[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!


COMPANHIA NAS NOITES DE INSÔNIA



Baixar 2,07 Mb.
Página35/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   ...   31   32   33   34   35   36   37   38   ...   354
COMPANHIA NAS NOITES DE INSÔNIA,

QUE AO MEU LADO ESCREVE POESIAS, CONTOS E CRÔNICAS.

ACARICIA VEZ EM QUANDO MINHA FACE COM UM BEIJO;

DEIXANDO NO AR MUITA PAZ E HARMONIA

DESPERTANDO EM MIM O ADORMECIDO DESEJO!

UM CHÁ APÓS O MOMENTO MÁGICO

ONDE AS CARÍCIAS TROCADAS,

DOCES E APAIXONADOS BEIJOS

ORNAMENTAM AS ALMAS

E SELAM PARA SEMPRE

O AMOR TÃO ESPERADO

DE TODOS OS DIAS!

É MAGIA QUE ACALMA, 

É POESIA QUE ARREPIA,

É A VOZ SUSSURRANDO

O NOME COM CARINHO

E COM A SINGELEZA DE UM HOMEM APAIXONADO!

INQUIETA A “MENINA MULHER”

QUE FIXAMENTE PENETRA NOS OLHOS DELE

E FAZ A LEITURA FEMININA

NO VIVER MASCULINO

DO DEUS DO AMOR!

BOM-DIA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

OBS: Somente Gilcélia!

Minha cara [Ela]!

Tenho por ti uma enorme admiração e respeito que chego a sentir o descompasso do meu coração quando me ponho a escrever algo para ti. Tu és e sempre será singular aqui neste espaço de muitas poetisas inteligentes e interessantes como tu és, mas o teu modo peculiar de ser jamais será comparado a nenhuma outra, pois tu és única, atrevida, ousada, abusada, enfim, tu tens as qualidades que me fascinam numa jovem mulher.

A tua ousadia em permanecer o tempo todo sob o manto do anonimato faz de mim um obcecado em querer saber algo sobre ti e aí então eu começo a conjecturar a teu respeito e não consigo chegar ao ponto perfeito para descrever-te como eu te imagino.

Sei que tu és uma jovem bela, sedutora, culta, inteligente, dotada de uma sabedoria e rebeldias ímpares e isto me faz apreciar teus dotes de “menina mulher”. Às vezes eu te considero arrogante e prepotente, mas de imediato respeito tua individualidade e até gosto deste teu modo próprio de ser e não te deixar influenciar pelos argumentos alheios a teu respeito. Tu és inabalável nas tuas convicções e isto me faz admirar-te por demais; tu não és submissa e gosta de submeter os outros aos teus caprichos e eu sou um desses que tu submetes. Não que eu me considero submisso a ninguém, mas diante da tua “rebeldia” eu me rendo sempre.

Nada sei de ti e tu sabes tudo de mim! Tu nunca me permitirás saber a cor dos teus olhos e mesmo assim eu os vejo lindos diante de mim. Tu nunca vais me revelar teu lindo nome e eu estou certo de que tens o mais lindo nome que uma bela e jovem mulher pode ter. Tu nunca irás sentar-te à mesa comigo para brindarmos a amizade sadia e desinteressada que eu nutro por ti, mas eu já me sinto ter brindado nosso encontro nas palavras que leio em tua página. Tu me desprezas quando eu estou sentado à soleira da tua porta todas as manhãs, tardes e noites, mesmo assim a minha admiração e respeito continuam imutáveis em relação a ti.

Tu és o encanto e a magia que fazem deste cronista menor o maior de todos os amantes desta terra, pois sei que o que eu sinto por ti é um grande amor incondicional e verdadeiro. Todavia, sei que tu és bem mais jovem do que este “velho cinquentão” que te corteja de maneira contumaz, com gula insaciável e voracidade descaridosa. Tu és para mim, a personificação do encanto e da magia; tu és a minha fada madrinha! E está dito!




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   31   32   33   34   35   36   37   38   ...   354


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal