[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!


Não chorarei se eu conseguir! E está dito!



Baixar 2,07 Mb.
Página48/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   ...   44   45   46   47   48   49   50   51   ...   354
Não chorarei se eu conseguir! E está dito!

Saudades d[Ela]!

É verdade que ontem eu chorei

Porque senti a falta d[Ela];

O dia todo na janela eu passei

Porque imaginei ver passar alguém como [Ela]!

Ontem eu vivi um misto de tristeza e felicidade

Porque eu a imaginei vê-la aqui em minha cidade;

Se foi delírio ou loucura,

Sem [Ela] eu temi a noite escura!

Eu sei que [Ela] está m Minas Gerais

E que eu não me esqueço d[Ela] jamais;

Sei que ela tem carinho por mim

E não desejaria saber que eu sofro tanto assim.

Sonhar e esperar por [Ela] é imperativo,

Pois eu não desistirei enquanto eu for vivo;

Eu vou sonhar com os beijos d[Ela]

E por [Ela] eu esperarei minha vida toda à janela!

Por que será?

Eu fico me questionando por que têm pessoas que gostam de desestabilizar as outras sem razões aparentes para tal. Por que a minha “desafeta incógnita” tenta, de todas as maneiras, atingir-me com suas hostilidades? Será que ela me detesta tanto assim? O que eu fiz para merecer tamanha rejeição e repúdio da parte dela? Por que é mais fácil para ela me odiar do que me amar?

Uma linda menina mulher é tudo o que eu mais quero para passar o lado bom da vida e eu não acho que mereço ser hostilizado por eu ser sincero e honesto em manifestar os meus desejos. Eu sei que meninas mulheres pudicas não conseguem me entender, mas nem por isso é preciso me execrar diante das demais. Não me leia se eu lhes causo repulsa; sei lá, prefiro que me ignorem a ser apedrejado impiedosamente como eu estou sendo.

O ser humano devia se exercitar para manter o equilíbrio diante das situações de desconforto. Eu, por exemplo, leio textos eróticos vulgares e não me deixo influenciar por eles. Vejo lindas meninas mulheres tão depravadas neste espaço e que poderiam desfilar nas passarelas da vida e optaram por serem “meninas mulheres profanas e devassas” e parecem gostar das baixarias que escrevem. Contudo eu nunca me pus a ofendê-las por isso. Eu respeito sempre as opiniões que divergem das minhas, mas isso não quer dizer que eu as incorpore no meu viver. Sexo é bom e eu amo dizer asneiras no momento do gozo, durante, depois e no ápice da relação sexual; o orgasmo.

Por quê? Por que a minha colega “incógnita” tenta me dizer que “ela” é ele. Jamais! Eu não acredito nisso porque eu sou homem e jamais ficaria me indispondo com outro homem virtualmente e nem mesmo na realidade. A minha conversa com homens se limita em breves cumprimentos e nada mais. Homens é muito bom tê-los a mil quilômetros de distância, o mais distante possível; eu tenho pavor, horror a homens.

Portanto, minha cara “desafeta”, seja mais amistosa no seu tratamento e sejamos bons colegas e cúmplices de modo a transformar o seu ódio por mim em algo mais salutar para ambos. Façamos amor e não a guerra como sugeriu Joana D’Arc. Eu bem sei que podemos ser ótimos amantes se você se desarmar ao vir me ler todas as manhãs. E está dito!




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   44   45   46   47   48   49   50   51   ...   354


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal