro ano desempenham melhor suas tarefas e apresentam melhores resultados quando são liderados por um líder do tipo participativo.

Constou-se inicialmente que, até o momento, não foram editados muitos títulos sobre o presente tema no âmbito do Exército Brasileiro, ou seja, sobre a relação entre competências sociais e a liderança no ambiente militar. Quanto à qualidade das fontes pesquisadas, podemos dizer que modelo teórico de Goleman (1995) sobre inteligência emocional, os estudos de Boyatzis e Mckee (2006) sobre liderança emocional ressonante e dissonante e os conceitos de liderança militar do Manual de liderança do Exército (2011) e do caderno de instrução de liderança da AMAN (2011) destacam-se pela qualidade, pertinência e atualidade.

No tratamento dos dados coletados, trabalhou-se com cálculos estatísticos para verificar as correlações existentes entre as variáveis. Os dados foram coletados no quarto e terceiro anos do curso de engenharia da AMAN através de um questionário. O modelo deste questionário se encontra no anexo III.

Na análise dos dados foi utilizada a ferramenta estatística Correlação de Pearson para verificar a força de correlação entre duas variáveis. A correção de Pearson “quantifica a força de associação linear entre duas variáveis e, portanto, descreve quão bem uma linha reta se ajustaria através de uma nuvem de pontos” (SHIMAKURA, 2005). Ao final, foram confrontados os resultados com a teoria abordada na revisão da literatura.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   14   15   16   17   18   19   20   21   22


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal